As época ainda nem vai a meio, mas a “febre” do mercado de transferências já começa a rondar os principais clubes da Europa. Aliás, chegado o mês de Janeiro (já não falta muito), os clubes têm autorização para abordar os jogadores que, seis meses depois, terminam contrato com os emblemas que ainda representam. Alguns dos detentores dos passes desses atletas optam por realizar uma venda, com valores reduzidos, logo em Janeiro, para encaixarem algum dinheiro, mas nem sempre isso acontece.

Neste contexto, o jornal diário espanhol AS olhou para as principais Ligas europeias e reuniu um grupo de 15 “craques” de que terminam contrato com os seus clubes no final da época, analisando também as possibilidades de futuro para cada atleta e o actual valor de mercado, com base no Transfermarkt. Desses 15, três actuam em Portugal, sendo que a Liga com mais jogadores estão nesta situação é a Premier League inglesa, com nove elementos. O clube em maiores “sarilhos” parece ser o Manchester United, com quatro à beira do adeus.

Nós fomos um pouco mais longe, naquilo que nos distingue e define, e olhámos para estes 15 atletas com foco nos números, com os valores que definem a época de cada um deles à luz do desempenho. Nestes 15, há nome sonantes que serão, certamente, perdas relevantes para os seus clubes, caso não renovem os seus contratos. Confira o que cada um tem feito esta época.

Retaguarda “made in” Premier League

David de Gea (Manchester United) – €70M

GoalPoint-English-Premier-League-2018-David-De-Gea-infog
Clique para ampliar

O Real Madrid surgiu várias vezes como destino provável de David de Gea, mas a mudança acabou por não acontecer, permanecendo o espanhol em Old Trafford. Considerado um dos melhores guarda-redes do Mundo, De Gea está avaliado pelo Transfermarkt em €70M euros, o valor mais elevado destes 15, e as suas prestações dos últimos anos não contrariam essa valorização. Ainda assim, em 18/19 o guardião ainda não atingiu a forma patenteada por exemplo em 2017/18, na qual travou 80% dos remates enquadrados na Liga inglesa, não passando agora dos 67%, um “mau momento” que já vem do Mundial 2018. Contudo, continua a ser um atleta apetecível e fala-se no interesse da Juventus no seu concurso.

Jan Vertonghen (Tottenham) – €32M

GoalPoint-English-Premier-League-2018-Jan-Vertonghen-infog
Clique para ampliar

O Tottenham poderá estar perante um problema bicudo para a próxima época, pois tem dois defensas-centrais, ambos belgas, na porta de saída no final da temporada, a custo zero (e o segundo vem já a seguir, neste artigo). Lesionado desde o início de Outubro, Vertonghen não deixa de ser um nome importante nos londrinos, onde joga há sete temporadas. Jogador duro e com excelente sentido posicional, destaca-se nos duelos aéreos defensivos que ganha e nas muitas acções defensivas que realiza, cerca de dez a cada 90 minutos esta temporada. Certamente um jogador apetecível para outros emblemas.

Toby Alderweireld (Tottenham) – €40M

GoalPoint-English-Premier-League-2018-Toby-Alderweireld-infog
Clique para ampliar

O outro central belga dos “spurs” é Alderweireld, um dos indiscutíveis de Mauricio Pochettino. O defesa-central regista 9,3 acções defensivas a cada 90 minutos e é um complemento do seu colega de equipa, sendo mais eficaz no passe. Os seus números modestos nos duelos aéreos defensivos não têm, a dar conta das notícias, inibido o interesse de clubes como Barcelona e Manchester United no seu concurso. Seja como for, a sua saída seria um rude golpe para o Tottenham.

David Luiz (Chelsea) – €25M

GoalPoint-English-Premier-League-2018-David-Luiz-infog
Clique para ampliar

A carreira de David Luiz no Chelsea (com uma passagem pelo Paris Saint-Germain) tem tido altos e baixos. Se na época passada contava pouco para Antonio Conte, o ex-Benfica tem sido um dos indiscutíveis de Maurizio Sarri. Não tem comprometido, é certo, mas o seu desempenho tem, ainda assim, sido definido sobretudo pela facilidade no alívio do perigo, sendo pouco vistoso nos demais capítulos, como por exemplo o sucesso na disputa dos duelos aéreos. Contudo, tal como é do agrado do técnico italiano, David Luiz tem estado muito bem no passe e até se fala no interesse do Barcelona no seu concurso.

Diego Godín (Atlético Madrid) – €30M

GoalPoint-Spanish-La-Liga-2018-Diego-Godín-infog
Clique para ampliar

O único jogador desta lista dos sectores mais recuados que não actua na Premier League. Diego Godín é uma referência do Atlético, onde cumpre a nona temporada, e mantém intacta uma das suas principais características, a segurança no jogo aéreo – ganhou, esta temporada, 80% dos duelos aéreos defensivos que disputou. E continua a ser um perigo sempre que sobre no terreno, registando já dois golos. Aos 32 anos, o uruguaio pode comprometer-se “para a vida” com o Atlético ou dar um salto para um dos emblemas de Manchester, ou para a Juventus de Cristiano Ronaldo, segundo tem sido noticiado.

Na próxima página: médios de qualidade