As principais Ligas europeias europeias estão paradas, devido aos compromissos das selecções nacionais. Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França têm, contudo, campeonatos bem lançados, com a particularidade de a Premier League ser a única em que o primeiro classificado – o Liverpool – está destacado na liderança, com mais oito pontos que o Manchester City. Em todas as outras o equilíbrio é a nota dominante.

Nestas Ligas, em todas sem excepção, há jogadores portugueses a brilhar. Após apresentarmos o melhor “onze” português da Liga NOS, à sétima jornada, e numa altura em que a Selecção Nacional joga importantes cartadas rumo ao Euro 2020, este é o momento de percebermos que emigrantes lusos estão em melhor forma nos principais campeonatos um exercício que fizemos também na época passada, e neste caso só com jogadores com mais de 315 minutos jogados.

Muitos dos que em 2018/19 figuraram no “top 10” voltam a estar presentes, e o destaque vai para algumas surpresas, em especial duas, que estão mesmo entre os cinco melhores GoalPoint Ratings portugueses lá fora. Confira connosco.

Todos os sectores representados

10. Anthony Lopes (Lyon)

GoalPoint-French-Ligue-1-2018-Anthony-Lopes-infog
Clique para ampliar

O Lyon pode estar a penar num pouco habitual 14º lugar da Ligue 1, mas não pode culpar o português Anthony Lopes por essa situação. O OL é, aliás, uma das formações com menos golos sofridos até ao momento na prova, apenas nove, e uma das que marcou mais (14), devido fundamentalmente ao bom arranque de campeonato, com dois triunfos que registaram nove tentos apontados e nenhum concedido. Nestas nove partidas iniciais, Anthony Lopes realizou 3,0 defesas a cada 90 minutos, travou 75% dos disparos enquadrados que enfrentou e teve sucesso em todas as saídas pelo ar. Números bem positivos.

 

9. Pedro Mendes (Montpellier)

GoalPoint-French-Ligue-1-2018-Pedro-Mendes-infog
Clique para ampliar

O Montpellier ocupa um honroso sétimo lugar, em grande medida fruto da consistência defensiva, que lhe permite registar apenas sete golos sofridos em nove jornadas. Um dos esteios da retaguarda do emblema gaulês é Pedro Mendes, central que não tem mostrado grande apetência pelo futebol aéreo, mas oferecendo em contrapartida um jogo posicional assinalável, que lhe permite registar 3,1 alívios a cada 90 minutos e 2,0 intercepções. E já marcou um golo.

 

8. João Moutinho (Wolverhampton)

GoalPoint-English-Premier-League-2018-João-Moutinho-infog
Clique para ampliar

Talvez não tão exuberante como na época passada – tal como toda a equipa de Nuno Espírito Santo -, mas ainda assim com uma regularidade assinalável. João Moutinho não tem sido tão rematador como noutras épocas (ainda não o fez na presente Premier League), mas continua a servir bem os seus companheiros, com 1,9 passes para finalização, uma assistência, uma boa qualidade no passe e não baixa os braços no trabalho em prol do colectivo, com 4,6 acções defensivas completas por 90 minutos.

 

7. Gonçalo Paciência (Eintracht Frankfurt)

GoalPoint-German-Bundesliga-2018-Gonçalo-Paciência-infog
Clique para ampliar

Um dos elementos de uma dupla ofensiva do Eintracht Frankfurt “made in” FC Porto. Gonçalo Paciência tem demorado a afirmar-se, mas a Alemanha parece ser o local ideal para mostrar serviço. O ponta-de-lança soma três golos em sete partidas na Bundesliga, mais uma assistência, não enjeitando o remate sempre que pode (3,6 por 90 minutos). Enquadrou, até ao momento, 62% dos disparos que realizou nas grandes áreas, converteu metade das ocasiões flagrantes e mostra apetência por servir os colegas de equipa, com 1,9 passes para finalização.

 

6. André Silva (Eintracht Frankfurt)

GoalPoint-German-Bundesliga-2018-André-Silva-infog
Clique para ampliar

A outra peça da dupla lusa do ataque do Frankfurt é André Silva, que chegou oriundo do Milan, por empréstimo. Em quatro jogos, o avançado fez três golos, fruto de impressionantes 4,8 remates a cada 90 minutos e 67% de ocasiões flagrantes convertidas. E ainda soma 2,0 passes para finalização, embora nenhum se tenha transformado em assistência.

Na próxima página: o “top 5” com surpresas