Um guardião a dar cartas e um “ressuscitado”

5. Rui Silva (Granada)

GoalPoint-Spanish-La-Liga-2018-Rui-Silva-infog
Clique para ampliar

Aos 25 anos, e na quarta época ao serviço do clube espanhol, Rui Silva – que fez cinco temporadas no Nacional da Madeira – está a dar cartas no surpreendente Granada, que ocupa o quarto lugar da Liga espanhola e já ganhou 2-0 em casa ao Barcelona. Com algumas exibições de grande nível (foi o melhor em campo no Santiago Bernabéu, com o Real Madrid), o guarda-redes português somou 3,5 defesas a cada 90 minutos na La Liga, nas oito partidas que realizou até ao momento, travou 74% dos remates enquadrados que enfrentou e, pelo ar, é tudo dele.

 

4. Ricardo Pereira (Leicester)

GoalPoint-English-Premier-League-2018-Ricardo-Pereira-2-infog
Clique para ampliar

Se o lateral tarda em ser aposta na Selecção Nacional, já em Inglaterra continua a dar cartas e a ser um dos melhores na posição. Com dois golos em oito golos, o ex-Porto destaca-se sobremaneira na facilidade com que desarma adversários, registando 4,4 destas acções a cada 90 minutos, para além de 1,8 intercepções. E ainda mostra qualidade no drible, ou não fosse um extremo de origem.

 

3. Cristiano Ronaldo (Juventus)

GoalPoint-Italian-Serie-A-2018-Cristiano-Ronaldo-infog
Clique para ampliar

Enquanto jogar ao mais alto nível, parece pouco provável que não se veja Cristiano por estes “tops”, quer nos tradicionais, quer nos de desempenho objectivo. Com três golos e uma assistência em seis jogos da Serie A, Cristiano é já o jogador mais rematador dos principais campeonatos europeus, com 6,0 disparos a cada 90 minutos, acima dos 5,7 de Lautaro Martínez, do Inter. Para além disso, o capitão de Portugal enquadrou 55% dos remates que fez nas grandes áreas, converteu metade das ocasiões flagrantes de que dispôs e continua imparável nos duelos aéreos ofensivos, tendo ganho 64%.

 

2. Miguel Veloso (Hellas Verona)

GoalPoint-Italian-Serie-A-2018-Miguel-Veloso-infog
Clique para ampliar

O segundo melhor rating luso nas principais Ligas pertence a um jogador que estava afastado das luzes da ribalta há algum tempo. Após três épocas no Génova, Miguel Veloso saiu a “custo-zero” para o Hellas Verona e tem mostrado uma qualidade de futebol que muitos já não pensavam que o médio recuperaria aos 33 anos. Preferencialmente utilizado a médio-centro, o português soma dois golos e uma assistência em sete jogos, com bons números de remates e passes para finalização, qualidade no passe no último terço e quase três acções defensivas completas a cada 90 minutos.

 

1. Bernardo Silva (Manchester City)

GoalPoint-English-Premier-League-2018-Bernardo-Silva-infog
Clique para ampliar

O “top 10” é liderado por um jogador que tem mostrado uma qualidade muito elevada e de forma continuada nos últimos anos. Bernardo Silva surge nesta fase da época com um elevadíssimo rating de 7.51, algo extraordinário tendo em conta o nível da Premier League inglesa, fruto de quatro golos e uma assistência em sete jornadas, uma grande apetência pelo remate (4,4 por 90 minutos), muitos cruzamentos e dribles, estes com impressionante eficácia de 71%, e um manancial de recursos que justificam os consecutivos elogios do seu treinador, Pep Guardiola.