O Top GoalPoint Ratings do Porto à 10ª ronda! ⭐

-

Quem são os “dragões” que vão brilhando estatisticamente na Liga NOS 16/17? A resposta é dada pelo nosso algoritmo GoalPoint Ratings, tal como sucedeu com os protagonistas do Sporting.

Passamos sem mais demoras ao top “azul-e-branco” à décima jornada, relembrando que o mesmo considera apenas jogadores com mais de metade dos minutos disputados na Liga (um mínimo de 451), o que tem implicações, abordadas após a infografia:

goalpoint-top-goalpoint-ratings-porto-j10-liga-nos-201617-infog
Clique para ampliar

O mexicano do costume

Começou a época a ver jogar do banco mas rapidamente mostrou a Nuno Espírito Santo que não se deixa o “rei” das assistências portistas 15/16 de fora com facilidade. Layún joga quase sempre bem, seja onde for, este ano maioritariamente no flanco direito, em virtude da prlongada lesão de Maxi e do igualmente impressionante desempenho do discreto mas produtivo Alex Telles.

Layún ainda não marcou e soma “apenas” três assistências (o ano passado foram “só” 13, na Liga) mas continua fazer-se notar no habitual: é o maior municiador de passes para ocasião de remate no Porto (22). Em jeito de comparação, o “10” Otávio, que vem protagonizando também ele um bom arranque de época, soma 14 passes para ocasião com apenas menos 50 minutos jogados do que o mexicano (antes dele surge aliás o tal “discreto” Alex Telles, com 15).

O “elefante na sala” deste top é a ausência de Diogo Jota, mas tem explicação simples, o critério de minutos aplicados, referido inicialmente. Não fosse a (ainda) escassa utilização (353 minutos) e Jota seria aliás o melhor “dragão” deste top, com um rating de 7.22. Pouco tempo em campo mas muita influência ofensiva (quatro golos e duas assistências).

Os casos de André Silva e Héctor Herrera poderão também suscitar estranheza, ainda que em polos opostos. Se sobre as falhas do jovem avançado boa parte da explicação já foi dada em artigo recente já no caso do “mal-amado” (sobretudo após o clássico) mexicano a justificação para a boa classificação poderá ser parcialmente “invisível” e deixamos um exemplo: Herrera pode não fazer tudo bem, sendo que nem sequer se destaca especialmente nos indicadores ofensivos esperados na sua posição, mas é o segundo “dragão” que mais vezes recupera a posse a cada 90 minutos (6,9), batido apenas por Danilo Pereira. O mexicano trabalha muito, mesmo que por vezes… chute para canto quando não devia.

Amanhã daremos a conhecer o Top GoalPoint Ratings do Benfica e no domingo os melhores ratings da Liga para lá dos “grandes”. Não perca!

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR