O melhor XI da 5ª jornada da Liga Bwin 21/22 ⭐

-

N ão foi apenas o “clássico” entre Sporting e FC Porto em Alvalade que terminou sem vencedor. O mesmo aconteceu em sete dos nove jogos da ronda, numa jornada de empates. O sensacional Estoril Praia foi uma das duas equipas que venceu, saltando para um brilhante segundo lugar, à quinta jornada. A outra foi o Benfica, que compensou a tendência de “empatas” com uma goleada por 5-0 sobre o Santa Clara.  

Esse resultado, construído graças a uma segunda parte de grande eficácia, permitiu ao emblema da Luz ser a formação mais representada no “onze” GoalPoint Ratings da 5ª jornada da Liga Bwin. Repetentes em relação à ronda anterior não há, caras novas esta época são nada menos que dez. Vamos ao detalhe.

GoalPoint-Onze-Jornada-5-Liga-Bwin-202122-infog
Clique para ampliar

Matheus (Braga) 7.4 – O nulo do Braga na visita ao Paços tem muito de Matheus. O guardião brasileiro foi o MVP da partida, devido a um conjunto de intervenções decisivas. Defesas foram três, duas a remates na sua grande área, ganhou os dois duelos aéreos defensivos em que participou e esteve muito bem no passe, com 85% de eficácia.

Zé Carlos (Gil Vicente) 7.4 – O lateral-direito emprestado pelo Braga foi o melhor em campo na igualdade a duas bolas entre “galos” e vizelenses. Dos quatro passes para finalização que realizou, um foi para assistência, registando no final um passe de ruptura e três intercepções.

Paulo Oliveira (Braga) 6.8 – Além de Matheus, o central também foi um dos responsáveis por manter a baliza bracarense inviolada. Paulo Oliveira ganhou cinco dos sete duelos aéreos defensivos em que participou e acumulou 14 acções defensivas, com destaque para três intercepções e dois bloqueios de remate.

Jan Vertonghen (Benfica) 6.8 – Na primeira parte o Benfica teve de lidar com um Santa Clara afoito e perigoso, e nessa fase, o central belga destacou-se pela eficácia e fiabilidade. Além da certeza no passe (90% de eficácia), Vertonghen ganhou dois dos três duelos aéreos defensivos em que participou, fez três intercepções e seis alívios.

Álex Grimaldo (Benfica) 7.5 – Do seu lado, outro benfiquista em bom momento. O lateral-esquerdo espanhol destacou-se sobretudo nos momentos ofensivos (como é hábito), realizando duas assistências em quatro passes para finalização. A três minutos do intervalo abriu o caminho para o tento de Rodrigo Pinho e mais tarde para o de Yaremchuk. Acumulou ainda sete passes ofensivos valiosos e quatro super aproximativos.

Willyan (Portimonense) 7.2 – A central, a médio-defensivo… o brasileiro cumpre, por isso é presença regular nestes “onzes” (segunda vez esta temporada). Os algarvios estiveram a ganhar quase até ao fim na visita ao Boavista, que pressionou intensamente na segunda parte e chegou ao empate. Willyan foi fundamental no adiar do golo boavisteiro, contabilizando 14 acções defensivas, entre elas três intercepções e sete alívios, mais oito recuperações de posse. Ganhou ainda os três duelos aéreos ofensivos em que participou.

Carlinhos (Portimonense) 7.2 – O autor do golo algarvio foi, contudo, Carlinhos. O brasileiro de 27 anos esteve endiabrado, participando no trabalho defensivo e integrando-se bem nas acções ofensivas. Destaque para um passe para finalização, duas tentativas de drible completas (100%) e ainda relevantes dez recuperações de posse.

Nuno Santos (Sporting) 7.5 – O melhor em campo no “clássico” de Alvalade. O extremo fez de vagabundo na frente, um pouco à imagem do indisponível Pedro Gonçalves, e foi dele o golo leonino, num oportuno desvio. Nuno Santos assumiu a responsabilidade e esteve à altura do desafio, terminando o jogo como o elemento mais rematador do encontro (quatro disparos, todos enquadrados), registou ainda dois passes para finalização, além de ser o alvo de dez passes aproximativos.

André Bukia (Arouca) 7.3 – O congolês arrasou no empate arouquense na visita ao Marítimo. Autor do primeiro golo da partida, fez três passes para finalização, cinco ofensivos valiosos, teve sucesso em dois de três cruzamentos de bola corrida e completou quatro de seis tentativas de drible. Um poço de velocidade e energia.

Luis Díaz (Porto) 7.3 – Cansado após os compromissos das selecções? Não se notou. Luis Díaz exibiu-se a grande altura em Alvalade, aproveitando o desgaste de Pedro Porro na segunda parte. O colombiano fez o empate para o Porto, após tirar da frente o espanhol, num golo espectacular. O melhor portista em campo recuperou a posse sete vezes e completou seis de sete tentativas de drible.

Darwin Núñez (Benfica) 7.9A grande figura da jornada. O atacante uruguaio foi dos poucos a tentar agitar o encontro na primeira parte, do lado “encarnado”, surgindo descaído sobre o corredor esquerdo, mas na segunda foi uma seta apontada à baliza açoriana. Autor de um bis, saiu aos 63 minutos com a missão cumprida, fruto de dois remates, ambos enquadrados, oito passes aproximativos recebidos, cinco acções com bola na área contrária, quatro faltas sofridas e quatro dribles completos em cinco.

Outros jogadores à porta do “onze”

Fali Candé (Portimonense) 7.4, Matouš Trmal (Vitória SC) 7.3, Tiago Almeida (Tondela) 7.2, Diogo Costa (Porto) 7.0, Rafa Silva (Benfica) 7.0, Chiquinho Oliveira (Estoril Praia) 7.0

Os tops da jornada

GoalPoint-Tops-Jornada-5-Liga-Bwin-202122-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 5ª jornada da Liga Bwin 21/22, parabéns!
Clica aqui se quiseres revisitar o arquivo de “onzes” GoalPoint da jornada.

Confere, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Podes também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA BWIN | J5SUMGPRMVPPAS
xG
0-0
0-5
1-1
2-2
2-2
1-1
0-0
2-2
1-2

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.