O XI GoalPoint de Outubro/Novembro 2021 da Liga Bwin ⭐

-

Após a revelação de Luis “sem maus” Díaz como Jogador do Mês, chegou a hora de divulgarmos o “onze” GoalPoint Ratings, que desta feita integra as cinco jornadas disputadas entre Outubro e Novembro, interrompidas pelas provas de Selecções. Analisámos os jogadores com mais de 300 minutos de utilização entre as rondas 8 e 12 e o algoritmo do Antunes elegeu a equipa que se segue, com nove estreias absolutas nos “onzes” mensais desta temporada.

O FC Porto, com quatro elementos, volta a dominar as escolhas, sendo mesmo o único emblema com repetentes.
Sem mais delongas, vamos olhar para os eleitos.

GoalPoint-Onze-Mês-Out-Nov-Liga-Bwin-202122-infog
Clique para ampliar
  • Bruno Varela (Vitória SC) 6.30 – O guardião do Vitória está a atravessar uma das melhores fases da carreira e, nestas cinco jornadas, mostrou possuir reflexos felinos, como se puderam comprovar no último jogo, a derrota na casa do FC Porto. Varela registou em média 1,6 defesas a remates a menos de oito metros, daqueles “à queima-roupa”, o registo mais alto neste período, e foi o quarto na média total de defesas por 90 minutos (4,0).
  • Koffi Kouao (Vizela) 6.63 – O costa-marfinense está a ser uma das agradáveis surpresas deste campeonato e vai mostrando qualidade regularmente. É, aliás, o segundo jogador com mais presenças nos “onzes” da jornada (4) e foi dono da lateral-direita nas jornadas 11 e 12. Koffi foi o terceiro da posição em dribles completos, com média de 2,3 por 90 minutos, correspondendo a impressionantes 81,8% de eficácia, o segundo em desarmes (3,3) e um dos líderes em intercepções (3,0).

[ Os dados acumulados de Koffi Kouao em 21/22 ]

GoalPoint-Portuguese-Primeira-Liga-2018-Koffi-Kouao-infog
Clique para ampliar
  • Pepe (Porto) 6.56 – O central portista esteve “de baixa” por lesão na última ronda, mas já tinha feito o suficiente para figurar entre os destaques. Entre centrais foi o que mais acções com bola registou (87,0), foi o quarto em intercepções (2,0) e ganhou 85,7% dos duelos aéreos defensivos. Foi o terceiro central em eficácia de passe (90%), o segundo em entregas para o terço intermédio (92,6%) e ninguém fez mais passes aproximativos (9,8).
  • Sebastián Coates (Sporting) 6.96 – O capitão leonino irá falhar o dérbi desta sexta-feira ante o Benfica, na Luz, devido a um teste positivo à COVID-19, e a sua presença neste XI sublinha a sua importância e bom momento. Nestas cinco jornadas, o uruguaio foi o melhor central da Liga e não apenas pelo que fez em termos defensivos, pois registou dois golos e uma assistência. Entre centrais com mais de duas tentativas de desarme por 90 minutos, Coates apresentou a menor percentagem de erro (18,2%) e o “leão” foi o segundo nos duelos aéreos defensivos ganhos (86,7%).

  • Álex Grimaldo (Benfica) 7.01 – O melhor lateral deste período, mesmo não contabilizando o “jogo” com a Belenenses SAD. Neste período fez um golo (ao Braga, na 11ª jornada), registou uma média de 89 acções com bola por 90 minutos, máximo entre laterais, o mesmo acontecendo com acções na área contrária (3,2) e remates (3,2), e foi o segundo em cruzamentos de bola corrida (4,9) e passes para finalização (2,0).
  • Pedro Sá (Portimonense) 6.74 – O bom período dos algarvios muito se deve à consistência que o “trinco” português dá à equipa de Paulo Sérgio. Um dos elementos presentes nos “onzes” das jornadas 8 e 12, Pedro Sá somou um golo no período em análise, foi o segundo médio-defensivo em desarmes por 90 minutos (4,4), o quinto em intercepções (1,7) e o sexto em recuperações de posse (7,3).
  • Vitinha Ferreira (Porto) 7.28 – Uma das revelações deste campeonato, apesar de se ter estreado em 2019/20. O jovem médio do FC Porto chegou a tirar a titularidade a Sérgio Oliveira e, ainda que agora a sua utilização vá sendo alternada com a do experiente médio, Vitinha continua a apresentar números extraordinários. As duas 113,7 acções com bola por 90 minutos não têm paralelo entre todas as posições, foi também o segundo médio em passes para finalização (3,0), em eficácia global de passe (93,4%), o terceiro em passes certos para o terço intermédio (95%) e o segundo para o último terço (89,4%). No drible foi o terceiro da posição em tentativas (3,3) e dribles completos (2,4) e o quarto em recuperações de posse (8,7). Incrível.
  • Luis Díaz (Porto) 8.18 – O Jogador do Mês de Outubro/Novembro (presente em todos os XI mensais da Liga em curso), sobre quem escrevemos um artigo de análise dedicado. Pode ler aqui (link).

  • Wenderson Galeno (Braga) 7.47 – O brasileiro do Braga registou (a par de Samuel Lino) o segundo melhor rating deste período, fruto de um momento de forma superior e uma grande capacidade de causar desequilíbrios no ataque. Nestas cinco rondas registou quatro acções para golo, bem dividias, com dois golos e duas assistências, foi o quarto extremo em passes para finalização (2,1) e o segundo em ocasiões flagrantes criadas (0,5).
  • Samuel Lino (Gil Vicente) 7.47 – A qualidade do jovem avançado do Gil já por nós foi realçada vezes sem conta e entre as jornadas 8 e 12 integrou por três vezes os “onzes” da jornada (precisamente na 8, 10 e 12). Dois golos e uma assistência foi o pecúlio do brasileiro nesta fase, representando 42,9% dos golos dos homens de Barcelos com o jogador em campo. Lino foi o futebolista, a par de Simon Banza, que mais remates registou (19), e mais disparos de bola corrida fez (18), e foi o sétimo em tentativas de drible (4,5), segundo em completos (3,5).
  • Mehdi Taremi (Porto) 6.99 – O iraniano pode estar numa espécie de seca finalizadora, mas a verdade é que nestas cinco jornadas somou seis acções para golo – três tentos e outras tantas assistências. Taremi destacou-se a servir os companheiros de equipa, tendo sido o ponta-de-lança com melhor média de passes para finalização neste período (2,4), o segundo de todas as posições em bola corrida (2,2) e ninguém, nem de perto, criou mais ocasiões flagrantes por 90 minutos (1,5).

Menções honrosas

Entre os melhores neste período, mas que, por uma ou outra razão, não couberam neste “onze”, estão estes craques:

  • Pablo Sarabia (Sporting) 7.06 – O espanhol tem estado a subir de forma, fez um golo e duas assistência nesta fase, mas ficou tapado por Luis Díaz e Galeno.
  • Rafa Silva (Benfica) 6.91 – O mesmo acontece com Rafa, benfiquista em excelente momento, mas que acaba ultrapassado pelos dois extremos.
  • Matheus Uribe (Porto) 6.65 – O portista volta a brilhar em recuperações (8,9) e desarmes (3,6), mas Pedro Sá ficou com o lugar de médio-defensivo.
  • Jan Vertonghen (Benfica) 6.53 – O central belga dos “encarnados” ficou a três centésimas do segundo melhor central, Pepe.
  • André Ferreira (P. Ferreira) 6.29 – O guardião foi um dos que apresentou melhor média de defesas (4,0 p/ 90m), mas ficou uma centésima atrás de Bruno Varela.

Parabéns aos eleitos!
Descobre os anteriores “onzes” do mês GoalPoint neste link.

Nota metodológica: O “onze” foi elaborado de acordo com o GoalPoint Rating médio dos jogadores que cumpriram mais de 300 minutos na Liga NOS, no período em questão. Os dados do Belenenses SAD – Benfica da 12ª jornada não foram tidos em conta, no cálculo do rating agregado dos jogadores participantes nesse encontro, pelas razões explicadas anteriormente.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.