O XI GoalPoint de Setembro 2021 da Liga Bwin ⭐

-

SETEMBRO chegou ao fim e os desempenhos individuais mexeram com o “onze” do mês GoalPoint Ratings. Três jornadas passaram, entre a quinta e a sétima, com o Benfica a mostrar-se a formação em melhor forma nesta fase, ao ponto de ter o primeiro Jogador do Mês desde Dezembro de 2019, Rafa Silva. Os “encarnados” lideram o campeonato, com quatro pontos de vantagem, e colocam dois jogadores no lote de melhores desempenhos de Setembro, mas não são os únicos.

Nestes “onze” há quatro emblemas com dois representantes cada, numa equipa que realça um lote de clubes restrito. O destaque vai, porém, para dois futebolistas que repetem a presença em relação a Agosto e que registaram uma sequência  de exibições dignas de relevo. Um deles é presença habitual há duas épocas em todas as nossas equipas, o brasileiro Willyan, do Portimonense. Vamos aos detalhes que fazem destes os melhores do mês passado – entre atletas com mais de 180 minutos disputados -, e com algumas menções honrosas.

GoalPoint-Onze-Mês-Setembro-Liga-Bwin-202122-infog
Clique para ampliar

  • Paulo Victor (Marítimo) 6.48 – O brasileiro pegou de estaca nos insulares que, apesar de não venceram há seis partidas, são a segunda equipa menos batida da segunda metade da tabela (9). O guardião foi o segundo com mais defesas nestas três jornadas (11), atrás do benfiquista Vlachodimos, correspondendo a 84,6% de remates travados (também segundo valor), parou a única grande penalidade que enfrentou e teve sucesso nas seis saídas a cruzamentos.
  • Pedro Porro (Sporting) 7.12 – Excelente arranque de campeonato do lateral espanhol, abrilhantado com o facto de, esta temporada, também bater penáltis, o que lhe dá dois golos na Liga, ambos apontados nas rondas seis e sete (que deram triunfos por 1-0 aos “leões”), e ainda fez uma assistência – nessas duas jornadas o lateral figurou nos “onzes” semanais. No mês em análise foi o terceiro da posição com mais desarmes (10) e, como por vezes é um autêntico extremo, foi o que somou mais acções defensivas mo último terço (6), bem como no meio-campo contrário (8). Foi ainda o que mais dribles tentou (14), com sucesso em 5 (3º), o que fez mais cruzamentos (23), 26,1% eficazes, e o que registou (a par de Grimaldo) mais passes para finalização (8).

  • Paulo Oliveira (Braga) 6.57 – Regressado a Portugal, o central está a ser um dos mais importantes jogadores do Braga. Nestas três jornadas foi o único central (dos tais com mais de 180 minutos) a marcar um golo, tendo registado seis desarmes e ganho 63,6% dos (11) duelos aéreos defensivos em que participou.
  • Willyan (Portimonense) 6.69 – Presença assídua nestas andanças. O brasileiro brilha tanto a central como a “trinco” e é um de dois jogadores esta época a figurar nos dois “onzes” mensais, tendo estado também na equipa da jornada 5. Em Setembro foi o segundo central com mais intercepções (10), tendo ganho 66,7% dos duelos aéreos defensivos em que participou.
  • Adrián Marín (Famalicão) 6.59 – Os formação minhota ocupa o último lugar, sem qualquer vitória em oito jogos, mas o lateral espanhol vai mostrando serviço. Autor de um golo nestas três jornadas, Marín foi o segundo lateral com mais recuperações de posse (21), o quinto em dribles eficazes (5), sendo que teve sucesso em todas as tentativas.
  • João Palhinha (Sporting) 6.99 – O “trinco” leonino teve o quarto melhor rating do mês passado. Palhinha foi o jogador que mais desarmes realizou nestas três jornadas, nada menos que 15, e vai brilhando mais uma vez nesta variável. No terço intermédio foi o quarto jogador com mais acções defensivas (10) e foi líder nestas acções no último terço, com seis, prova da versatilidade e raio de acção do médio leonino. E ainda foi o médio mais rematador (6), a par de Iván Jaime. É um dos únicos três jogadores com três presenças nas “onzes” da jornada (duas em Setembro).
  • Lucas Fernandes (Portimonense) 6.81 – O brasileiro promete ser um dos jogadores mais importantes da Liga portuguesa há já algum tempo e esta temporada parece estar, finalmente, a progredir. Autor de um golo e uma assistência neste período, foi o terceiro médio com mais passes para finalização de bola corrida (4) e mais passes ofensivos valiosos (10), o segundo em conduções aproximativas (6) e completou sete de 11 tentativas de drible.

  • Ricardo Horta (Braga) 6.64 – O criativo dos minhotos está a voltar a “carburar”. Nestas três jornadas, Ricardo fez um golo e uma assistência e foi um do melhores dos “guerreiros”, que empataram duas partidas a venceram uma apenas. Entre extremos foi o quarto que mais passes para finalização realizou (5) e contribuiu sobremaneira para os momentos defensivos, com sete desarmes, quinto valor entre atletas da posição, liderando no que toca a recuperações de posse (12).
  • Luis Díaz (Porto) 6.87 – Grande arranque de temporada do colombiano, repetente em relação a Agosto. O portista está num patamar elevado e entre extremos puros foi o melhor marcador nesta fase, com três golos (é o goleador-mor da Liga, com seis em 8 jornadas), ou seja, 50% dos golos que os “dragões” marcaram enquanto esteve em campo. Foi também o que mais acções com bola registou nas áreas contrárias (17) e o quarto em dribles completos (8), seis deles no último terço.

  • Darwin Núñez (Benfica) 7.01 – O avançado do Benfica está a viver um momento explosivo, como ainda não se tinha visto, tanto a nível inteiro como europeu – bisou na vitória por 3-0 sobre o Barcelona. Na Liga Bwin leva quatro golos, todos marcados em Setembro, sendo o quinto jogador com mais remates nesta fase (10), com um incrível aproveitamento de 40%. Nenhum ponta-de-lança tem tantas tentativas de drible (13) e dribles completos (7).

Menções honrosas

Entre os melhores neste período, mas que, por uma ou outra razão, não couberam neste “onze”, estão estes craques:

  • Roman Yaremchuk (Benfica) 8.10 – Não fosse ter jogado apenas 155 e o ucraniano (dono de três golos) comandaria o ataque do “onze”.
  • Zé Carlos (Gil Vicente) 7.04 – O lateral-direito do Gil fica de fora apenas porque tem pela frente Pedro Porro. Nesta fase fez nove desarmes, cinco intercepções e uma assistência.
  • Ziga Frelih (Gil Vicente) 6.57 – O esloveno da baliza dos homens de Barcelos tem estado em destaque, mas ficou de fora por… um minuto. Senão o lugar era dele.
  • Vitinha (Porto) 6.79 – O médio portista encostou Sérgio Oliveira no banco e tem realizado tremendas exibições, mas com apenas 155 minutos jogados, fica à porta.
  • Diogo Leite (Braga) 6.55 – O central emprestado pelo Porto cumpre o critério dos minutos, mas o seu colega de equipa Paulo Oliveira registou mais duas centésimas no rating.

Parabéns aos eleitos!
Descobre os anteriores “onzes” do mês GoalPoint neste link.

Nota metodológica: O “onze” foi elaborado de acordo com o GoalPoint Rating médio dos jogadores que cumpriram mais de 180 minutos na Liga NOS, no período em questão.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.