a pós apresentarmos aquele que, segundo os GoalPoint Ratings, foi o melhor jogador da Liga NOS 16/17 no mês de Agosto, Miguel Layún, chega a hora de, como habitual, lhe trazermos os dez “escudeiros” que o acompanham, num elenco dos que melhor rendimento estatístico tiveram nas primeiras três jornadas da competiçao.

Miguel Layún já é um habitué neste elencos mas a acompanhá-lo surgem várias caras bem familiares para quem nos segue já desde a época passada. Nomes como Baiano, Fejsa, Adrien e Corona, presentes nos 33 magníficos da época 2015/16, iniciaram a época em boa forma, e há ainda Lisandro López, um dos poucos a ter o previlégio de ser considerado um GoalPoint Money Ball player.

Mas nem tudo são caras “mainstream”. Encontramos neste primeiro “onze” dois estreantes no principal campeonato. Apresentamos sem mais demoras o alinhamento, as explicações vêm já a seguir.

GoalPoint | Onze do Mês de Agosto | Liga NOS 2016/17
Clique para ampliar

A “muralha” sul-americana

A baliza ficou entregue a Cássio, guarda-redes do Rio Ave. O veterano brasileiro de 36 anos foi o sexto com mais defesas por jogo (4), mas foi enorme nas saídas da baliza pelo solo (quatro, todas eficazes) e ainda se destacou na distribuição, com mais de quatro passes longos eficazes por jogo. O seu ponto alto foi no jogo em Braga, onde manteve a baliza da sua equipa inviolável até ao último minuto de jogo.

GoalPoint | Boavista vs Arouca | Liga NOS 2016/17 | MVP
Clique para ampliar

E de Braga vem o lateral-direito, Baiano. Tal como Layún, o brasileiro voltou a dar lições da “arte de bem atacar” sendo o terceiro jogador em toda a Liga com mais cruzamentos eficazes por jogo (2). A sua influência no jogo do Braga fica ainda expressa no facto de ser o sexto jogador que mais interage com a bola na competição: 83 toques por jogo!

A dupla de centrais é composta pelo já referido Lisandro López, que para lá do golo obtido em Tondela esteve on fire em tudo o que são lances aéreos, terminando o mês de Agosto com 3.7 duelos aéreos ganhos por jogo e uma eficácia de 77%. Ao seu lado tem o estreante Lucas Tagliapietra (Boavista), que abriu a época com uma grande exibição frente ao Arouca. Nenhum jogador ganha mais duelos aéreos por jogo que ele (5.7) e é ainda o segundo com a melhor média de alívios (8.3).

Um “leãozinho” que promete

O meio-campo é liderado por Ljubomir Fejsa, “patrão” da despesa defensiva. Os 4.7 desarmes por jogo (a 6ª melhor média) e uma eficácia de passe no meio-campo contrário de 82% trazem ao de cima as suas melhores qualidades, mas o sérvio ainda juntou a isso três remates, algo mais raro no seu futebol (e no da maioria dos concorrentes de posição).

GoalPoint | Feirense vs Moreirense | Liga NOS 2016/17 | MVP
Clique para ampliar

À sua frente Fejsa encontra uma dupla “made in” Alcochete. O recente campeão europeu Adrien Silva começou o campeonato em grande forma e está no top-10 jogadores com mais remates enquadrados por jogo (1.3), um deles convertido num importante golo. O “leão” brilhou também no passe, somando cerca 37 passes certos por jogo no meio-campo adversário.

Francisco Geraldes é o outro estreante que entra directamente para o “onze” deixando a promessa de candidatura a revelação jovem da prova. Muito forte a rematar de fora da área (dois “tiros” por jogo), acabou até por marcar através de um desses lances. Mas impressionante ainda é o facto de Geraldes ser neste momento o terceiro melhor jogador no que toca à criação de oportunidades de golo (três por jogo). Se, como se diz, Adrien vier a sair em Janeiro, o sucessor poderá estar a norte e tem já contrato assinado com os “leões”.

Quem diria Marega?

Jesús Corona começou o campeonato em grande sendo o MVP na vitória do FC Porto e foi nesse jogo que obteve registos que lhe garantirarm a entrada nesta selecção: 2.5 passes para ocasião a cada 90 minutos, um golo e um remate ao poste, mas não só: “Tecatito” regista ainda uma média de 2.9 desarmes por jogo, o que faz dele um dos melhores extremos da Liga nessa aspecto até agora.

GoalPoint | Vitórias Guimarães vs Paços Ferreira | MVP
Clique para ampliar

O outro extremo é Wilson Eduardo, também ele autor de um golo e que leva uma média de 3.3 remates por jogo até ao momento. O jogador do Braga criou ainda uma média de 2.5 ocasiões de perigo e tem estado muito forte na vertente ofensiva. A continuar assim Wilson poderá ajudar Braga esquecer Rafa com maior facilidade.

Talvez a maior surpresa deste “onze” seja Moussa Marega. O maliano saiu quase “achincalhado” do FC Porto mas, qual “patinho feio” renascido, é actualmente o melhor marcador do campeonato com três golos e o segundo jogador com mais remates enquadrados por jogo (2.1). O começo de Marega é tão forte que o título de Jogador do Mês apenas lhe escapou devido a duas ocasiões flagrantes de golo desperdiçadas mas, a continuar assim, temos candidato aos próximos prémios.

Nota metodológica: “Onze” elaborado tendo em conta o GoalPoint Rating médio de todos os jogadores de nacionalidade portuguesa que cumpriram um mínimo de 180 minutos jogados na Liga NOS em 270 possíveis.