O leitor imagina ter, na sua equipa, o melhor marcador do campeonato, com este a realizar a maior parte dos jogos saindo do banco e sem chegar sequer aos 500 minutos de utilização? Pois é precisamente este o caso do espanhol Paco Alcácer. Lembra-se que chegou a ser associado ao Sporting, no início da época? O Borussia Dortmund foi o seu destino e o ponta-de-lança está a dar cartas, de tal forma que é, neste momento, um verdadeiro caso de estudo no futebol europeu.

O internacional espanhol, que deu nas vistas ao serviço do Valência, foi “caçado” pelo Barcelona, tendo permanecido no emblema de Camp Nou durante duas temporadas, sem se conseguir afirmar. Oito golos na primeira época e sete na segunda, em todas as competições, foi um fraco pecúlio para o jogador. Paco rumou à Bundesliga, por empréstimo, e ali tem vingado, com o Dortmund a garantir o concurso do jogador, em definitivo, até 2023. O curioso deste seu ainda curto percurso alemão é o facto de, em 11 jogos na Liga germânica, Paco Alcácer apenas ter sido titular em quatro. Mas tal não o impede de somar já 12 golos, liderando a tabela de melhores marcadores com Luka Jovic… com menos 444 minutos jogados que o avançado emprestado pelo Benfica ao Frankfurt. Impressionante.

GoalPoint-German-Bundesliga-2018-Paco-Alcácer-1-infog
Clique para ampliar

Os 4,4 remates que faz a cada 90 minutos explicam muito do sucesso do ponta-de-lança, que enquadra 65% dos disparos que faz nas grandes áreas contrárias e converteu, até ao momento, 80% das ocasiões flagrantes de que dispôs. Uma grande eficácia em frente à baliza que tornam Alcácer num dos mais temidos avançados do futebol europeu em 2018/19, até ao momento.

Ainda estamos em Dezembro e Paco já estabeleceu um novo recorde na Bundesliga, de golos após saltar do banco numa só temporada, nada menos que dez. Um feito extraordinário.

Paco Alcácer, pode-se afirmar com alguma segurança, é um jogador de impacto, pois apenas facturou duas vezes nas quatro ocasiões em que foi titular. E esse facto concorre certamente para a que Lucien Favre só lhe tenha concedido, até agora, 472 minutos de jogo na Liga, apostando no seu inquestionável efeito de “arma secreta”. Assim sendo, o tempo que jogador precisa para fazer abanar as redes, directa ou indirectamente, é muito reduzido. Feitas as contas, Alcácer regista 2,29 acções para golo a cada 90 minutos, um número que pulveriza os de outras “fábricas de golos” a realizar, também eles, boas épocas. Por exemplo, Lionel Messi, o jogador com mais acções para golo na Europa (24), fica-se pelas 1,89 a cada 90 minutos, sendo que o nosso destaque – como pode confirmar na infografia abaixo -, vai também para Bas Dost – que vem prometendo realizar a sua melhor época de sempre em Portugal.

GoalPoint-Tops-Goals-Assists-19.12.2018-infog
Clique para ampliar

O holandês do Sporting regista 1,52 acções para golo a cada 90 minutos, estando em quarto nesta lista restrita de jogadores. O avançado leonino junta-se aliás a Alcácer como as duas únicas “fábricas” deste top que garantem um destaque exclusivamente baseado em golos (sem realizar qualquer assistência).

Muitos poderão questionar até que ponto o espanhol conseguirá manter estes registos incríveis de eficácia, mas a verdade é que não dá mostras de querer abrandar: marcou o seu último golo no dia 18 de Dezembro, em apenas 29 minutos em campo frente ao Dusseldorf. O melhor mesmo é acompanhar Paco até final da temporada, com redobrada atenção.