OPaís de Gales venceu hoje a Irlanda do Norte por 1-0, com o único golo a ter sido marcado… na própria baliza, por McAuley. Num duelo britânico muito disputado mas pouco talentoso são os “dragões” que passam aos quartos-de-final.

Equipas faltaram à primeira chamada

Os primeiros 45 minutos foram “fraquinhos”, no Parque dos Príncipes. Jogo muito atabalhoado e enfadonho, com pouco futebol e ainda menos oportunidades de golo dignas de destaque.

À ida para o balneário contavam-se apenas seis remates efectuados e só dois deles enquadrados (ambos pela Irlanda do Norte). Ainda assim foi o País de Gales a controlar a posse (62%) mas foram os “vizinhos” que mais ameaçaram.

Bale… desbloqueia

A toada manteve-se no segundo tempo. Jogo muito disputado e quezilento, com a bola a ser “maltratada” por ambas as equipas.

Talvez por isso a “redondinha” apenas tenha entrado num erro clamoroso do defensor. Numa das suas estiradas habituais pelas laterais, Gareth Bale conseguiu enviar um cruzamento tenso para a área onde Gareth McAuley enviou a bola para a própria baliza, na tentativa de evitar que Robson-Kanu encostasse.

O jogo teve o golo que mereceu… e até final pouco mais se viu.

Nota final para o jogador que reuniu melhor pontuação GoalPoint Rating. Jonny Evans, da Irlanda do Norte, que terminou o jogo com 6.7, muito por força dos cinco desarmes, seis recuperações de bola eoito duelos ganhos (em treze disputados) que somou.

Factos Estatísticos GoalPoint:

  • País de Gales e Irlanda do Norte disputaram em Maio um amigável em Cardiff, tendo a partida terminado empatada (1-1).
  • Foi o segundo jogo dos galeses frente a uma selecção do Reino Unido, depois da derrota por 2-1 frente aos ingleses, na fase de grupos.
  • Tal como as selecções, também a equipa de arbitragem era do Reino Unido, chefiada por Martn Atkinson de Inglaterra.
  • Nos primeiros 25 minutos, a Irlanda do Norte fez tantos remates (dois) como em toda a partida contra a Polónia ou Alemanha.
  • Por outro lado, o primeiro remate enquadrado do País de Gales ocorreu apenas aos 58 minutos.
  • Gareth McAuley também marcou o último auto-golo da Irlanda do Norte em Outubro de 2011, frente à Itália.
  • McAuley é também o primeiro jogador, desde o croata Igor Tudor (Euro 2004), a marcar um golo e um auto-golo num Europeu.

A Irlanda do Norte, os seus adeptos e o… o cântico “Will Grigg’s on fire” vão deixar saudades no Euro 2016. O País de Gales passa aos “quartos” e irá agora defrontar, na sexta-feira, o vencedor do Hungria vs Bélgica.

GoalPoint | País de Gales vs Irlanda do Norte | Ratings | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | País de Gales vs Irlanda do Norte | 1 Parte | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | País de Gales vs Irlanda do Norte | 2 Parte | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | País de Gales vs Irlanda do Norte | MVP | Euro 2016
Clique para ampliar