Nem Messi nem Ronaldo. O homem que se destaca nas principais Ligas europeias na hora de fazer o gosto ao pé é, neste momento, o jovem Kylian Mbappé. O francês já leva 11 golos em apenas oito encontros na Ligue 1 e vai assim confirmando sucessivamente o prognóstico daqueles que o apontam como o grande nome do futuro próximo do futebol mundial.

Os números de Mbappé falam por si, na hora de medir a qualidade do seu arranque de época 2018/19, na Liga francesa:

GoalPoint-French-Ligue-1-2018-Kylian-Mbappé-infog
Clique para ampliar

Mas apesar da tenra idade, o brilho de Kylian neste início de época já não surpreende ninguém minimamente atento, mesmo tendo em conta que o francês é um dos únicos dois jogadores com mais de dez golos marcados até agora, nas principais Ligas europeias. A surpresa está precisamente no nome do outro concorrente aos holofotes “goleadores” no arranque de 2018/19.

Neymar e Suárez estão próximos de integrar o lote, com nove tentos cada, mas até ao momento apenas um argentino de 28 anos, que até começou a época ao comando de um treinador português, acompanha Mbappé neste feito.

GoalPoint-Nantes-Guingamp-French-Ligue-1-201819-MVP
Clique para ampliar

O seu nome é Emiliano Sala, um homem de área de 1,87m e alinha no Nantes, que começou a época com Miguel Cardoso a treinador. Sala leva nada menos do que dez golos marcados em 737 minutos jogados na Ligue 1, o que corresponde a uma média de 1,2 tentos a cada 90 minutos (contra os 1,61 de Mbappé, o melhor registo europeu ao dia de hoje). O pé direito tem sido a sua arma favorita (sete golos), seguido da cabeça (dois), com dois dos seus golos a serem marcados de grande penalidade, um deles na mais recente goleada frente ao Guimcamp.

Os números de Sala ainda sobressaem mais se atentarmos na taxa de conversão do argentino, cerca de 44% de todos os remates que somou até ao momento (Kylian fica-se por um já bem positivo aproveitamento próximo dos 30%). Ou seja, como é natural num avançado que alinha num emblema mais humilde, Sala apenas consegue manter-se a este nível fruto de um grau de aproveitamento muito acima da média, já que as ocasiões para fazer o gosto ao pé são naturalmente mais escassas do que as que dispõem os homens mais avançados de equipas que lutam pelos títulos.

Eis os números de Sala até ao momento:

GoalPoint-French-Ligue-1-2018-Emiliano-Sala-infog
Clique para ampliar

Apesar de argentino, o avançado joga em França desde tenra idade (após breve passagem por Portugal, onde alinhou pelo Crato em 2009/10), tendo ascendido à equipa principal do Bordéus em 2011 e representado diversos clubes franceses por empréstimo até ingressar em definitivo no Nantes em 2015, clube onde tem permanecido apesar dos rumores ocasionais de interesse por parte de emblemas de outras Ligas.