Pode a estatística ajudar Pep a escolher um “keeper”? 📊

-

Somando as virtudes e os defeitos de cada um, quem são, afinal, as melhores opções para Guardiola, se ainda antes do fecho do mercado quiser levar para Manchester um guardião a quem possa confiar a sua baliza? Ponderámos as notas individuais de cada um dos “requisitos” e chegámos a uma shortlist.

O melhor

Com uma pontuação ponderada de 4.4 ficou Claudio Bravo, actual guarda-redes do Barcelona, e curiosamente ou não, a opção mais veiculada pela imprensa neste momento.

O chileno não só já está habituado a jogar como Guardiola gosta, procurando uma saída de bola curta e com eficácia no passe, como também é muito forte entre os postes e fora deles, dando todas as garantias a curto prazo para o que Guardiola pretende.

https://www.youtube.com/watch?v=5R0H77dmGTQ

O mais lógico

Ficou a apenas uma décima de Claudio Bravo e tem a mesma pontuação de Manuel Neuer, este ex-guarda-redes de Guardiola. Kevin Trapp, do Paris Saint-Germain, tem contra si o facto de não ser tão forte a sair dos postes, mas tem a favor a sua idade, 25 anos, oito a menos do que Claudio Bravo.

Se Guardiola pretender um guarda-redes para muitos anos e com margem de progressão para “afinar” o que ainda lhe falta, Kevin Trapp seria a opção lógica, apesar de provavelmente não muito barata.

O português

Também já surgiu associado ao interesse do catalão, e os números aprovam a escolha. Rui Patrício obtém uma pontuação final de 4.2 e é, juntamente com Claudio Bravo, aquele que tem pelo menos nota 4 em todos os parâmetros avaliados.

Se juntarmos a isso o excelente campeonato da Europa que realizou, Rui Patrício é uma opção que faria todo o sentido considerar. Resta saber se os leões estão dispostos a perder uma das suas mais-valias tão em cima do fecho do mercado.

A surpresa

Em sexto lugar do “ranking” final e com uma pontuação de 3.9 aparece o russo Stanislav Kritciuk. Não sabemos se Guardiola já terá sequer ouvido falar dele, mas o ex-bracarense, que regressou ao seu país para actuar no Krasnodar, regista nota positiva em todos os campos, e seria entre os seis primeiros a opção mais em conta.

O “teenager”

Aparece “apenas” em 16º lugar na tabela final com um score de 3.5, mas Gianluigi Donnarumma tem apenas… 17 anos! Se já apresenta índices tão positivos com esta idade imagine-se o que Guardiola poderia fazer com ele…

Nas mãos de Pep ou não, o jogador do Milan tem tudo para ser o melhor guarda-redes do mundo. Resta saber quando, pois é uma questão de tempo até lá chegar.

Outras opções

Para lá dos óbvios Manuel Neuer (4.3) e Gianluigi Buffon (4.1) há outros guarda-redes mais acessíveis que aparecem bem cotados na lista.

Com a mesma pontuação de Kritciuk (3.9) temos o alemão Bernd Leno, do Bayer Leverkusen. Forte no passe e bastante seguro entre os postes, já é internacional alemão e está na linha de sucessão de Manuel Neuer.

Menos conhecido é o gigante belga Koen Casteels (3.8), que apareceu no final da época passada no Wolfsburg a substituir Diego Benaglio e impressionou nos 13 jogos que realizou, depois de ter chegado à Alemanha para defender as cores do Hoffenheim.

Foi lá que dividiu a baliza com outro dos mais bem cotados da nossa lista. Oliver Baumann (3.7), fortíssimo na distribuição e entre os postes, mas pouco confortável a sair da baliza.

Em tom de curiosidade, o também português Anthony Lopes ficou em 16º com a mesma pontuação de Donnarumma (3.5), enquanto Thibaut Courtois, um dos mais bem cotados guarda-redes da Europa, ficou apenas em 94º, com uma pontuação de 2.4.

Os piores? Boaz Myhill, galês do West Brom, e Rubén Martínez, que defendeu a época passada as cores do Levante, ambos com 1.8.

E o Joe?

Guardiola tem toda a razão: Joe Hart não só não encaixa no protótipo de guarda-redes que o catalão preconiza, como até entre os postes tem números que deixam muito a desejar.

Acabou com uma pontuação de 2.5 e sem conseguir nota acima de 3 em nenhum dos parâmetros avaliados. É normal que tenha os dias contados em Manchester. Pelo menos de azul.

Hart-City
Joe Hart

Nota metodológica

Esta análise foi realizada com recurso a dados estatísticos OPTA, cruzados com métricas proprietárias GoalPoint. Clique neste link para saber mais sobre a GoalPoint Partners e descobrir que serviços desenvolvemos para clubes, treinadores, agentes, jogadores e instituições de futebol profissional.

GoalPointPro
GoalPointProhttp://www.goalpoint.pt/pro
A GoalPointPro é a unidade da GoalPoint Partners dedicada à oferta de serviços de consultoria de alta qualidade, dirigidos ao mundo do futebol profissional.