Os “grandes” já abriram actividade no mercado 2016/17 mas, como é hábito GoalPoint, indicamos alguns nomes que fariam sentido para Benfica, Porto e Sporting, numa lógica de racionalidade financeira que… raramente é seguida pelo futebol português. Aplicamos assim um “orçamento” de 20 milhões de euros sendo que, em alguns casos, ainda… sobram uns “trocos”.

Depois de abrirmos a série com o Sporting seguem-se os “dragões”. Como poderia o FC Porto reforçar-se com um orçamento inferior a 20 milhões de euros? Eis as nossas recomendações.

5. Omar Elabdellaui (Noruega)

“A locomotiva norueguesa”
24 anos | Defesa-direito | Olympiakos
Valor de mercado: aprox. 6 milhões de euros

Elabdellaui é um ala direito norueguês (de ascendência marroquina), que joga nos gregos do Olympiakos, após passagens por Inglaterra e Alemanha.

Omar tem uma apetência incrível para fazer todo o corredor de forma incansável, dando grande profundidade à “asa” direita do ataque.

É muito forte na condução de bola em progressão e nas combinações com colegas, especialmente em movimentos de over-lapping constantes. Um salto para os “dragões” poderia traduzir-se finalmente na afirmação deste jogador numa equipa de topo.

 

4. Ali Adnan (Irão)

“A locomotiva iraquiana”
22 anos | Defesa-esquerdo | Udinese
Valor de mercado: 2.3 milhões de euros

Adnan é um defesa-lateral-esquerdo de 22 anos que neste momento joga nos italianos da Udinese. Internacional iraquiano, é um dos bons alas a actuar na Europa, muito forte fisicamente, sendo que quando embala pelo corredor torna-se muito perigoso e difícil de desarmar.

Adnan encaixa em diversos sistemas tácticos, com quatro ou cinco defesas, actuando como ala esquerdo ofensivo neste último cenário, dando sempre  profundidade ao corredor. O iraniano é garantia de cruzamentos bem tirados, dribles na medida certa, capacidade defensiva e superioridade no jogo aéreo.

3. Carlos Paéz (Colômbia)

Carlos Paez

“O Xerife Colombiano”
18 anos | Defesa central | Envigado
Valor de mercado: aprox. 75 mil euros

Riviera é um jovem central que joga nos colombianos do Envigado sendo já titular na sua equipa apesar da “tenra” idade.

O seu ponto forte é o jogo aéreo, visto que é um central de elevada estatura, ao que junta uma qualidade acima da média na marcação individual e antecipação ao avançado.

A nível da etapa de construção baixa, este jovem colombiano tem ainda de ser “lapidado”, uma vez que opta em demasia pelo passe longo. Paéz um defesa impetuoso com uma margem de progressão significativa e que poderia no FC Porto encontrar uma estrutura para crescer e explodir, mesmo que, naturalmente, não constituísse uma aposta imediata. Basta recordar o bom trabalho que a equipa B dos “dragões” realizou este ano.

2. Bruno Fernandes (Portugal)

“O génio lusitano”
21 anos | Médio-ofensivo | Udinese
Valor de mercado: aprox. 6.5 milhões de euros

Bruno Fernandes joga como “10”, ou seja como playmaker, nos italianos da Udinese onde fez esta época 31 jogos, três golos e quatro assistências.

Bruno é um médio ofensivo à “antiga”, lento mas de enorme recorte técnico. Gosta de ter a bola no pé e desequilibrar através do passe de rotura ou desferir potentes remates de meia-distância.

Fernandes será provavelmente um dos futuros “comandantes” do meio campo da Selecção pelo que é uma questão de tempo até suscitar a cobiça de emblemas maiores.

1. Abdoulaye Diaby (Mali)

“A pulga maliana”
25 anos | Avançado | Club Brugge
Valor de mercado: aprox. 3 milhões de euros

Com apenas 1,73 metros de altura, Diaby somou 12 golos e quatro assistências esta época, ao serviço do Brugge.

Abdoulaye é um avançado muito móvel que pode jogar descaído numa das alas e que usa a sua velocidade como principal arma.

O maliano é um canhoto de boa qualidade técnica e que no FC Porto poderia ter espaço para dar alguma frescura e velocidade ao ataque, jogando sozinho ou mesmo ao lado de Aboubakar ou André Silva.