Porto 🆚 Arouca | Taremi lidera “dragão” em triunfo tranquilo

-

Tudo muito fácil. O FC Porto não poderia ter tido adversário mais confortável para reagir ao empate 1-1 averbado na Madeira, ante o Marítimo. O Arouca bem tentou, mas foi demasiado macio no meio-campo e permeável na defesa, permitindo aos “azuis-e-brancos” somarem um número elevadíssimo de acções com bola na grande área contrária. Foram três golos, mas poderiam ter sido mais e um até foi anulado, que ditaria a estreia a marcar de Pepê com a camisola portista. Wendell também se estreou, ao entrar no segundo tempo.

GoalPoint-Porto-Arouca-Liga-Bwin-202122-Ratings
Clique para ampliar

Vencedor sem dúvidas desde o início

Domínio portista na primeira parte, com o Arouca a dar alguma réplica, mas nada que impedisse os “dragões” de anularem todas as investidas forasteiras e marcarem dois golos, por Uribe (24′) e Taremi (34′). A formação da Invicta conseguia colocar muitos homens na área, não só os dois pontas-de-lança (Taremi e Toni Martínez), como Otávio, Luis Díaz, bem como e os dois médios mais centrais (Uribe e Bruno Costa). A vantagem ao intervalo era mais do que justificada para uma equipa que registou nesta fase 24 acções com bola na área arouquense, contra apenas uma do outro lado. Mehdi Taremi era a figura nesta fase.

A superioridade portista no segundo tempo foi ainda mais evidente, com o Arouca completamente manietado e os homens da casa a aproveitarem os espaços para criarem muito perigo. Contudo, foi apenas na sequência de um lance de bola parada que aconteceu o terceiro golo, por Iván Marcano, a desviar com o peito um cruzamento da esquerda. Mais uma vez a facilidade com que os “dragões” conseguiam entrar na área contrária foi o mote para um triunfo folgado e sem discussão.

[ Arouca completamente envolvido no “carrossel” portista ]

GoalPoint-Porto-Arouca-Liga-Bwin-202122-pass-network
Clique para ampliar

O MVP GoalPoint👑

Jogo de grande qualidade de Mehdi Taremi, de regresso às exibições de elevado nível, e com uma disponibilidade física que lhe permitiu atacar e surgir diversas vezes no primeiro terço portista para ajudar nas tarefas defensivas. O iraniano registou um GoalPoint Rating de 8.8, fruto de um golo, duas ocasiões flagrantes criadas, sete acções com bola na área contrária e três duelos aéreos ofensivos ganhos em quatro.

Outros  Ratings 🔺🔻

Destaques do Porto

Otávio 7.2 – Na semana em que foi chamado à Selecção de Portugal, o luso-brasileiro arrancou uma exibição de nível, em todos os sentidos. Além de seis passes ofensivos valiosos, recuperou oito vezes a posse, estabeleceu novo máximo de desarmes nesta Liga (8) e de acções defensivas no meio-campo contrário (9). Extraordinário.

Uribe 6.6 – O médio colombiano abriu o activo, numa competente subida à área, criou uma ocasião flagrante e fez o máximo de recuperações de posse (13). Máquina.

Luis Díaz 6.5 – Só lhe faltou o golo. E bem tentou. Não conseguiu, mas no registo ficaram uma assistência em três passes para finalização, seis passes ofensivos valiosos, dez acções com bola na área contrária (máximo) e quatro dribles completos em nove.

Pepe 6.1 – O central não precisou de realizar muitas acções defensivas, dada a inoperância do Arouca, mas esteve muito bem no passe, com uma assistência e nove passes longos certos em 13.

Bruno Costa 5.9 – Na ausência de Sérgio Oliveira, Bruno vai mostrando serviço, tendo acertado 85% dos passes que realizou e feito cinco recuperações de posse.

Mbemba 5.7 – Mais um caso de um jogador com pouco trabalho defensivo. Nos 82 minutos que esteve em campo acertou 90% dos passes que fez e somou três desarmes.

Toni Martínez 5.7 – Desta vez o espanhol não marcou, mas trabalhou muito para a equipa. Registou quatro acções com bola na área contrária, mas esteve desastrado no passe, com quatro falhados em 12.

Vitinha 5.6 – Regressado da Premier League, o talentoso médio esteve cerca de meia-hora em campo e mostrou-se nas recuperações (4) e no passe (só um falhado em 13).

Diogo Costa 5.5 – Acabadinho de ser chamado por Fernando Santos, o guarda-redes teve de fazer apenas uma defesa, mas esteve bem no passe, com 12 passes longos certos em 21 e nove aproximativos.

João Mário 5.3 – Desta feita não teve papel em qualquer golo, mas completou quatro de oito dribles e fez oito conduções aproximativas, máximo nesta Liga Bwin.

Iván Marcano 5.1 – O espanhol esteve muito activo na área contrária (seis acções com bola nesta zona), e aproveitou para marcar um golo. Registou ainda oito acções defensivas, mas a nota é afectada pela ocasião flagrantes que desperdiçou.

Destaque do Arouca

Thales 5.3 – O lateral-direito foi o melhor dos arouquenses, terminando com interessantes cinco intercepções e três desarmes.

Pedro Moreira 5.2 – O médio fez o que pôde, que é o mesmo que dizer sete recuperações de posse e sete acções defensivas.

Tiago Araújo 5.1 – O extremo jogou cerca de 40 minutos, esteve mal no passe, mas bem na luta, com nove recuperações e três desarmes.

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.