Quatro dos cinco mais eficazes dribladores da Liga têm contrato com o FC Porto. É esta a principal conclusão que decorre da análise do ranking dos jogadores com mais dribles eficazes a cada 90 minutos disputados na Liga NOS 18/19, até à 16ª jornada (e a uma do final da primeira volta).

GoalPoint-Portuguese-Primeira-Liga-2018-Top5-Player-08-01-2019-infog
Jogadores com mais de 720 minutos disputados na Liga NOS (50% dos minutos disputados à 16ª jornada). Clique para ampliar

A liderança de Brahimi é pouco surpreendente, sobretudo para quem nos acompanha há algumas épocas, ou não fosse o argelino o habitual rei do drible do futebol português, destacando-se até, por vezes, a nível internacional. Num momento em que a sua continuidade no Dragão está seriamente posta em causa (termina contrato em Junho e ainda não renovou), o nome do segundo classificado trará alguma paz de espírito aos adeptos “azuis-e-brancos”, ou não fosse Wenderson Galeno jogador do Porto, emprestado esta época ao Rio Ave, onde vem assumindo papel de destaque.

Com apenas 21 anos, Galeno vem consolidando a sua candidatura à sucessão natural ao lugar de Brahimi, dispensando assim a necessidade dos “dragões” recorrerem ao mercado de modo a colmatar o vazio que a eventual partida do argelino provocaria. Por agora o brasileiro já rivaliza com Yacine na frequência com que tenta o drible, resta-lhe aproximar-se ainda mais no capítulo da eficácia com que o executa. Num dos indicadores mais importantes, ambos equiparam-se neste momento: seis acções para golo, entre tentos e assistências, até agora.

Clique para ampliar

Logo atrás dos dois desequilibradores surge um jogador cuja qualidade nem sempre é destacada, mas que já mereceu a nossa atenção no passado: Jesús Corona. O mexicano, que esta época já foi chamado a cumprir funções como extremo e defesa-direito, mantém a qualidade neste capítulo, no flanco oposto ao que Brahimi e Galeno costumam ocupar.

A fechar o “top 5” encontramos ainda o benfiquista Rafa Silva, que até à sua lesão vinha rubricando uma época muito promissora pelos “encarnados”, e ainda o “dragão” Otávio Monteiro, outro nome cuja influência se sobrepõe à regularidade com que é chamado por Sérgio Conceição à equipa.

A fechar o tema, uma curiosidade, relacionada com outro “grande”: é preciso alargar o “top” até ao 19º lugar para encontrarmos um “leão”: é ele Nani, com 1,4 dribles eficazes a cada 90 minutos.