Após marcar três golos ao Braga através de remates de cabeça, o FC Porto igualou o registo do Sporting – ou, neste caso, de Bas Dost – aquando da recepção ao Desportivo de Chaves.

Os “dragões” passam agora a somar 11 golos de cabeça na Liga NOS 17/18, mais um do que os “leões. Porém, enquanto em Alvalade a responsabilidade cabe quase toda a Bas Dost (o holandês anotou sete dos dez), no FC Porto o “mal” está distribuído “pelas aldeias”. São já sete os jogadores portistas com golos marcados com esta parte do corpo: Aboubakar (três), Marega e Diego Reyes (dois), Sérgio Oliveira, Danilo Pereira, Marcano e Felipe (um).

Se juntarmos este a outro facto do jogo de sábado, o “hat-trick” de assistências de Alex Telles, isto diz muito sobre a capacidade do FC Porto em criar perigo através de cruzamentos e pontapés de campo, complementados com grande capacidade no jogo aéreo. Com uma média de 1,6 cruzamentos e 1,9 cantos eficazes a cada jogo, o brasileiro é dos jogadores mais perigosos da Europa a colocar a bola na área, e encontra sempre poder aéreo pronto a corresponder às bolas teleguiadas.

O FC Porto é líder europeu na percentagem de duelos aéreos que vence, tanto ofensivos (57,2%), como defensivos (69,5%), o que perfaz um excelente registo de 64% de duelos aéreos ganhos, quase mais 5% que o segundo mais forte, o Paris Saint-Germain.

GoalPoint-Melhores-da-Europa-201718-Duelos-Aéreos-Ganhos-infog
Clique para ampliar

Num ranking que curiosamente é fechado pelo Vitória de Setúbal (42,8%), os “dragões” superam largamente os seus concorrentes directos na Liga NOS, Sporting (56,1%) e Benfica (49,7%), assim como o seu próximo adversário na Liga dos Campeões, o Liverpool (47,1%).

Na base desta força aérea estão vários jogadores, com destaque para os centrais, Felipe, Marcano e Diego Reyes, mas também Danilo Pereira.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][bg#000000;c#ffffff],[align-center;bg#000000;c#ffffff]Duelos%20a%C3%A9reos%20defensivos,[align-center;bg#000000;c#ffffff]%25%20Ganhos,[align-center;bg#000000;c#ffffff]Duelos%20a%C3%A9reos%20ofensivos,[align-center;bg#000000;c#ffffff]%25%20Ganhos|Felipe,[align-center]4.4,[align-center;b]73%25,[align-center]1.8,[align-center;b]81%25|Marcano,[align-center]3.8,[align-center;b]86%25,[align-center]2.1,[align-center;b]45%25|D.%20Reyes,[align-center]3.9,[align-center;b]73%25,[align-center]1.2,[align-center;b]75%25|Gon%C3%A7alo%20P.,[align-center]0.6,[align-center]44%25,[align-center]4.4,[align-center;b]49%25|Osorio,[align-center]3.9,[align-center]55%25,[align-center]0.9,[align-center;b]60%25|Aboubakar,[align-center]0.7,[align-center]42%25,[align-center]4.0,[align-center;b]53%25|Herrera,[align-center]2.3,[align-center;b]63%25,[align-center]1.7,[align-center;b]54%25|Danilo%20P.,[align-center]2.6,[align-center;b]80%25,[align-center]1.3,[align-center;b]68%25|Alex%20Telles,[align-center]2.4,[align-center;b]60%25,[align-center]0.7,[align-center;b]71%25|Corona,[align-center]1.2,[align-center]50%25,[align-center]1.2,[align-center;b]50%25|Marega,[align-center]0.3,[align-center]50%25,[align-center]2.0,[align-center;b]58%25[/vc_table]

Médias por 90 minutos na Liga NOS 17/18 (Fonte: GoalPoint / Opta)

Entre os 11 jogadores do FC Porto com maior quantidade de duelos aéreos disputados a cada jogo, todos eles têm marcas positivas nos lances ofensivos, sendo que Marcano sobretudo, é quase insuperável nos lances aéreos defensivos. Neste momento, só um defesa-central em toda a Europa é mais eficaz no jogo aéreo defensivo do que o espanhol. Trata-se do gigante Kurt Zouma, do Stoke, que vence 86,2% contra os 85,5% de Marcano.

Por tudo isto, não é de espantar que aconteçam mais jogos como o deste sábado. O FC Porto soube juntar a uma armada aérea exímia, um assistente de classe como há poucos na Europa. Os golos são uma consequência que continuará a surgir com toda a naturalidade.