A

selecção nacional  rematou, cruzou, lançou mas Portugal continua sem vencer e parte para a última ronda com todos os cenários em aberto. Pelo caminho ficam uma grande penalidade falhada (Ronaldo) e uma bola no ferro (Nani). Triste fado.

A “sina” continua

Portugal começou a partida ao ataque, tendo estado perto do golo por duas vezes, aos 12 minutos, com Nani e Vierinha a obrigarem o “keeper” austríaco a duas grandes defesas. Cristiano Ronaldo, aos 22 e 38 minutos, voltou a não fazer as “pazes” com o golo, ele que por esta altura já era cada vez mais o jogador com mais remates no Euro 2016 (14) mas ainda sem qualquer golo.

Nesta fase Nani foi o jogador mais perigoso para a “trincheira austríaca” com um tiro que fez estremecer o poste direito do guarda-redes Robert Almer. A Selecção mantinha a onda atacante do jogo anterior, mas a (in)eficácia… essa manteve-se igual: treze remates, quatro foram à baliza e… zero golos.

A Áustria não baixou os braços e, perto do final da primeira parte, foi Vieirinha, num livre perigosíssimo, a tirar a bola junto à linha de golo quando um jogador austríaco se preparava para marcar.

Nem da (antiga) marca “sagrada” de CR7

Portugal continuava instalado no meio campo austríaco a e ameaçar o golo, com Cristiano em duelo activo com o guarda-redes austríaco. Cheirava a golo português no Parque dos Príncipes.

A um quarto de hora do final do encontro, a Áustria somava apenas quatro remates (um à baliza) contra 16 de Portugal (cinco à baliza) até que surge a melhor oportunidade para Portugal em toda a partida… de grande penalidade.

Penálti para Portugal aos 79 minutos, por falta clara sobre Cristiano Ronaldo, que o próprio CR7 tenta concretizar mas a bola vai … de novo ao poste. Oh sina! Ronaldo já leva 20 remates na prova, mais do que qualquer outra equipa no Euro 2016 (incluindo a Islândia e a Áustria).

Até final da partida Portugal continua a tentar incessantemente ultrapassar a barreira austríaca encabeçada pelo sua guarda-redes, mas nem as entradas de João Mário, Rafa e Éder conseguiram mudar o destino que parecia traçado. Segundo jogo, segundo empate.

De acordo com o GoalPoint Rating o melhor em campo foi Robert Almer com 7.0. Além das seis defesas, Almer destacou-se ainda graças à eficácia nos pontapés de baliza (12 eficazes).

Factos Estatísticos GoalPoint:

  • Cristiano Ronaldo tornou-se hoje o jogador mais internacional de sempre da Selecção, com 128 internacionalizações, ultrapassando Luis Figo com 127.
  • Nos primeiros trinta minutos, Portugal teve mais remates (11) do que qualquer outra equipa neste Euro 2016 durante o mesmo período.
  • Esta é a primeira vez que Ronaldo falha um penálti numa grande competição com Portugal. Antes tinha marcado contra o Irão em 2006.
  • Esta foi também a primeira grande penalidade falhada no Europeu desde que o ex-benfiquista Karagounis falhou no embate grego frente à Polónia em 2012.
  • Ricardo Quaresma bateu o recorde de cruzamentos falhados neste Europeu (14).

A Hungria lidera o Grupo F com quatro pontos. Em segundo e terceiro surgem a Islândia e Portugal, com dois pontos, mas com vantagem nórdica (golos). Em último surge a Áustria que fez o primeiro ponto neste encontro.

Na ronda decisiva, Portugal tem de obrigatoriamente vencer a Hungria para garantir o primeiro ou segundo lugar (conforme o resultado da Islândia frente à Áustria) de forma a não estar dependente de terceiros.

GoalPoint | Portugal vs Áustria | Ratings | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | Portugal vs Áustria | 1ª parte | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | Portugal vs Áustria | 2ª parte | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | Portugal vs Áustria | MVP | Euro 2016
Clique para ampliar