Portugal em 14º no Ranking Soccer Power Index

Desempenho no Mundial 2014 coloca selecção lusa atrás da Bósnia, Equador e Uruguai.

Sem motivos para sorrir (foto: AGIF/Shutterstock)
Sem motivos para sorrir (foto: AGIF/Shutterstock)

Nem apenas do discutível sistema de ranking utilizado pela FIFA vive o futebol mundial, na hora de avaliar o desempenho das diversas selecções nacionais. Existem aliás critérios de avaliação tidos como bastante mais completos do que o utilizado pela FIFA, como é o caso do SPI (Soccer Power Index) da estação norte-americana ESPN, que se diferencia por, entre outros aspectos, considerar a qualidade individual dos integrantes dos “onzes” em disputa em cada partida.

Ora neste ranking mais apurado Portugal surge neste momento em 14º lugar com uma pontuação de 80,2 (sendo aliás a última equipa a apresentar uma pontuação acima dos 80), logo atrás da Bósnia, Equador e Uruguai. O ranking é liderado sem surpresa pela Alemanha (91,3), seguido pela Holanda e Colômbia. O Brasil surge na 6ª posição com 87,2 pontos, ainda assim à frente da ex-campeã mundial Espanha (86,3).

Pos.EquipaRat. OfensivoRat. DefensivoRating SPI
1Alemanha3.290.5491.3
2Holanda2.730.4789.1
3Colômbia2.590.4089.0
4Argentina2.420.3388.7
5França2.580.5187.9
6Brasil2.870.7587.2
7Espanha2.510.6286.3
8Chile2.490.6286.1
9Bélgica1.990.5783.0
10Inglaterra2.050.7681.0
11Uruguai2.100.8180.9
12Equador1.810.6580.3
13Bósnia2.310.9980.3
14Portugal2.190.9180.2
15México1.630.5779.7
16Suíça2.190.9679.6
17Gana2.050.9179.0
18Sérvia1.820.7878.6
19Costa Rica1.440.5178.5
20EUA2.020.9378.5
21Itália1.830.7978.4
22Costa do Marfim2.241.1078.3
23Ucrânia1.670.7078.2
24Croácia2.000.9977.4
25Rússia1.450.6476.6

Ficou curioso sobre o que diferencia o SPI do ranking FIFA? Já imaginávamos que sim e por isso decidimos explicar de forma sucinta as principais diferenças:

– O ranking SPI é concebido para apoiar de forma sustentada a previsão de próximos encontros e torneios, por oposição ao ranking FIFA que pretende apenas analisar o desempenho efectuado.

– O ranking SPI avalia cada jogo realizado de acordo com a qualidade individual mensurada dos integrantes da ficha de jogo, de modo a atingir uma valorização mais eficaz dos resultados obtidos pelas equipas (especialmente importante tendo em conta a frequência com que as selecções alinham “onzes” menos representativos da sua equipa ideal, em algumas alturas do ano).

– O sistema da ESPN valoriza também de forma diferente os resultados de acordo com a distância temporal que separa o momento de avaliação e a sua obtenção (ex.: uma vitória de Portugal sobre a Alemanha no Euro 2000 dirá muito pouco ou quase nada sobre a selecção portuguesa actual, ainda que, de alguma forma, ateste a capacidade histórica de uma selecção). Um resultado obtido ontem tem maior peso no ranking do que aquele que foi obtido há dois meses.

– O SPI considera variáveis como o local de realização do jogo bem como o potencial do adversário (neste caso penalizando as equipas que permitem “surpresas” significativas ao mesmo tempo que premeia os protagonistas das referidas) e ainda o desempenho individual dos jogadores no seu clube. Este último factor é ponderado com um peso presente mas muito reduzido devido às naturais diferenças entre os contextos.

– Ao contrário do sistema FIFA, assente em vitórias, empates e derrotas, o SPI gera os seus rankings em função dos golos marcados e sofridos, resultando numa tabela global, mas também segmentável e comparável com base nos ratings ofensivo e defensivo de cada equipa.