Os 10 melhores golos da Liga NOS 19/20, escolhidos recorrendo a estatísticas.

(Em constante actualização)

Sabe mais sobre o Puskas Ranking aqui.

#10 BRUNO MOREIRA (Rio Ave)
vs. Belenenses (Fora) – Jornada 6

Bruno Moreira remata de primeira e a bola sai colocada, batendo ainda no poste. A bola passa por 6 jogadores diferentes antes do remate.

#9 MOUSSA MAREGA (Porto)
vs. Benfica (Fora) – Jornada 3

Pepe intercepta uma bola e inicia um ataque rápido que culmina num passe em profundidade de Otávio para Marega. O remate é colocadíssimo (xGOT=0.86) e ainda bate no poste.

#8 ANDRÉ SANTOS (Belenenses)
vs. Marítimo (Fora) – Jornada 5

Canto olímpico marcado por André Santos. A bola descreve uma curva e entra no ângulo superior esquerdo.

#7 WELINTON JÚNIOR (Aves)
vs. Paços de Ferreira (Fora) – Jornada 6

Belíssimo remate em arco ao ângulo do avançado brasileiro do Aves, com xG=0.06 e xGOT=0.82.

#6 DAVIDSON (Vitória SC)
vs. Boavista (Casa) – Jornada 2

Belíssimo remate de Davidson em moinho, após grande passe de Tapsoba, o último de 15 que antecederam o disparo.

#5 LUTHER SINGH (Moreirense)
vs. Gil Vicente (Casa) – Jornada 2

Tiro fantástico de Luther Singh. A bola faz um arco para fora, entra mesmo no canto e ainda bate na barra.

#4 RAPHINHA (Sporting)
vs. Portimonense (Fora) – Jornada 3

Mérito total para Raphinha, que dribla para dentro e remata de ângulo difícil (xG=0.06) e em arco.

#3 NUNO TAVARES (Benfica)
vs. Paços de Ferreira (Casa) – Jornada 1

Para além do belo remate em arco de Nuno Tavares, com xG de apenas 0.02, a jogada envolve dez passes e sete jogadores diferentes.

#2 DAVIDSON (Vitória SC)
vs. Tondela (Fora) – Jornada 6

O remate de Davidson é de primeira e colocadíssimo (xGOT=0.95), mas é na jogada que está grande parte da beleza. A sequência tem 11 passes, envolve 8 jogadores distintos, e inclui um passe de ruptura de André Pereira para Lucas Evangelista.

#1 PIZZI (Benfica)
vs. Paços de Ferreira (Casa) – Jornada 1

A finalização é de Pizzi, de ângulo muito apertado e com a bola a saltitar, mas a jogada vale pelo todo. É Nuno Tavares que intercepta um passe ainda no primeiro terço e a bola avança 90 metros no terreno, passando por dez jogadores distintos.