“Velhos são os trapos”. Este é um lugar comum muito utilizado no futebol, mas há poucas Ligas no Mundo em que a expressão assenta tão bem como no caso da Serie A italiana. O “calcio” não aceita de ânimo leve que um jogador seja considerado “acabado” só porque entrou na casa dos 30. E não raras vezes vemos jogadores a actuar ao mais alto nível muito perto dos 40 anos de idadevide os casos de Gianluigi Buffon, agora no Paris Saint-Germain, ou de Francesco Totti, que abandonou os relvados pela Roma aos 40 anos e 243 dias.

Assim, podemos afirmar que Fabio Quagliarella é um jovem. Pelo menos nos parâmetros do futebol transalpino. O antigo jogador do Torino, Fiorentina, Udinese, Nápoles e Juventus, entre outros emblemas de menor expressão, está há cinco temporadas na Sampdória e arrisca-se a completar, aos 36 anos (feitos esta quinta-feira, dia 31 de Janeiro), a melhor temporada a nível individual no campeonato transalpino. E está a um passo de bater um recorde ao alcance de poucos.

GoalPoint-Italian-Serie-A-2018-Fabio-Quagliarella-infog
Clique para ampliar

 

O internacional italiano soma já 16 golos em 20 jogos na Serie A de 2018/19 – mais seis assistências, ou seja, envolvido directamente em 22 tentos –, estando a somente três do seu registo máximo na prova, estabelecido precisamente em 2017/18, mas num total de 35 partidas. Desta feita, o avançado vai já em 11 jogos consecutivos a marcar esta época no campeonato transalpino, uma marca que foi anteriormente fixada pelo argentino Gabriel Batistuta entre Setembro e Novembro de 1994.

A série de jogos do italiano a facturar começou a 28 Outubro de 2018, ante o Milan. Caso marque no jogo deste sábado no terreno do Nápoles (agendado para as 17h00 portuguesas), Quagliarella fixa um recorde de 12 jogos seguidos a marcar na competição numa só temporada, algo verdadeiramente histórico. Um momento de forma sublime que lhe valeu inclusive a chamada, esta sexta-feira, à selecção de Itália, orientada por Roberto Mancini, a primeira convocatória desde 2010.

[vc_table][align-center;bg#000000;c#ffffff;b]Jornada,[align-center;bg#000000;c#ffffff;b]Jogo,[align-center;bg#000000;c#ffffff;b]Golos|[align-center]21,Sampdoria%20vs%20Udinese,[align-center;bg#eeee00;b]2|[align-center]20,Fiorentina%20vs%20Sampdoria,[align-center;bg#eeee00;b]2|[align-center]19,Juventus%20vs%20Sampdoria,[align-center]1|[align-center]18,Sampdoria%20vs%20Chievo,[align-center]1|[align-center]17,Empoli%20vs%20Sampdoria,[align-center]1|[align-center]16,Sampdoria%20vs%20Parma,[align-center]1|[align-center]15,Lazio%20vs%20Sampdoria,[align-center]1|[align-center]14,Sampdoria%20vs%20Bologna,[align-center;bg#eeee00;b]2|[align-center]13,Genoa%20vs%20Sampdoria,[align-center]1|[align-center]11,Sampdoria%20vs%20Torino,[align-center]1|[align-center]10,Milan%20vs%20Sampdoria,[align-center]1[/vc_table]

Os 14 golos de Quagliarella em 11 jornadas consecutivas

O que nos diz a História

  • No caso de Batistuta, o argentino marcou nas 11 primeiras jornadas de 1994/95, mas se levarmos em consideração que facturou também nas duas derradeiras rondas de 1992/93 e que em 1993/94 a sua Fiorentina disputou a Serie B, podemos afirmar que o recorde absoluto de jogos seguidos a marcar na Serie A é de 13 e pertence ao antigo atacante “viola”… só que em temporadas diferentes.
  • O último jogador a marcar em 11 encontros sucessivos nas cinco principais Ligas europeias foi Jamie Vardy, pelo Leicester City, da Premier League. O atacante inglês fez balançar as redes entre Agosto e Novembro de 2015, na caminhada dos “foxes” rumo a um surpreendente título de campeão.
  • A actual série de Quagliarella ainda está longe do recorde estabelecido por Lionel Messi na Liga espanhola, que se cifra em 21 partidas sempre a marcar pelo Barcelona, entre Novembro de 2012 e Maio de 2013.

Já viu este golo de Quagliarella ao Nápoles na 1ª volta? (fora da série seguida de 11 jogos)

  • O bis de Fabio Quagliarella no último jogo na Serie A, ante a Udinese, permitiu-lhe atingir os 143 golos na Serie A, sendo o melhor marcador da competição ainda no activo e a disputar a prova, e possibilitou-lhe a ultrapassagem a Christian Vieri (142 golos) na tabela dos maiores goleadores italianos do campeonato – actualmente é 21º a par de Marco Di Vaio, a seis do 20º, Adriano Bassetto (149 tentos).
  • O melhor marcador italiano de sempre na Serie A é Silvio Piola, com impressionantes 274 golos.