Cristiano Ronaldo já não é jogador do Real Madrid. A mudança para a Juventus por €105M – valor que pode chegar aos €120M – abalou este defeso, mas esta mudança “galáctica” provocou ondas de choque mais fortes do que à primeira vista se pode perceber. É que esta movimentação de dinheiro, para além de abrir possibilidades novas e garantir uma (ainda) maior liquidez financeira ao Real Madrid, abre necessidades no plantel (e marketing) “merengue”. E quando tal sucede, há a certeza de mais mexidas nas peças do “xadrez” das equipas, por essa Europa fora.

Esta situação será, diz o leitor, mais do que normal e acontece a todos os níveis, mas ao patamar de Ronaldo, há outras situações a ter em conta, que poderão envolver o Real Madrid e outros clubes. O exercício que propomos neste artigo é olhar para as possibilidades em cima da mesa, quando os chamados “tubarões” forem às compras, e com base nas notícias e rumores que têm surgido. O último é sobre a possibilidade de Eden Hazard rumar ao Santiago Bernabéu. Mas também já se falou do Barcelona.

As alternativas do Real Madrid

GoalPoint-Eden_Hazard_2017_vs_Cristiano_Ronaldo_2017-infog
Clique para ampliar

Como referimos acima, a imprensa inglesa fala de um eventual interesse do Real em Eden Hazard, estando disposto a desembolsar €170M de euros para levar o belga de 27 anos. Um interesse do qual se fala há anos e que teve Zinédine Zidane como grande “casamenteiro”. O francês deixou o Bernabéu, mas pelos vistos a semente ficou. Hazard não tem o faro de golo, de “matador” de Ronaldo, mas na época  finda registou números incríveis, em especial no drible e na sua eficácia. Seria uma boa alternativa para Julen Lopetegui?

GoalPoint-Neymar_2017_vs_Cristiano_Ronaldo_2017-infog
Clique para ampliar

Outro dos nomes que se tem falado com regularidade, e não pelos “saltos para a piscina”, é o do brasileiro Neymar, embora ultimamente com menos insistência. O craque do Paris Saint-Germain, de 26 anos, é como Hazard, perito no drible, mas Neymar junta a isso uma extraordinária capacidade para realizar assistências, e também para marcar golos.

GoalPoint-Kylian_Mbappé_2017_vs_Cristiano_Ronaldo_2017-infog
Clique para ampliar

Outro nome natural nestes exercícios é o de Kylian Mbappé, o jovem de apenas 19 anos que está a “rebentar” em definitivo no Mundial 2018, ao serviço de França. A sua capacidade de explosão já foi várias vezes comparada à de Ronaldo no início da carreira, aliando a esse facto velocidade, capacidade de drible e faro pelo golo. E trata-se da mais jovem das opções para o Real Madrid, tendo sido associado aos “blancos” antes de rumar a Paris.

Barcelona à espreita

GoalPoint-Eden_Hazard_2017_vs_Lionel_Messi_2017-infog
Clique para ampliar

Porém, a resposta ao enfraquecimento do Real com a saída de Ronaldo pode ser uma aposta forte do Barcelona, tentando complicar ainda mais o contexto “blanco”. Antes do rumor que fala do Real Madrid, já antes se aventara a possibilidade de Hazard ser adquirido pelo Barcelona. Certamente que seria compatível com Messi (quem não é?), pois jogam ambos em zonas ligeiramente diferentes do terreno, e apesar de não atingir ainda o patamar de qualidade do argentino, o belga poderia caber que nem uma luva no estilo do emblema catalão.

GoalPoint-Eden_Hazard_2017_vs_Philippe_Coutinho_2017-infog
Clique para ampliar

No meio do turbilhão de notícias neste mercado de Verão surge também o nome de Philippe Coutinho. O brasileiro chegou apenas em Janeiro a Camp Nou e mostrou serviço, ao participar em 13 golos do Barça em 18 jogos. Porém, o PSG aparece na imprensa como, eventualmente, interessado no ex-Liverpool, sendo que Hazard surgiria nesta equação como um substituto de qualidade para Coutinho.

Estas são algumas das possíveis mexidas em Real Madrid e Barcelona neste desfecho, tendo como rastilho a saída de Ronaldo para a Juve. As alternativas são diversas e muitos outros cenários podem ser equacionados, mas uma coisa é certa: O Real irá certamente atacar forte no mercado, tentando suprir a partida de um ícone. Resta saber que jogada farão os “merengues” e que consequências terá a dita no mercado internacional.