Os chamados jogos “grandes” de 2017/18 estão a ser tudo menos um bom cartão de visita para o futebol português. Os quatro empates registados noutros tantos jogos disputados entre Benfica, Porto e Sporting não seriam necessariamente sinónimo de falta de espectáculo, caso não atentássemos nos pormenores senão vejamos:

Após quatro duelos “grandes” (três para a primeira volta da Liga NOS e um Sporting – Porto para a Taça CTT), o cenário é tudo menos agradável para quem esperava bom futebol, emoção e golo. No total registaram-se:

  • Quatro empates, dos quais três igualdades sem qualquer golo marcado
  • Apenas dois golos apontados
  • 151 faltas cometidas, a uma média de quase 38 por encontro
[vc_table vc_table_theme=”classic”][bg#000000;c#ffffff]Jogos%20-%20%C3%A9poca%2017%2F18,[bg#000000;c#ffffff]Faltas,[bg#000000;c#ffffff]Total%20de%20faltas,[bg#000000;c#ffffff]Golos|Sporting%20%20-%20Porto%20(Liga%20NOS),[align-center]13%20-%2017,[align-center]30,[align-center]0|Porto%20-%20Benfica%20(Liga%20NOS),[align-center]14%20-%2017,[align-center]31,[align-center]0|Benfica%20-%20Sporting%20(Liga%20NOS),[align-center]18%20-%2016,[align-center]34,[align-center]2|Sporting%20-%20Porto%20(Ta%C3%A7a%20CTT),[align-center]28%20-%2028,[align-center]56,[align-center]0[/vc_table]

Se a falta de golo não o deprime, foque-se no número de faltas. No último “clássico” disputado entre “dragões” e “leões”, em Braga, a contar para as meias-finais da Taça CTT (vulgo Taça da Liga), as duas equipas cometeram 56 infracções (28 cada). Para ter uma ideia da enormidade deste número, foram mais dez que o registo máximo elevado que qualquer um dos “grandes” havia cometido num “clássico” nesta época (18, Sporting na Luz).

Mas este não é um problema novo. Há cerca de um ano, mais propriamente em Fevereiro de 2017, um Porto-Sporting disputado no Estádio do Dragão, referente à 20ª jornada da Liga NOS, ficou nos registos da temporada pelos priores motivos, ao tornar-se o jogo mais vezes interrompido pelo apito, nas principais Ligas europeias, na época 2016/17, com 54 infracções. Os dois emblemas ultrapassaram em duas faltas esse registo, no duelo da meia-final da Taça CTT 2017/18.

Falta-lhe uma referência exterior a Portugal? Então fique com esta: isto significa que tanto os “verde-e-brancos” como os portistas cometeram sozinhos mais quatro faltas que o somatório de infracções realizadas por Real Madrid e Barcelona no último “El Clásico” da Liga espanhola (24), no qual se mostraram até mais cartões e até houve uma expulsão.

Confira os números dos jogos em análise:

Sporting – Porto | Liga NOS 🔗
Porto – Benfica | Liga NOS 🔗
Benfica – Sporting | Liga NOS 🔗
Sporting – Porto | Taça CTT 🔗

“Futebol com talento”, “Liga dos últimos” e/ou apito fácil dos juízes? Fica à sua reflexão.