Nem joelho, nem adutor nem tornozelo. A época de Lionel Messi foi este sábado prematuramente interrompida por uma fractura do rádio, na sequência de uma queda, durante a recepção do Barcelona ao Sevilha.

O jogador ficou impossibilitado de prosseguir em campo a partir dos 16 minutos, sendo substituído aos 27, mas não sei antes ter já deixado o seu contributo determinante para a vitória (por 4-2), com uma assistência e um golo em apenas 12 minutos, momentos que fecham um arranque de temporada verdadeiramente “Messiânico”, dos melhores que já protagonizou, e que os números ajudam a emoldurar. E o seu “brilho” não se cinge à Liga espanhola senão vejamos:

GoalPoint-Lionel_Messi_2018_vs_Lionel_Messi_2018-infog
Clique para ampliar

Até tombar no Camp Nou Messi levava nada menos do que total de 17 acções para golo em apenas 10 jogos, entre golos marcados e oferecidos aos colegas, quase duas (1,75) a cada 90 minutos disputados com as cores do Barça.

Adeus “el clásico”

A tradução quantitativa deste arranque não escapou  ao “radar” GoalPoint Ratings que, apesar do grau de exigência muitas vezes criticado pelos nossos seguidores, não deixou de ir premiando a “Pulga” com um naipe de classificações históricas, entre as quais três “10.0” (dois na Liga, um na Champions) e dois “noves”, um em cada competição e um deles a roçar o “poker” de notas máximas (9.9).

GoalPoint-Tottenham-Barcelona-Champions-League-201819-MVP
Lionel ficou a uma centésima de somar dois 10.0 em duas jornadas disputadas na UCL 18/19

O regresso de Messi é apontado para o final do mês de Novembro, o que significa que o argentino não só falhará os próximos compromissos da Champions, como o “el clásico” da próxima jornada (28.Out, 15h15), do qual iremos dar conta, como é habitual, aqui no GoalPoint.