Após descobrirmos os líderes do rendimento nas primeiras três jornadas da Liga NOS 2015/16 nos capítulos do remate, concretização, passe e criação de oportunidades chegou a hora de revelarmos outros “reis” que, pelo seu desempenho, se notabilizaram neste primeiro mês de competição. Uns pela quantidade, outros pela qualidade com que executaram certas acções, todos eles merecem destaque.

OS “MORTEIROS” DO COSTUME

Rankings Liga NOS 2015/16 - Cruzamentos e Dribles - Jornada 3
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Encontrar Jefferson e Gaitán como líderes de uma tabela de cruzamentos da Liga não é para nós uma surpresa. A única estranheza reside no facto do brasileiro ainda não ter convertido nenhum deles numa assistência, embora não lhe faltem, como vimos anteriormente, ocasiões de golo oferecidas aos colegas. Destaques para a presença de Djavan (SC Braga) e do jovem Nélson Semedo, sobretudo o “guerreiro” que não só cruza em quantidade como consegue fazer chegar mais de 30% dos seus cruzamentos a um colega, um registo muito positivo para a média.

No capítulo do drible encontramos também alguns nomes familiares, como Brahimi e Carrillo e nem mesmo a liderança de Bryan Ruiz no que toca a ponderar a eficácia de drible supreende: o costa-riquenho pode ficar a dever em velocidade e regularidade mas a sua capacidade técnica neste capítulo precede-o. Resta saber se é suficiente para manter um lugar habitual no onze, logo agora que Mané aproveitou da melhor maneira a oportunidade concedida por Jesus. Os “leões” surgem aliás em alta nesta aferição de eficácia de drible, com João Mário a acompanhar Ruiz na liderança: o médio leonino finta bem menos que outros colegas mas quando o fazer…. ultrapassa o adversário seis vezes em cada 10 ocasiões.

NA PRÓXIMA PÁGINA: OS LÍDERES NAS ACÇÕES DEFENSIVAS