Sensivelmente a meio da temporada, conferimos os melhores “onzes” das principais Ligas do futebol Europeu tendo por base (como sempre) o seu desempenho estatístico, expresso no nosso algoritmo GoalPoint Ratings™.

Terminadas as diversas provas é hora de regressar ao tema antes de apontarmos “baterias” ao Euro 2016. Isto já depois de termos dado a conhecer os 33 jogadores da Liga NOS com melhor aproveitamento estatístico.

Propomos descobrir então os reis do desempenho das Ligas francesa, alemã, italiana, espanhola e inglesa. Vamos a isto?

LIGUE 1
Au revoir Zlatan

Ratings | Os melhores XIs da Europa 15/16 - Ligue 1
Clique na infografia para ampliar

Num ano em que o PSG voltou a não dar hipótese à concorrência não surpreende a presença de quatro parisienses no onze, embora nem sempre o sucesso colectivo corresponda a liderança estatística individual GoalPoint Ratings. Ibrahimovic despede-se assim da melhor maneira do clube que representou durante quatro épocas, com um rating médio fantástico.

E o Paris Saint-Germain só não coloca mais homens no “onze” porque o fantástico jovem Ousmane Dembelé (que rumará ao Dortmund) “desalojou” o (também) jovem Rabiot, que constava do elenco da primeira metade da prova.

Os números de Zlatan Ibrahimovic na Ligue 1:

  • 2.553 minutos
  • 5.5 remates p/ 90m
  • 38 golos
  • 1.6 passes p/ ocasião p/ 90m
  • 13 assistências

SERIE A
Bianconeri” ao ataque

Ratings | Os melhores XIs da Europa 15/16 - Serie A
Clique na infografia para ampliar

No melhor XI preliminar da Serie A apenas Cuadrado marcava presença, como representante do (entretanto) campeão Juventus. O cenário final é bastante diferente, com Dybala (o mais produtivo), Pogba e o ex-Porto Alex Sandro a juntarem-se ao colombiano,  assinalando individualmente a excelente segunda metade da “Vecchia Signora”.

O Napoli ainda assim, garante a sua presença no “onze” com Higuaín após uma época… goleadora. Para o ano há mais, embora a História recente do futebol transalpino pareça uma saga cinematográfica… a preto e branco.

Os números de Paulo Dybala na Serie A:

  • 2.465 minutos
  • 3.9 remates p/ 90m
  • 19 golos
  • 2.7 passes p/ ocasião p/ 90m
  • 9 assistências

BUNDESLIGA
O (antigo) recreio de Guardiola

Ratings | Os melhores XIs da Europa 15/16 - Bundesliga
Clique na infografia para ampliar

Guardiola não conseguiu conquistar a Champions pelo Bayern mas na Liga voltou a não falhar, apesar da excelente réplica do Dortmund pós-Klopp. Vidal, Thiago, Muller e Lahm personificam a elevada produção de um Bayern que, apesar das lesões, manteve o ascendente sobre a concorrência.

Destaque individual para Mkhitaryan, outrora contratação duvidosa do Dortmund que realizou uma temporada muito positiva (15 assistências!).

Os números de Mkhitaryan na Bundesliga:

  • 2.578 minutos
  • 2.8 remates p/ 90m
  • 11 golos
  • 2.9 passes p/ ocasião p/ 90m
  • 15 assistências

LIGA BBVA
Blancos“, não ganham mas rendem

Ratings | Os melhores XIs da Europa 15/16 - Liga BBVA
Clique na infografia para ampliar

O Real Madrid pode não ganhar e até nem jogar com aquela “nota artística” que muitos apreciam mas na hora de medir produtividade raramente escapam ao destaque. Não admira assim que, apesar da época em “blanco” o Real coloque seis homens no elenco, com Ronaldo e Bale à cabeça. O galês teve finalmente um ano de afirmação, sobretudo na ponta final já  ao serviço de Zidane.

Ausência “escandalosa” a de Luis Suárez? O “pichichi” fez por marcar presença e não ficou longe, mas o rating dos avançados “blancos” não lhe permitiu entrada. Numa Liga onde o que não falta são… avançados de altíssima produtividade, à falta de um Suaréz estatístico sobra o inevitável… Messi.

Os números de Leo Messi na Liga BBVA:

  • 2.730 minutos
  • 5.2 remates p/ 90m
  • 26 golos
  • 2.5 passes p/ ocasião p/ 90m
  • 16 assistências

PREMIER LEAGUE
“Raposas” à solta no jardim

Ratings | Os melhores XIs da Europa 15/16 - Premier League
Clique na infografia para ampliar

E lá estão eles, os meninos de Leicester: Mahrez, Kanté e até (o outrora improvável) Fuchs. Não só ganharam a Liga como dominam o XI GoalPoint Ratings da Premier, notando-se ainda a ausência de Vardy, rapidamente perdoada tendo em conta o nome que o desaloja – não foi por culpa de Aguero que o City não lutou até mais tarde pelo título. Veremos como se comporta o argentino já sob o comando de Guardiola.

No meio destes nomes surge o protagonista com maior rating: Mousa Dembelé, co-responsável pela época positiva (quase até final) do Tottenham, no miolo do terreno.

Os números de Mousa Dembelé na Premier League:

  • 2273 minutos
  • 3.3 dribles ganhos p/ 90m
  • 2.2 intercepções p/ 90m
  • 4.1 desarmes p/ 90m
  • 3 golos
  • 1 assistência

E aí estão, os Reis do Desempenho Quantificável por Liga em 2015/16.

Para o ano há mais mas antes disso… vem aí o Euro 2016!

Nota: Os GoalPoint Ratings resultam de um algoritmo proprietário desenvolvido pela GoalPoint que pondera exclusivamente o desempenho estatístico dos jogadores ao longo da partida, sem intervenção humana. Saber mais.