GoalPoint-Real Madrid-Bayern-Champions-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Real Madrid-Bayern-Champions-League-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Real Madrid-Bayern-Champions-League-201718-90m
Clique para ampliar

O Real Madrid garantiu a presença na terceira final da Liga dos Campeões consecutiva. Após vencer 2-1 na primeira mão das meias-finais, em Munique, os “merengues” não foram além de um empate 2-2 em casa, e bem podem agradecer a Keylor Navas por este resultado, pois o guardião foi uma “parede” que travou o ataque do Bayern.

O Real Madrid apanhou um valente susto logo no arranque, com Joshua Kimmich a marcar logo aos três minutos. Mas a resposta “merengue” foi rápida”, com Karim Benzema a cabecear com êxito após cruzamento de Marcelo, aos 11 minutos. Só que toda a primeira parte foi da formação de Munique, que praticamente encostou o Real à sua área, com 54% de posse, 11 remates, quatro enquadrados, contra somente cinco disparos do Real, dois com boa direcção. Para além do golo, Kimmich fez três passes para finalização no primeiro tempo e completou 97% dos seus passes, registando um rating de 7.0.

O reinício foi de loucos, com Benzema a bisar aos 46 minutos, após um erro clamoroso de Sven Ulreich, que abordou mal um passe atrasado de Thiago Alcântara e deixou a bola passar por baixo do corpo, para o francês concluir facilmente. Respondeu o Bayern, com James Rodríguez a marcar aos 63, sem festejar pelo tento à sua antiga equipa. Estava a ser um jogo frenético. Faltava um golo aos bávaros para afastarem o bicampeão europeu da prova, e a equipa de Jupp Heynckes atirou-se para cima da formação espanhola, registando um total de 60% de posse, 22 remates, dez deles enquadrados, e quatro ocasiões flagrantes. Nesta pressão intenso valeu ao Real o guarda-redes Keylor Navas, que realizou oito defesas, entre elas sete a remates na sua grande área – rating de 7.5.

O melhor em campo, no entanto, foi Kimmich, que terminou com um GoalPoint Rating de 7.6, fruto do golo que marcou, de quatro passes para finalização, 95% de eficácia de passe e seis intercepções. Cristiano Ronaldo esteve apagado, com cinco remates, apenas um enquadrado, e uma ocasião flagrante desperdiçada – o que lhe valeu um rating de 4.5.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner