GoalPoint-Real-Madrid-Galatasaray-Champions-League-201920-Ratings
Clique para ampliar

O Real Madrid “destruiu” o Galatasaray no Santiago Bernabéu, com seis golos sem resposta, e está a um passo de apurar-se para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Mas a noite na capital espanhola teve uma estrela que brilhou mais intensamente que todas as outras e promete fazer furor no emblema “merengue”.

A contenda já estava encaminhada para a goleada na primeira parte, com quatro golos, três deles nos primeiros 14 minutos – dois apontados pelo jovem brasileiro Rodrygo Goes que, logo aos quatro minutos, tornou-se no mais jovem brasileiro a facturar na Liga dos Campeões, com 18 anos e 301 dias, e a seguir passou a ser o primeiro a bisar nos primeiros sete minutos numa partida da prova. E a coisa não se ficou por ali, com o atacante contratado em 2019 ao Santos por €45M a fazer a assistência para o 4-0, da autoria de Karim Benzema.

Mas o festival não terminaria ali. Benzema bisou aos 81 minutos e, nos descontos, Rodrygo fez o seu “hat-trick”, tornando-se no segundo mais jovem jogador a fazê-lo na principal competição europeia de clubes – já havia sido o mais novo a marcar na Taça Libertadores, pelo Santos, em Março de 2018, com 16 anos, dois meses e seis dias -, atrás apenas do também “merengue” Raúl González, com 18 anos e 113 dias, contra os turcos do Ferencvaros, em Outubro de 1995.

Por mais furioso que o leitor fique connosco, a verdade é que Rodrygo ficou a uma escassa décima da nota máxima. O brasileiro fez os três golos nos únicos três remates, fez uma assistência e criou duas ocasiões flagrantes em dois passes para finalização, completou 48 de 52 passes e fixou um GoalPoint Rating de 9.9.