Reforços | Pedro Gonçalves, “Pote” de talento

-

O Sporting perdeu, a meio da época 19/20, aquela que foi não só a sua maior referência das últimas três épocas, como também uma figura central da Liga NOS, na hora de identificar os jogadores com melhor desempenho. A saída de Bruno Fernandes abriu um “buraco” difícil de colmatar. Chega agora Pedro Gonçalves, de apenas 22 anos, também conhecido como “Pote”, que foi uma das surpresas positivas do campeonato luso na época que agora findou. Um médio que emprestou ao Famalicão um nível de qualidade nos diversos momentos de jogo, um verdadeiro “patrão” da equipa. Tentaremos saber, nas próximas linhas, o que poderá dar ao Sporting, que o contratou por €7M (50%) até 2025.

O percurso

A carreira de Pedro Gonçalves tem sido tudo menos monótona. Com vários anos nos escalões de formação do Sporting de Braga, o médio foi contratado pelo Valência em 2015/16, permanecendo no emblema espanhol duas temporadas, sempre nas equipas do escalão júnior, antes de o Wolverhampton apostar nas suas qualidades. “Pote” ficou ligado aos “lobos” por duas épocas, sobretudo ao serviço da equipa de reservas, com registo de um jogo apenas pela equipa principal, num triunfo por 2-0 sobre o Sheffield Wednesday a contar para a Taça da Liga inglesa.

Eis que, em 2019/20, surgiu o Famalicão, que acabou por ser o palco ideal para Pedro Gonçalves mostrar a todos, e até a si próprio, o nível do seu futebol.

O desempenho

Uns chamaram-lhe o “novo João Moutinho”, outros o “novo Bruno Fernandes”. Provavelmente ele será sim o Pedro Gonçalves, caso dê sequência aos excelentes indicadores que deixou em 19/20. O facto de ser um jogador que aparece “um pouco por todo o lado”, a atacar e a defender, torna as comparações compreensíveis. Na época passada marcou cinco golos e ofereceu outras tantas assistências, mostrando facilidade na integração no ataque, boa qualidade no passe, mas também consciência colectiva, com compromisso nos momentos sem bola. É isso que mostra o comparativo em baixo com os sportinguistas Wendel e Luciano Vietto, que em 2019/20 jogaram em terrenos nos quais “Pote” se pode enquadrar, dentro do sistema de Rúben Amorim.

GoalPoint-Reforcos-202021-Sporting-Pedro-Gonçalves-1-infog
Clique para ampliar

A apreciaçãoGoalPointPro-trim2

A primeira dúvida sobre Pedro Gonçalves prende-se com a posição em qua vai jogar. No 4-3-3 do Famalicão era quase sempre o mais ofensivo do trio de médios, mas também apareceu algumas vezes como “oito”, nos jogos em que Fábio Martins actuou atrás do ponta-de-lança. No entanto, “Pote” tinha quase sempre mais destaque quanto mais próximos da baliza eram os terrenos que pisava, e prevemos que seja também essa a opção de Rúben Amorim.

Em termos de características, não são descabidas algumas comparações com Bruno Fernandes. Tal como o internacional A português, Pedro Gonçalves é um jogador de remate fácil (2,5 / jogo), e aparece com frequência a finalizar, até mesmo dentro da área (1,0 / jogo). Apesar de ser difícil replicar o acerto de Bruno Fernandes no que diz respeito à pontaria, “Pote” terá sempre tendência a registar um volume de golos elevado, até por ser um jogador capaz de explorar a profundidade e aparecer na cara do guarda-redes (dispôs de nove ocasiões flagrantes na temporada passada). A média de 5,2 metros de progressão com bola antes de cada remate, registo raro entre centro-campistas, mostra isso mesmo.

Desengane-se no entanto quem pensa que o alto volume de remates é sinónimo de individualismo, no caso de Pedro Gonçalves. O ex-Famalicão registou uma média de 1,5 passes para finalizações de bola corrida a cada 90 minutos, o melhor registo da Liga NOS 19/20 entre centro-campistas que jogaram mais de metade dos minutos, e que liga com o facto de ser um jogador que corre riscos em posse de bola. A sua eficácia de passe pode parecer baixa (76%), mas até nisso é parecido com o antigo “camisola 8” leonino. Ao contrário de Wendel, por exemplo, que só tenta 22% de passes verticais a cada jogo, Pedro Gonçalves arrisca passes para a frente em 33% das vezes, número mais próximo de Bruno (35%), e baixa-lhe naturalmente a eficácia.

Mas não só no passe se pode ver Pedro Gonçalves a arriscar. O jovem português tenta uma média de 3,4 tentativas de drible a cada jogo, número igualmente bastante elevado para um médio, sendo que tem que melhorar a eficácia nesse tipo de acções (45%). Este será outro dos motivos pelo qual será difícil ver Pedro Gonçalves num meio-campo a dois, pelo menos numa primeira fase, pois Rúben Amorim quererá evitar perder a bola em zonas mais “sensíveis”. Tal como Bruno Fernandes (29%), Pedro Gonçalves perde a posse de bola em 31% das suas acções, um número bem diferente da segurança de Wendel (13%), por exemplo, e que tem tudo a ver com os riscos que cada um corre.

No momento defensivo Pedro Gonçalves é um jogador relativamente disponível, sobretudo em acções de pressão (tenta 4,7 desarmes por jogo), mas deixa-se ultrapassar com alguma frequência (60% das vezes). No que toca à ocupação de espaços, revela-se ainda muito “verde”, como se nota no baixíssimo número de intercepções (0,5 / jogo). Ter um jogador tão permeável no centro do terreno seria também um risco grande, sobretudo em parceria com Wendel, que tem no momento sem bola uma das suas grandes pechas.

Em resumo, Pedro Gonçalves tem qualidades indiscutíveis e acrescenta muito valor ao plantel do Sporting, sobretudo em posições adiantadas. No último terço do terreno consegue ser decisivo na finalização e no último passe, para além de ser forte no um-para-um e no ataque à profundidade, fazendo dele um jogador ideal para uma das posições que rodeiam o ponta-de-lança. Numa dupla de meio-campo, sobretudo acompanhado de um jogador menos forte defensivamente, será um risco para a equipa.

A GoalPointPro é a unidade da GoalPoint Partners que presta serviços a clubes, agentes, treinadores, jogadores e outras entidades, portuguesas e internacionais, inscritas no segmento do Futebol profissional. Contacte-nos para [email protected], ou visite esta página para saber mais.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR