Reforços: verá Tanaka o sol nascente em Alvalade?

Avançado japonês chegou a Alvalade envolto na mediatização da sua nova cláusula mas a análise do seu desempenho mostra um pouco mais.

Tanaka tem aos 27 anos a grande oportunidade de afirmar-se na Europa e, por consequência, na selecção nipónica (foto: Kyodo)
Tanaka tem aos 27 anos a grande oportunidade de afirmar-se na Europa e, por consequência, na selecção nipónica (foto: Kyodo)

Junya Tanaka chegou a Alvalade envolto em curiosidade. Oriundo da distante J. League nipónica, sem qualquer passagem por outro futebol que não o japonês e sem nunca se ter afirmado na selecção do seu país (foi utilizado apenas uma única vez em 2012), Tanaka desperta a natural curiosidade e algumas dúvidas entre adeptos, comentadores e inclusive imprensa internacional, a qual, alheia a uma tendência que marca a gestão da SAD leonina no último ano, deu maior destaque ao valor da cláusula do japonês do que ao seu eventual valor desportivo.

Pese embora as razões objectivas para dúvidas, uma análise ao curriculum do avançado japonês, bem como ao contexto actual do plantel leonino, sugere “esperar para ver” antes de concluir como excessivamente arriscada uma contratação que, apesar de tudo, não envolveu um investimento avultado. Analisemos então o que produziu Junya tentando projectar o que poderá oferecer ao Sporting.

Clique na infografia para ler em detalhe (Infografia: GoalPoint)

Vinte golos e 14 assistências

Os dados estatísticos da J. League não são abundantes mas permitem ainda assim perceber que Tanaka foi tudo menos uma presença discreta no futebol japonês nas épocas de 2013 e 2014. Em 56 jogos oficiais, distribuídos entre Liga, Taça, Supertaça japonesa e Champions League asiática, Junya registou 20 golos e 14 assistências, números suficientemente importantes para justificar o rótulo de avançado produtivo, mesmo tendo em conta o contexto competitivo do futebol asiático.

Olhando mais a fundo o seu desempenho, Tanaka revela-se rematador (2,3 remates à baliza por jogo) mas também um criador de oportunidades (dois passes para golo para os colegas por partida, com 73% de eficácia global de passe), o que redunda num aproveitamento de cerca de 16% dos remates efectuados, um registo que, pese as notórias diferenças competitivas, surge em linha com os rácios de aproveitamento de avançados como Ibrahimovic e Suárez nas respectivas ligas (também elas de grau de dificuldade superior à portuguesa), apenas para referir dois exemplos de topo. O futebol europeu representará um previsível decréscimo de produção para o japonês mas ainda assim o seu desempenho recomenda tê-lo em conta na hora em que surgirem oportunidades.

Para lá dos dados de desempenho, o comportamento de Junya em campo no futebol japonês identifica-o como um avançado de mobilidade, que procura os espaços e que coloca a cabeça e os olhos na baliza mal recebe (com qualidade razoável) a bola nos pés, procurando sempre o forte remate de pé esquerdo.

Montero guarda a chave

Olhando com objectividade os seus dados de desempenho, Junya Tanaka merece, no mínimo, o mesmo benefício da dúvida conferido a Freddy Montero aquando da sua chegada. Tal como o colombiano, Junya chega a Alvalade sem experiência no futebol europeu, com algumas dúvidas (neste caso assentes na sua falta de afirmação na selecção nipónica) mas, apesar de tudo, com um índice de produção até superior ao colombiano. Assumindo que Slimani continua de “verde-e-branco” (sendo incontestada primeira opção mantendo o mesmo rendimento), a chave da oportunidade do avançado japonês reside precisamente em Montero.

Mantenha o colombiano o “ocaso” que o aflige desde o início do ano e aumentará as hipóteses de Junya agarrar as oportunidades que lhe forem conferidas, vencendo primeiro o desafio da adaptação a um futebol, continente e cultura diferentes, o que por vezes impede os jogadores asiáticos de concretizarem o seu potencial ao mais alto nível. Regresse “el avioncito” ao nível com que impressionou no arranque da época anterior e o sol ficará menos “nascente” para Tanaka.

 

Confira a análise GoalPoint de outros reforços do futebol nacional para a época 2014/2015 clicando aqui.