Reforços: Um “maestro” que precisa arriscar

Uma jovem promessa vinda de Itália… Um digno sucessor de Andrea Pirlo ou uma réplica de De Rossi? Fomos ver os números do reforço benfiquista.

Quem é este Bryan Cristante pelo qual o Benfica depositou tanta esperança e esforço financeiro? Será este o “trinco” que fará esquecer Matic? Olhemos para as respostas a todas estas questões que andam pela cabeça dos adeptos do SL Benfica. Olhámos para os números deste jovem, apesar dos poucos jogos que efectuou na temporada passada, comparando com o desempenho de De Rossi, médio-defensivo da AS Roma.

Em conferência de imprensa, Jorge Jesus, anteviu que Cristante irá lutar pela titularidade com Samaris. Com cinco anos de diferença e uma forma de jogar também distinta, estes dois jogadores dão ao treinador português várias dinâmicas possíveis para o meio-campo “encarnado”.

Com a formação toda feita na escola italiana do AC Milan, Bryan Cristante, de 19 anos, foi sempre titular na última época pela equipa Primavera dos “rossoneri”e fez três jogos pela equipa principal. Pippo Inzaghi, a “velha raposa” do ataque dos milaneses, tinha depositado neste médio de enormes qualidades uma confiança tremenda como futuro patrão do meio-campo.

Possuidor de uma capacidade física muito interessante para a sua idade, com 1,86m de altura e 79 kg, este italo-canadiano pode jogar como “trinco” ou como médio box-to-box, num meio-campo que use vários sistemas de jogo (quer o clássico 1-4-4-2, 1-4-3-3 ou até 1-3-5-2).

photo credit: amil.delic via photopin cc
foto: amil.delic via photopin cc / infografia: GoalPoint

O condutor de “orquestras”

Assim que foi chamado à equipa principal, Cristante deixou a sua marca, com um golo e uma assistência. Mostrando uma maturidade muito acima da média e uma assinalável tranquilidade a jogar, Bryan é também um jogador que usa a sua capacidade física para ser um excelente recuperador de bolas, com uma média de 1,7 desarmes por jogo.

Outra das características que irá, sem dúvida, brilhar na Luz é a sua qualidade de passe curto. Trata-se de um médio que gosta de estar à frente da defesa e manter sempre o equilíbrio defensivo, mas que garante uma linha de passe aos seus colegas de forma, a por exemplo, virar o centro do jogo.

Possui uma qualidade técnica assinalável na recepção e condução da bola, e aguenta bem o choque dos adversários, fazendo uso da excelente visão de jogo e recorrendo bastante ao passe longo – com uma média de 3,3 passes longos certos por jogo, 83,3% do total, contra os 81,9% de De Rossi. É, em suma, um recuperador de bola que também constrói jogo de forma irrepreensível – tem uma percentagem de passes certos de 84,9%, sendo que executa uma média de 28,7 passes por jogo. Comparando com Daniele De Rossi, o craque da Roma faz muitos mais passes em média por partida (71,4), mas em termos de acerto os valores são semelhantes – De Rossi assinala 89,3% de precisão.

Remate que sai pouco

Apesar de ser um médio muito completo para a sua idade, Cristante tem ainda certos aspectos que podem ser trabalhados, entre eles a fraca frequência com que tenta o remate, com uma média de apenas 0,7 disparos por jogo, o que para um médio da sua qualidade técnica é algo abaixo do razoável. Contudo, comparando com as referências na mesma posição em Itália, como De Rossi, essa média baixa é, de certa forma, a norma.

Cristante atleta tem ainda de trabalhar a rapidez e mobilidade, sobretudo no momento ofensivo, de forma a poder contribuir um pouco mais nesta fase, dando assim um apoio maior aos seus colegas, arriscando mais movimentos de rotura ou remates de meia distância.
[youtube http://www.youtube.com/watch?v=9lujb0boibQ&w=700&h=394]