Este artigo começa já com contas: 34 golos, 11 assistências e 8,8 dribles eficazes a cada 90 minutos é o saldo da Fórmula A do FC Porto de Sérgio Conceição. Fórmula A de África, claro. Se quisermos ser mais “trendy” e criar uma sigla com três letras, também lhe podemos chamar MBA. O curso de administração que o treinador portista tem leccionado, com base numa excelente gestão, e que se apoia em Marega, Brahimi e Aboubakar, “mestres” vindos do Mali, Argélia e Camarões, respectivamente. Ora, tal como em tantas outras coisas na vida, se está a correr tão bem, para quê mudar?

O FC Porto precisava de mais soluções para o ataque, Sérgio Conceição nunca o negou, e na altura de aumentar o volume do plantel, o escolhido foi o ganês Majeed Waris. Oriundo do futebol francês, por onde os outros três também passaram, Waris chega emprestado pelo Lorient, clube onde permaneceu esta época após descida à Ligue 2 na temporada passada.

Percurso com altos e baixos

Aos 26 anos, Majeed Waris conta já com 31 internacionalizações pelo seu país e uma presença no último Campeonato do Mundo, onde até defrontou Portugal e foi, na altura, o pior em campo 4.2, graças a uma pecha de que já lhe vamos dar conta mais à frente.

GoalPoint-Waris-Gana-Portugal
Waris em acção contra Portugal

 

A presença de Waris no Brasil veio na ressaca de uma das melhores fases da sua carreira, quando terminou a época 2013/14 com nove golos em 16 jogos. Essa foi a sua primeira experiência no campeonato francês, emprestado pelo Spartak de Moscovo, onde nunca foi feliz. Os russos contrataram-no por €3M ao modesto Hacken da Liga sueca, após um campeonato em que anotou 23 golos, mas o ganês acabaria por sair do Spartak a custo zero para experimentar o campeonato turco, onde fez dupla com Óscar Cardozo e foi colega do ex-“dragão” José Bosingwa. Zero golos em 18 jogos para o campeonato valeram-lhe o regresso rápido ao campeonato francês, onde tinha estado, desde aí, no Lorient.

Ao serviço de “Les Merius” anotou 11 golos em 2015/16 e dez em 2016/17, e foi provavelmente aí que chamou a atenção de Sérgio Conceição. Analisemos os seus dados de desempenho ao serviço do Lorient nas últimas duas épocas, comparando com as últimas duas dos actuais avançados do FC Porto.

Uma seta com alergia a golos fáceis

Vendo Majeed Waris jogar, duas características se destacam logo à partida. A sua velocidade e capacidade de aceleração e a facilidade com que utiliza os dois pés. A possibilidade de escolher qualquer pé para finalizar deveria acabar por lhe conferir uma capacidade finalizadora acima da média, mas, na realidade, não é bem isso que acontece, sobretudo em situações de um-para-um com o guarda-redes. Waris dispôs de 18 ocasiões flagrantes nas últimas duas épocas e apenas concretizou cinco. Analisando as mesmas, fica claro que a velocidade e agilidade que tem nas pernas não são sempre acompanhadas por rapidez e agilidade de raciocínio, complicando por vezes aquilo que parece fácil.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][bg#000000;c#ffffff],[bg#000000;c#ffffff;align-center]Waris,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Aboubakar,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Marega,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Soares|Ocasi%C3%B5es%20flagrantes,[align-center]0%2C5,[align-center]1%2C2,[align-center]1%2C0,[align-center]0%2C8|       %25%20Convertidas,[align-center]28%25,[align-center]45%25,[align-center]51%25,[align-center]50%25|Remates%20na%20%C3%A1rea%20(bola%20corrida),[align-center]1%2C7,[align-center]3%2C1,[align-center]2%2C5,[align-center]2%2C8|       %25%20Enquadrados,[align-center]46%25,[align-center]46%25,[align-center]49%25,[align-center]47%25|Remates%20fora%20da%20%C3%A1rea%20(bola%20corrida),[align-center]0%2C7,[align-center]0%2C5,[align-center]0%2C8,[align-center]0%2C5|       %25%20Enquadrados,[align-center]17%25,[align-center]44%25,[align-center]40%25,[align-center]38%25|Remates%20de%20cabe%C3%A7a,[align-center]0%2C7,[align-center]0%2C6,[align-center]0%2C4,[align-center]1%2C0|       %25%20Enquadrados,[align-center]38%25,[align-center]43%25,[align-center]56%25,[align-center]42%25|%25%20Remates%20enquadrados%20colocados,[align-center]76%25,[align-center]65%25,[align-center]57%25,[align-center]49%25|%25%20Remates%20muito%20desenquadrados,[align-center]12%25,[align-center]9%25,[align-center]5%25,[align-center]9%25[/vc_table]

Médias por cada 90 minutos jogados nas últimas duas épocas (Ligas Nacionais)
Fonte: GoalPoint/Opta

Como é natural, dado o clube onde alinhava, Waris remata menos que os três “dragões” em comparação. O seu grau de acerto com a baliza está dentro da média, sobretudo dentro da área, com destaque para o facto de procurar habitualmente colocar a bola junto aos ângulos da baliza. No jogo aéreo, apesar da sua baixa estatura, os seus números também são interessantes, demonstrando ser um avançado bastante versátil, um pouco à semelhança de Marega, algo que também se verifica na maneira como participa na construção.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][bg#000000;c#ffffff],[bg#000000;c#ffffff;align-center]Waris,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Aboubakar,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Marega,[bg#000000;c#ffffff;align-center]Soares|Passes%20para%20finaliza%C3%A7%C3%A3o%20(bola%20corrida),[align-center]1%2C0,[align-center]1%2C1,[align-center]0%2C9,[align-center]1%2C0|%25%20Passes%20certos%20no%20%C3%BAltimo%20ter%C3%A7o,[align-center]71%25,[align-center]65%25,[align-center]56%25,[align-center]58%25|Cruzamentos%20(bola%20corrida),[align-center]0%2C7,[align-center]0%2C3,[align-center]1%2C9,[align-center]0%2C8|       %25%20Eficazes,[align-center]21%25,[align-center]10%25,[align-center]7%25,[align-center]20%25|Tentativas%20de%20drible,[align-center]3%2C5,[align-center]2%2C5,[align-center]3%2C3,[align-center]3%2C1|       %25%20Eficazes,[align-center]35%25,[align-center]43%25,[align-center]43%25,[align-center]35%25|Faltas%20sofridas,[align-center]2%2C1,[align-center]1%2C3,[align-center]2%2C0,[align-center]2%2C7|Faltas%20sofridas%20no%20%C3%BAltimo%20ter%C3%A7o,[align-center]1%2C0,[align-center]0%2C4,[align-center]0%2C6,[align-center]0%2C9|Duelos%20a%C3%A9reos%20ofensivos,[align-center]1%2C9,[align-center]3%2C7,[align-center]2%2C0,[align-center]5%2C4|       %25%20Ganhos,[align-center]41%25,[align-center]46%25,[align-center]50%25,[align-center]33%25[/vc_table]

Médias por cada 90 minutos jogados nas últimas duas épocas (Ligas Nacionais)
Fonte: GoalPoint/Opta

Também pelo facto de, como Marega, por vezes alinhar pelos flancos, sobretudo pelo esquerdo, Waris vê-se algumas vezes envolvido em situações de último passe. No um-para-um, apesar de ter uma eficácia inferior a Aboubakar e Marega, arrisca até mais que os dois habituais titulares, e terá tendência em Portugal para melhorar esses números e conquistar muitas faltas.

Opção à altura da exigência

GoalPoint-Reforcos-Waris-Porto-Liga-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

Tendo em conta que, à partida, não virá para ser titular, mas sim para ser mais uma opção nas muitas competições em que o FC Porto ainda está envolvido, Majeed Waris apresenta-se como uma solução perfeitamente viável.

As suas características encaixam na perfeição no estilo de ataques rápidos preconizado por Sérgio Conceição, e a sua versatilidade posicional fá-lo ainda poder ser tido em conta como alternativa a Brahimi, algo que faltava ao FC Porto visto que Otávio tem passado muito tempo lesionado.

Não é disparate nenhum ver em Majeed Waris um “novo Marega”. O seu perfil é muito parecido com o do maliano e Sérgio Conceição pensará nele para fazer exactamente o mesmo que faz com Marega no flanco contrário. A Fórmula A tem mais um carro neste plantel do FC Porto e será mais um a somar pontos para os vários objectivos que os “azuis-e-brancos” ainda têm em mãos.