V em aí mais uma semana europeia e os corações de muitos portugueses ainda não estão refeitos do desgosto que foi a última. Primeiro Anderson Talisca, depois Cristiano Ronaldo, estragaram noites que podiam ter sido de júbilo, ambos nos últimos minutos e de livre directo.

Onde param os especialistas?

Isso deixou-nos a pensar na importância que tem no futebol moderno contar com um jogador capaz de converter bolas paradas em golo, em particular de livre directo. Com excepção do já referido Talisca, há muito que não passa por Portugal um especialista capaz de oferecer momentos destes, de forma consistente.

Fomos confirmá-lo (ou não) nos números, mas fomos mais longe. Extendemos a análise às sete principais ligas europeias (Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália, França, Portugal e Rússia) e também às provas de clubes da UEFA e procurámos o melhor batedor de livres do mundo da actualidade! Aquele que nos faz dizer “está lá dentro” quando ainda está a ajeitar a bola ou “cada tiro cada melro” quando ela já beijou as redes. Pirlo, Beckham e companhia têm sucessores. E há surpresas.

andrea-pirlo-juventus-livre-directo
Um dos grandes da era moderna: Andrea Pirlo

Os habituais

Desde 2014/15 foram apontadados 7.422 livres directos nas nove competições que analisámos. Em média apenas 6% são convertidos em golo (sensivelmente um a cada 17), e apenas 1.364 jogadores tiveram oportunidade de tentar a sua sorte pelo menos uma vez. Isso diz-nos desde logo uma coisa, a arte do livre directo está confinada a um lote de especialistas restrito e 82% dos jogadores nunca tiveram sequer a oportunidade de o tentar em campo, mas quem tenta mais?

Hulk, com 103 livres directos é o recordista das tentativas, cerca de 1,5 a cada jogo, mas sabe quantos resultaram em golo? Apenas cinco! Uma taxa de conversão de 4,9% e abaixo da média geral no futebol europeu. Está identificado o primeiro caso de desperdício.

Não é que o brasileiro remate mal, mas provavelmente não deveria rematar de todo o lado. No top-5 encontramos ainda os inevitáveis Messi e Ronaldo, acompanhados do turco Hakan Calhanoglu do Leverkusen e do alemão Johannes Geis, actualmente no Schalke. Entre estes, Calhanoglu regista a maior taxa de conversão (8%), sendo que até nisto Messi e Ronaldo andam empatados. Seis golos para cada um, quase no mesmo número de tentativas.

hulk-zenit-livre-directo
Ninguém bate mais livres que Hulk em toda a Europa

Na próxima página: os mais eficazes