Ronaldo, Messi e Neymar candidatos a jogador do ano da FIFA

-

Cristiano Ronaldo venceu o prémio de jogador do ano da FIFA em 2008 e 2016 e, pelo meio, conquistou ainda a Bola de Ouro da FIFA em 2013 e 2014, contando, assim, com quarto eleições de melhor do ano, contra cinco de Messi (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015).

O internacional brasileiro Neymar, que esta época saiu do FC Barcelona para o Paris Saint-Germain pela verba recorde de 222 milhões de euros, valor da cláusula de rescisão, surge pela segunda vez na corrida, após ter sido terceiro em 2015.

Na última edição, ganha por Cristiano Ronaldo – num ano em que venceu a Liga dos Campeões e foi campeão europeu com a selecção portuguesa -, a segunda e terceira posições foram ocupadas por Messi e Griezmann, este último finalista vencido do Euro 2016.

Desta vez, Ronaldo – que voltou este ano a ganhar a Liga dos Campeões e foi campeão espanhol -, Messi e Neymar são os finalistas de um grupo alargado a 24 nomeados, na qual constavam nomes como Ibrahimovic, Aubameyang, Iniesta, Buffon ou Dybala.

Ronaldo é o favorito, mas o resultado é incerto. Irá o craque português finalmente igualar Messi, ou o argentino vai ganhar vantagem de novo? Há ainda quem diga que o estreante Neymar é quem vai levar para casa o seu primeiro prémio. Se tem um palpite, não perca tempo, use um SuperAposta Código Promocional e faça a sua aposta.

Caso vença este ano o prémio da FIFA, Ronaldo iguala finalmente Leonel Messi no número de prémios de “Melhor Jogador do Mundo” conquistados. O craque português ganhou inicialmente vantagem neste despique pessoal, após ter arrecadado o seu primeiro prémio em 2008.

Mas as quatro distinções consecutivas conquistadas pelo jogador argentino, entre 2009 e 2012, deram-lhe uma larga vantagem sobre o português, que CR7 apenas viria a conseguir diminuir com as vitórias nas edições de 2013, 2014 e 2016.

Neste momento, Messi leva uma vantagem de 5-4 sobre Ronaldo em títulos conquistados, Neymar está a zero, e embora o capitão da selecção portuguesa seja aparentemente favorito, a corrida às casas de apostas está mais quente do que nunca.

Na cerimónia da passada sexta-feira, os anfitriões e ex-futebolistas deixaram elogios ao trio final de candidatos, com o antigo Bola de Ouro Andrei Shevchenko a considerar que “Lionel Messi é mais completo”, enquanto o antigo guarda-redes inglês Peter Shilton coloca a sua “aposta” no extremo português.

Ronaldo é mais um líder de equipa, tem personalidade“, defendeu o antigo guarda-redes inglês. O italiano Roberto Di Matteo disse não ter dúvidas de que seria “uma equipa fantástica com os três avançados”, e o nigeriano Jay Jay Okocha questionou se Neymar, nova “pérola” do PSG, terá feito o suficiente para destronar Cristiano Ronaldo ou Messi.

GP Factory
GP Factory
A GP Content Factory prepara e publica os conteúdos da responsabilidade das marcas que apoiam o GoalPoint na sua missão de lhe oferecer os melhores conteúdos de análise de futebol. Contacte-nos para saber mais via [email protected]