O mês de Novembro voltou a não ter muita competição, mas nem por isso deixou de ser um mês movimentado ao nível dos treinadores. O lugar de Rui Vitória esteve por um fio, enquanto no Sporting, Marcel Keizer fez os seus primeiros dois jogos. Também nos “leões”, mas neste caso do Funchal, estalou o chicote pela segunda vez na Liga, em Cláudio Braga. Quanto aos nossos prémios, os seis nomeados de Novembro estreiam-se todos esta época entre os destaques do nosso ranking.

Liga NOS: Apagar a Luz e chegar ao topo

O melhor treinador no mês de Novembro foi Ivo Vieira, do Moreirense. O madeirense foi ao Estádio da Luz surpreender o Benfica, de reviravolta, e completou o mês com mais duas vitórias, contra Portimonense e também na Covilhã, para a Taça de Portugal, acumulando a melhor pontuação mensal da época (721 pontos). Resultado, subiu 11 lugares no ranking geral e destronou José Gomes, que teve um mês fraco (-435 pontos), passando agora a ser o melhor treinador da época na Liga NOS até ao momento. Segue-se o Braga, no próximo sábado, num duelo que promete ser muito interessante.

Em segundo lugar, no mês e na classificação geral, está Sérgio Conceição. O FC Porto venceu os nove jogos que fez após a derrota na Luz, cinco deles em Novembro, apurou-se para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões e cimentou o primeiro lugar na tabela da Liga NOS. Uma fase muito positiva que tem valido uma grande escalada na tabela para o treinador campeão nacional.

Em terceiro lugar ficou José Mota, do Desportivo das Aves. A época não estava a correr de feição, mas vitórias em Chaves e na recepção ao surpreendente Rio Ave deram novo fôlego ao vencedor da Taça de Portugal, prova para a qual também venceu o Cova da Piedade.

RTG-Novembro-2018-PrimeiraLiga-Classificao
Clique para ampliar

Cláudio Braga foi o pior do mês, e sem surpresa acabou demitido do comando técnico do Marítimo. Os insulares perderam os três jogos que disputaram em Novembro, sem qualquer golo marcado.

Na próxima página: o melhor da LedMan LigaPro e o “quadro de honra”