GoalPoint-RB Salzburg-Marseille-Europa-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-RB Salzburg-Marseille-Europa-League-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-RB Salzburg-Marseille-Europa-League-201718-120m
Clique para ampliar

O Marselha garantiu a passagem à final da Liga Europa, apesar da derrota, por 2-1, no terreno do Salzburgo. Após ter vencido por 2-0 no encontro da primeira mão, os franceses entraram apáticos e acabaram por sofrer dois golos em poucos minutos no decorrer da segunda parte. No entanto, a solução estava no banco: Rolando saltou para jogo já no decorrer do prolongamento e marcou um golo de ouro para os visitantes, que irão jogar a final “em casa”, já que o decisivo encontro decorrerá no estádio do rival Lyon, a 16 de Maio.

A primeira parte a que se assistiu na Red Bull Arena foi algo entediante. A equipa da casa, pressionada pelo resultado da primeira mão, partiu em busca do golo, mas não conseguiu mais do que três remates, dois deles enquadrados com a baliza defendida por Yohann Pelé. O Marselha também fez três disparos, nenhum deles com a melhor direcção, e chegou ao intervalo com apenas 44% de posse e 67% de eficácia na distribuição – sintomas de uma equipa apática e a descansar à sombra de uma vantagem aparentemente confortável.

Os golos, esses, estavam reservados para o segundo tempo. Aproveitando a passividade dos visitantes, o Salzburgo chegou à vantagem aos 53 minutos, numa brilhante jogada individual de Haidara, que passou por três adversários e rematou certeiro à entrada da área, confirmando alguns dos atributos que já em 2015 havíamos destacado, após o Campeonato do Mundo de Sub-17.

O tempo passava, mas nada mudava na equipa do Marselha, que chegou ao final do tempo regular sem um único remate à baliza após dez tentativas, sete mal direccionadas e três bloqueadas por adversários. Ainda assim, era impossível não destacar o contributo dado pelo inevitável Dimitri Payet, o maior desestabilizador da equipa francesa, com quatro passes para finalização, ficando apenas atrás dos cinco de Berisha, do Salzburgo.

A partida parecia destinada a ser resolvida nas grandes penalidades, uma vez que nenhuma das equipas arriscava mais do que o estritamente necessário. Mas os últimos cinco minutos da segunda parte foram de loucos. Primeiro, foi o português Rolando, acabado de entrar, a fazer o golo no seguimento de um canto cobrado por Payet, no primeiro remate enquadrado que o Marselha fez, à 15ª tentativa. Momentos depois, Haidara acabaria por ser expulso após agressão a Payet, numa altura em que os austríacos estavam já de cabeça perdida, devastados pelo inesperado golo do Marselha.

O título de melhor em campo ficou para Berisha, autor de três passes para finalização, um deles para ocasião flagrante, 17 passes longos eficazes, três dribles eficazes em outras tantas tentativas e dez recuperações de posse, terminando o desafio com um GoalPoint Rating de 6.6. O herói da partida, Rolando, ficou-se pelos 5.7.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner