Scouting: Bruno Fernandes, “maestro” em ascensão

Oriundo do Boavista, directamente para o Novara Calcio em idade de júnior, este talento pode ser o “10” que tem andado desaparecido da selecção portuguesa.

O português vai-se afirmando na Serie A num clube que dá oportunidades a jovens talentos vindos de fora de Itália
O português vai-se afirmando na Serie A num clube que dá oportunidades a jovens talentos vindos de fora de Itália

Com 20 anos feitos em Setembro, Bruno Fernandes é já um dos pilares dos italianos da Udinese, equipa mundialmente reconhecida pela sua extensa rede de scouting, e que tem encontrado talentos um pouco por todos os continentes.

Classe

Com uma técnica muito forte a nível do controlo da bola e recepção, Bruno Fernandes tem ainda uma boa visão de jogo e criatividade fantástica, que fazem dele o verdadeiro “maestro” do futebol ofensivo da sua equipa. Não se trata de um trequartista puro, pois muitas vezes vemos Bruno a descair para uma das alas ou quase a jogar como médio-centro.

Destaca pela inteligência, sobretudo nas movimentações de rotura, assim como na qualidade e nível de dificuldade dos seus passes, que atingem uma percentagem de eficácia de 76,1%. Tenta muitas vezes a entrega em desmarcação para os avançados ou alas da sua equipa e tem uma qualidade de passe curto muito boa, que aliada à técnica de drible e controlo de bola em progressão, fazem dele um médio de grande qualidade.

Faz ainda cerca de 21,9 passes por jogo e tem já dois golos pelo seu clube, sendo o último um tento de belo efeito contra o Inter de Milão.

É um jogador que, apesar de franzino, aguenta bem o duelo físico e segura bem a bola: é desarmado cerca de duas vezes por jogo e tem apenas 13 perdas de bola por partida. Tem ainda uma técnica muito acima da média, mesmo no um-contra-um.

Em crescendo

Sendo ainda um jovem de 20 anos, Bruno tem claramente aspectos a melhorar. Tem uma eficácia de remate de apenas 38,5% e um aproveitamento em golo de apenas 15,4%. Números bastante modestos para um jogador cuja posição definitiva será a de médio-ofensivo-centro, pelo que necessita claramente de rematar mais vezes à baliza adversária.

É também um jogador que peca no capítulo aéreo, pois ganhou apenas 28,6% dos duelos neste aspecto do jogo. Sendo que tem apenas 1,73m de altura, não é um jogador que se espere ganhar muitas bolas pelo ar, contudo pode ainda ter evolução neste sentido.

Bruno Fernandes é um jogador com grande potencial. Não muito rápido, por isso Itália é o palco perfeito para continuar a evoluir e melhorar ainda mais as suas capacidades técnico-tácticas. Trata-se de um “cérebro” do meio-campo, com um posicionamento táctico bastante bom e que, se melhorar a resistência e musculatura, pode se tornar-se num dos valores mais apreciados e desejados do Calcio.

Nome: Bruno Fernandes
Clube: Udinese (Itália)
Nacionalidade: Portuguesa
Nascimento: 1994-09-08 (20 anos)
Posição: Médio-Ofensivo
Pé preferencial: Direito
Altura: 1,71m
Peso: 63 kg
Valor de mercado: 8-10M€
Contrato até: Junho de 2018

Recomendação GoalPoint*: clube do segmento alto que aposto em jovens.

 

* Recomendação GoalPoint
a recomendação GoalPoint consiste no perfil de clube destino que a GoalPoint Partners considera mais adequado ao desenvolvimento e confirmação do potencial do jogador no momento de carreira em que é por nós analisado. Eis a definição dos segmentos abordados.

Segmento alto – equipas que lutam pelo título nas cinco principais Ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Itália, França e Alemanha)
Segmento médio/alto – equipas que disputam as cinco principais Ligas europeias e/ou disputam o título nas Ligas de projecção europeia (Holanda, Portugal, Bélgica, Grécia, Turquia, Rússia, Suíça)
Segmento médio – equipas que disputam Ligas de projecção europeia
Segmento médio/baixo – equipas que disputam a permanência nas Ligas de projecção europeia ou a segunda Liga dos principais campeonatos europeus
Segmento baixo – equipas que disputam a segunda Liga nas Ligas de projecção ou quaisquer outras Ligas europeias (que não as principais ou de projecção)