Gelson Martins tem apenas 20 anos e actua na equipa principal do Sporting CP, merecendo inesperado (ou nem por isso) papel de destaque nas escolhas de Jorge Jesus, sobretudo desde o afastamento de André Carrillo das opções.

Gelson posiciona-se habitualmente como extremo-direito, mas pode igualmente jogar no corredor esquerdo. De ascendência cabo-verdiana, Gelson tem já uma internacionalização por Portugal, no escalão de Sub-21, a somar às presenças regulares que acumulou nos escalões anteriores, a partir do momento em que foi chamado aos Sub-18 “lusos”. Pelo Sporting fez já nove jogos, levando uma assistência para golo.

Começou a jogar no famoso clube de Lisboa, o Fófó (Clube Futebol Benfica), onde foi “caçado” pela rede de scouting do Sporting CP.

O desempenho de Gelson nos (ainda apenas) 281 minutos que disputou na Liga NOS 2015/16 permitem-nos encontrar pistas sobre pontos fortes (e fracos), com maior clareza:

Desempenho na Liga NOS 15/16Gelson M. (Sporting CP)
Minutos jogados281
Passes p/ 90m39
% Eficácia de passe71%
Passes p/ ocasião6
Remates9
% Remates enquadrados44%
Dribles p/ 90m3,8
% Dribles eficazes42%
% Cruzamentos p/ 90m7
% Cruzamentos eficazes5%
% Duelos ganhos41%
Perdas de posse p/ 90m27
GoalPoint Rating5.19

fonte: Dados exclusivos Opta. Saiba mais sobre o GoalPoint Ratings neste link

“BORN TO RUN”

Gelson destaca-se sobretudo pela rapidez, tanto no que toca à aceleração, que lhe permite desequilibrar com muita facilidade, como à velocidade que consegue imprimir com a bola controlada.

O cabo-verdiano consegue ultrapassar os seus adversários com enorme facilidade sempre que mete uma “mudança” acima, usando bastante bem as “tabelinhas” com os colegas ou a bola em profundidade.

O extremo destaca-se ainda pelo controlo de bola e drible em progressão, mesmo quando já segue embalado na execução das suas “diabruras” em alta velocidade. É também um extremo que tanto vai à linha final cruzar, como flecte para zonas interiores, pondo à prova o guarda-redes contrário com remates executados preferencialmente com o pé direito.

PONTOS FORTESPONTOS DE MELHORIA
AceleraçãoPosicionamento na fase defensiva
VelocidadeRecuperação de posse
Controlo de bolaTomada de decisão
DribleCruzamentos
Criatividade
Resistência

POR LAPIDAR

Jesus tem em Gelson talvez a melhor solução para os corredores. Apesar de ser o mais jovem, é também o extremo mais completo do plantel,  conferindo uma boa acutilância e verticalidade ao jogo ofensivo nos corredores do Sporting.

Gelson Martins vive uma fase crucial para a sua evolução e afirmação, devendo aproveitar todas as entradas em campo pelos “leões” para dar um salto qualitativo nas suas exibições, tentando sempre trabalhar nas características que necessitam de alguma lapidação. Tem um potencial enorme e pode seguir as pisadas de outros extremos de elevado recorte técnico made in Alcochete.

Da tribuna (e do banco) exige-se também paciência para com um jovem que, chamado às mais elevadas responsabilidades, fruto da situação de André Carrillo, terá de ser ajudado a lidar com a pressão e exigência de uma forma que lhe permita melhorar e atingir o seu destino.

Nome: Gelson Martins
Clube: Sporting CP
Nacionalidade: Portuguesa
Nascimento: 11-05-1995 (20 anos)
Posição: Extremo
Pé preferencial: Direito
Altura: 1,73 m
Peso: 70 kg
Valor de mercado: Aprox. 2M Euros
Contrato até: 30/06/2021

Recomendação GoalPoint*: clube do segmento alto que aposte em jovens.

 

* Recomendação GoalPoint

a recomendação GoalPoint consiste no perfil de clube destino que a GoalPoint Partners considera mais adequado ao desenvolvimento e confirmação do potencial do jogador no momento de carreira em que é por nós analisado. Eis a definição dos segmentos abordados.

Segmento alto – equipas que lutam pelo título nas cinco principais Ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Itália, França e Alemanha)

Segmento médio/alto – equipas que disputam as cinco principais Ligas europeias e/ou disputam o título nas Ligas de projecção europeia (Holanda, Portugal, Bélgica, Grécia, Turquia, Rússia, Suíça)

Segmento médio – equipas que disputam Ligas de projecção europeia

Segmento médio/baixo – equipas que disputam a permanência nas Ligas de projecção europeia ou a segunda Liga dos principais campeonatos europeus

Segmento baixo – equipas que disputam a segunda Liga nas Ligas de projecção ou quaisquer outras Ligas europeias (que não as principais ou de projecção)