Scouting: Kerim Frei, o “projecto Hazard” turco

-

Kerim Frei com a camisola do Cardiff, onde esteve emprestado (foto: Jon Candy)
Kerim Frei com a camisola do Cardiff, onde esteve emprestado (foto: Jon Candy)

Kerim Frei tem 21 anos, nasceu na Suíça, mas optou por jogar pela Turquia, tendo já quatro internacionalizações. Actua no Besiktas, depois de já ter passado pela formação do Zurique, pelos ingleses do Fulham e pelo Cardiff City, por empréstimo.

VELOCIDADE COMO ARMA

Pelo Besiktas tem nesta época 22 jogos disputados, tendo já apontado três golos e feito também uma assistência. Joga normalmente como extremo-esquerdo, mas sendo um jogador com facilidade em jogar com ambos os pés, pode também actuar no corredor direito ou até como segundo avançado.

É um extremo rapidíssimo, com fantástico controlo de bola e condução. A sua velocidade reactiva e resistente trocam as voltas a qualquer adversário, sendo que o drible em progressão é também outro quebra-cabeças para os defesas.

Frei possui uma eficácia de passe bastante 81,3% (muito bom para extremo), com 0,8 passes para ocasião efectuados por partida. Apesar de não ser alto, consegue ganhar 55,6% dos duelos aéreos, em grande parte devido à excelente agressividade e intensidade que coloca em cada lance. Sofre ainda um total de 1,8 faltas por jogo, que advém da técnica elevada e agilidade.
https://youtu.be/IguAhrYlxdE

REGULARIDADE

Sendo que tem já 21 anos, este jogador está numa fase em que tem de começar a ter uma regularidade bem melhor no seu clube, pois fez apenas oito jogos como titular. Para o definir das suas qualidades e para atingir alguma estabilidade, é bastante importante que comece a figurar mais vezes no “onze” inicial.

Em termos técnico-tácticos pode ainda trabalhar mais no seu aproveitamento dos remates em golo, que é de 18,8%, mas apresenta uma boa eficácia de disparo (56,3%). É também um jogador que sofre poucos desarmes durante o jogo, cerca de 1,7 por partida, e cai em apenas uma perda de bola por mau controlo da mesma por jogo. Números bem aceitáveis para um extremo, melhores ainda que outro ala do Besiktas e um dos melhores na sua posição a actuar na Turquia, Gökhan Töre, que é desarmado cerca de três vezes por jogo e perde o domínio do esférico em 1,5 ocasiões.

Tem tudo para ser um dos melhores extremos a actuar na Europa, assim como para ser a bandeira estandarte do Besiktas e da Turquia nos próximos tempos.

Nome: Kerim Frei
Clube: Besiktas
Nacionalidade: Turquia
Nascimento: 1993-11-19 (21 anos)
Posição: Extremo-esquerdo
Pé preferencial: Direito
Altura: 1,71m
Peso: 72 kg
Valor de mercado:4,5-7M euros
Contrato até: 30/06/2018

Recomendação GoalPoint*: clube do segmento alto, que aposte em jovens.

* Recomendação GoalPoint
a recomendação GoalPoint consiste no perfil de clube destino que a GoalPoint Partners considera mais adequado ao desenvolvimento e confirmação do potencial do jogador no momento de carreira em que é por nós analisado. Eis a definição dos segmentos abordados.

Segmento alto – equipas que lutam pelo título nas cinco principais Ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Itália, França e Alemanha)
Segmento médio/alto – equipas que disputam as cinco principais Ligas europeias e/ou disputam o título nas Ligas de projecção europeia (Holanda, Portugal, Bélgica, Grécia, Turquia, Rússia, Suíça)
Segmento médio – equipas que disputam Ligas de projecção europeia
Segmento médio/baixo – equipas que disputam a permanência nas Ligas de projecção europeia ou a segunda Liga dos principais campeonatos europeus
Segmento baixo – equipas que disputam a segunda Liga nas Ligas de projecção ou quaisquer outras Ligas europeias (que não as principais ou de projecção.

Miguel Pontes
Miguel Pontes
Engenheiro civil de formação, actualmente na Deloitte, tem dado sequência à sua paixão pela vertente técnica e táctica do futebol, com passagens pelo CF Benfica (Scouting), SG Sacavenense (como técnico adjunto nos sub19 e posteriormente na área de scouting) e colaborações com a Belenenses SAD e diversos agentes.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR