O FC Porto igualou um registo máximo que detinha há mais de 20 anos. Com a vitória desta terça-feira por 3-2 em casa do Galatasaray, o “dragão” somou 16 pontos no Grupo D da Liga dos Campeões, número que havia alcançado em 1996/97. Na altura, a equipa era comandada por António Oliveira e tinha como uma das estrelas em ascensão o jovem Sérgio Conceição, actual treinador portista.

Marega-Sergio-Conceiçao-Galatasaray-Porto-Facto-dia-1-infog
Clique para ampliar

Na altura, também no Grupo D, os portistas terminaram no primeiro lugar, com mais sete pontos que o segundo classificado, o Rosenborg, mais nove que o Milan e mais 13 do que o último classificado, o Gotemburgo. Nessa época, o destaque foi para a vitória por 3-2 arrancada em San Siro, ante o poderoso Milan de Arrigo Sacchi, equipa na qual figurava jogadores como Franco Baresi, Paolo Maldini, Christian Panucci, Marcel Desailly, Zvonimir Boban, Dejan Savicevic, Edgar Davids, Roberto Baggio e George Weah – Mário Jardel bisou para os “dragões”.

Sérgio Conceição figurava nesse plantel que fixou esse máximo, igualado agora pelo próprio, mas na qualidade de treinador da mesma equipa. Mas há mais curiosidades:

  • Este registo é, também, o número máximo de pontos que qualquer equipa portuguesa conseguiu na fase de grupos da Champions.
  • Esta foi a primeira vitória lusa na Turquia em dez jogos, sendo que o triunfo anterior acontecera em 2012, quando o Braga ganhou por 2-0, precisamente no reduto do Galatasaray.
  • Esta foi a primeira derrota do Gala em casa esta época, após dez partidas e estes foram os três primeiros golos que a equipa de Fatih Terim sofreu na Liga dos Campeões na condição de visitada.
  • Esta foi a quinta vitória seguida na prova do FC Porto, que não perdeu em nenhuma das últimas cinco deslocações.