[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Real Madrid sofreu esta quarta-feira a primeira derrota na La Liga 2018/19, e logo por 3-0. O grande culpado deste resultado foi o português André Silva, que bisou no triunfo do seu Sevilha, clube onde se encontra emprestado pelo Milan.

Os golos foram todos apontados na primeira parte, aos 17 e 21 minutos pelo ponta-de-lança ex-FC Porto e aos 39 por Ben Yedder, num jogo em que os “merengues” remataram muito, mas com fraca pontaria. André Silva foi mesmo o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 7.3. O internacional luso fez quatro remates, três deles enquadrados, completou uma de três tentativas de drible e foi um pesadelo para a formação orientada por Julen Lopetegui, graças à sua velocidade, movimentação e capacidade de surgir nos espaços vazios da grande área. Com este bis, o português é já o melhor marcador da La Liga 2018/19, com seis golos, mais um do que Lionel Messi.

O argentino foi incapaz de evitar aquela que foi, igualmente, a primeira derrota do Barcelona na Liga, no reduto do “lanterna vermelha” Leganés, por 2-1. Uma jornada para esquecer dos dois líderes do campeonato espanhol.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner