Os “leões” permitiram em Setúbal o quinto empate na Liga NOS 2017/18. Até aqui nada de excepcional (Porto já permitiu três e Benfica cedeu quatro). Mas se lhe dissermos que, desta “mão cheia”, três dessas igualdades resultaram de golos permitidos pelo Sporting nos últimos cinco minutos (mais descontos), o caso torna-se mais intrigante. E as curiosidades não ficam por aqui, num cenário em que se contabilizam já nove pontos perdidos pelos “leões”, na Liga e Champions League, em iguais circunstâncias.

O facto de o Sporting permitir, esta época, uma percentagem elevada de golos no final das partidas não é novidade. Apontando a “lupa” aos tentos que valeram perda de pontos e abrangendo todas as competições (assentes em pontos) que os “leões” disputaram, surgem outras curiosidades que merecem reflexão leonina. Senão vejamos a seguinte tabela, que resume os jogos em que os “verde-e-brancos” perderam pontos na recta final das partidas, nas principais competições:

JogoResultadoGolo(s) sofrido(s)Pts perdidos
V. Setúbal - Sporting (Liga NOS)1-1Edinho (gp) 90’+4-2
Benfica - Sporting (Liga NOS)1-1Jonas (gp) 90′-2
Sporting - Sp. Braga (Liga NOS)*2-2D. Sousa (gp) 85’, Danilo 89′-2
Sporting - Juventus (UCL)1-1Higuaín 79′-2
Juventus - Sporting (UCL)2-1Mandzukic 84′-1

Fonte: GoalPoint/Opta
* neste jogo o Sporting marcou ainda um golo (B. Fernandes (gp) 90’+5) após os dois tentos identificados, salvando um ponto de uma perda total que teria ascendido a -3.

Reparou no mesmo que nós? Exacto, nas três vezes que os “leões” deixaram voar pontos, tal sucedeu envolvendo grandes penalidades cometidas nos últimos instantes. Mas os erros com influência no marcador não ficam por aqui, sobretudo se alargarmos (ainda mais) o “radar” a jogos que, terminando em empate ou derrota, envolveram erros leoninos, mesmo que estes não tenham sido decisivos e/ou ocorrido nos instantes finais. A saber:

  • Barcelona 2-0 Sporting (UCL) – Mathieu fecha o activo com um autogolo aos 90+1′
  • Sporting 0-1 Barcelona (UCL) – Coates define o resultado com um autogolo aos 49′
  • Belenenses 1-1 Sporting (CTT) – Coates fecha o activo com um autogolo aos 76′

A ideia que fica, a confirmar até final da época, é que o Sporting 2017/18 de Jorge Jesus se “perde” no final dos encontros, muitas vezes com influência decisiva na pontuação, e na maioria delas materializando essa desorientação em golos resultantes de erros grosseiros (faltas para grande penalidade ou autogolos). E mais: deixando de parte a curiosa concentração cronológica destes lapsos, o Sporting cometeu erros grosseiros com influência no resultado final em seis dos 12 jogos que não conseguiu vencer na época em curso, em todas as competições.

O impacto deste cenário é óbvio e as contas simples: tivesse o “leão” evitado apenas os erros referidos que resultaram em perda de pontos e não só lideraria, por esta altura, a Liga NOS, como teria passado à fase seguinte da Liga dos Campeões.

Será esta apetência para a “desgraça ao cair do pano” resultado de fadiga física/psicológica, do “jogo de banco” de Jorge Jesus ou de uma combinação de factores? Essa reflexão deixamos para si e para os “especialistas”. Nós, como sempre, deixamos os factos.

Leia mais sobre o Sporting neste link.

PARTILHAR
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here