GoalPoint-Sporting-Aves-LIGA-NOS-201819-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Aves-LIGA-NOS-201819-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Aves-LIGA-NOS-201819-90m
Clique para ampliar

O Sporting deu seguimento ao bom momento que atravessa e goleou o Desportivo das Aves, no Estádio José Alvalade, por 4-1. Os visitantes até marcaram primeiro, mas dois golos no final da primeira parte e outros tantos no primeiro quarto-de-hora da segunda deram a volta ao marcador. Mesmo com a expulsão de Marcos Acuña, o “leão” nunca viu perigar a sua vantagem no marcador, num jogo em que Bruno Fernandes realizou três assistências e igualou assim Pizzi (Benfica) no topo do ranking.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Início de jogo “mandão” do Sporting, como se esperava, com 69% de posse de bola no primeiro quarto-de-hora, três remates, um enquadrado e os dois únicos cantos do jogo. O Aves, por seu turno, ainda não registava qualquer acção ofensiva de relevo.
  • Contudo, no segundo remate que realizou, aos 17 minutos, a formação visitante marcou. Na sequência de um livre da esquerda, Rodrigo Soares serviu o homónimo Defendi e este, de cabeça, bateu Renan Ribeiro. E logo a seguir o Aves voltou a ameaçar surpresa maior, mas sem consequências.

  • O encontro entrou, depois , numa fase algo incaracterística, com muitos despiques e competitividade, mas pouco futebol. Pela meia-hora, os “leões”mantinham o domínio, com 65% de posse de bola, mas não passava dos quatro remates, um enquadrado, com os avenses a ganharem 56% de duelos individuais.
  • Até que, aos 40 minutos, o “leão” empatou. O árbitro assinalou falta de Vítor Costa sobre Diaby na grande área e Bas Dost, na conversão da grande penalidade, não desperdiçou. Um tento ao sexto remate leonino, segundo enquadrado, no segundo disparo do holandês na partida.

  • O golo sportinguista afectou o Aves, que recuou e sofreu o segundo já em período de descontos da primeira parte. Nani recebeu a bola fora da área, rematou forte de pé esquerdo, a bola ainda desviou num adversário e entrou ao ângulo da baliza de André Ferreira.
  • Intervalo Primeira parte mal jogada, mas com golos. O primeiro do Aves, que marcou numa altura em que praticamente não criava perigo. Os dois seguintes para o “leão”, que empatou perto do descanso e colocou-se na frente nos descontos. Na verdade houve sempre mais Sporting, que dominou, rematou mais, mas sentiu dificuldades para criar perigo e para evitar que os visitantes causassem calafrios a Renan Ribeiro. O melhor em campo nesta fase era Nani, com um GoalPoint Rating de 6.7, ele que marcou um grande golo ao cair do pano do primeiro tempo e completou duas de quatro tentativas de drible.

  • O Sporting entrou da melhor forma no segundo tempo, chagando ao 3-1 por intermédio do suspeito do costume, aos 48 minutos. A assistência foi de Bruno Fernandes, da esquerda, com conta-peso e medida para Bas Dost, que antecipou-se a todos para cabecear com sucesso – no primeiro remate da etapa complementar.
  • Marcos Acuña viu o segundo cartão amarelo, e consequente vermelho, aos 55 minutos, deixando o “leão” reduzido a dez elementos, embora com margem confortável… que foi ampliada aos 59. De novo Bruno Fernandes a lançar Diaby em velocidade e este, isolado, atirou a contar para o 4-1 e para o seu primeiro tento na Liga. Em dois remates na segunda parte o Sporting fez dois golos.

  • Apesar da vantagem ampla, o Sporting não conseguia evitar que o Aves rematasse à baliza, registando cinco no segundo tempo, todos sem a melhor direcção. Por volta dos 70 minutos a posse de bola desde o intervalo era repartida, com a eficácia de passe a situar-se nos 84% para o “leão”, 83% para o Aves.

  • Impressionante o número de acções com bola de Mathieu por volta dos 80 minutos. O francês registava 91 nesta altura, sendo que o colega de defesa Sebastián Coates era o segundo nesta variável, com somente 58. Muito importante o ex-Barcelona no primeiro momento de construção leonina.
  • Apesar de estar com menos um jogador em campo, o Sporting conseguiu manter o jogo sob controlo, não deixando o Aves assumir por completo o domínio da partida e fazer perigar a vantagem.

O Homem do Jogo 👑

Irresistível, é uma das palavras adequadas para descrever o momento de forma de Bas Dost. Após uma longa paragem por lesão, o holandês voltou à equipa para marcar sem parar, nada menos que seis golos desde final de Outubro na Liga NOS. Sem muito esforço, o ponta-de-lança já é o melhor marcador da competição, com oito tentos, e ante o Aves bisou – um golo de penálti, outro de cabeça. O GoalPoint Rating de 7.9 reflecte precisamente os dois tentos que marcou, em três remates, mas também os 88% de eficácia de passe e os seis duelos aéreos ofensivos ganhos em sete.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Nani 6.9 – Bom jogo do extremo leonino. Para além do excelente golo que marcou, no único remate que fez, o internacional luso foi importante nos momentos defensivos, realizando quatro desarmes, e completou três de cinco tentativas de drible.
  • Bruno Fernandes 6.5 – Contrariamente ao habitual, Bruno Fernandes não fez qualquer remate, mas terminou com três assistências em quatro passes para finalização e ainda ajudou a equipa com cinco acções defensivas. Decisivo.
  • Abdoulaye Diaby 6.3 – O malinês estreou-se, finalmente, a marcar na Liga, ao fazer o 4-1 após receber um passe de Bruno Fernandes e isolar-se, fazendo uso da sua velocidade. O atacante somou ainda cinco acções defensivas e foi sobre ele cometida a grande penalidade que deu no empate 1-1.
  • Issam El Adoua 6.2 – O médio marroquino foi o melhor do Aves, pelo que fez a defender, mas também a atacar. Para além de ter criado uma ocasião flagrante de golo, recuperou oito vezes a posse de bola e somou sete acções defensivas, três delas intercepções.
  • Mathieu 5.7 – A construção mais recuada do jogo sportinguista passou quase todo pelo francês, que somou 11 acções com bola, mais 31 que o segundo jogador com mais alto registo, Bruno Fernandes (69). Mathieu ganhou ainda três de cinco duelos aéreos defensivos, recuperou oito vezes a posse de bola e registou 12 acções defensivas, entre elas seis alívios.

GoalPoint-Passatempo-GoalPoint-Ratings-PS4-Pro-2017-banner