GoalPoint-Sporting-Braga-LIGA-NOS-201819-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Braga-LIGA-NOS-201819-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Braga-LIGA-NOS-201819-90m
Clique para ampliar

O Sporting reagiu à derrota a meio da semana ante o Villarreal com uma exibição competente na recepção ao Sporting de Braga. Os “leões” venceram por 3-0 e reduziram para quatro os pontos de atraso em relação aos minhotos. Bruno Fernandes (um golo e uma assistência) e Bas Dost (bisou) foram as grandes figuras da equipa da casa, que surpreendeu tacticamente e dominou amplamente na primeira parte e controlou o seu adversário na segunda. Os “arsenalistas” estão agora a cinco pontos do líder FC Porto.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Bom arranque de jogo em Alvalade, com o Sporting a mostrar-se autoritário desde o início. No primeiro quarto-de-hora, a formação da casa registou 72% de posse de bola e dois remates, um deles enquadrado. Este último saiu dos pés de Bas Dost que, isolado, permitiu uma grande defesa a Tiago Silva.
  • O Braga estava a sentir muitas dificuldades para lançar o seu contra-ataque, pelo que chegou à meia-hora somente com um remate, desenquadrado, da autoria de Ricardo Esgaio aos oito minutos. O “leão continuava a mandar, com 70% de posse, quatro remates, três com boa direcção e sete cruzamentos de bola corrida, à procura de Bas Dost. O nosso “radar” ia acusando sinais da surpresa que Keizer teria montado para este jogo.

  • Mas o holandês não estava a conseguir-se libertar das marcações, pelo que quem acabou por desequilibrar foi Bruno Fernandes. Aos 33 minutos, o médio foi chamado a cobrar um livre directo, após falta sobre o próprio, e tal como tem vindo a fazer nos jogos mais recentes, o português não falhou, colocando a bola para o 1-0. Um tento que surgiu ao quinto remate leonino, quarto enquadrado.

  • O Sporting colocava muitos jogadores no “miolo”, com Marcos Acuña e Stefan Ristovski a funcionarem como médios-ala a fechar no meio e Cristián Borja a fazer praticamente uma linha de três defesas com Sebastián Coates e Tiago Ilori.
  • Intervalo Vantagem merecida para o Sporting no primeiro tempo, uma vez que os homens da casa dominaram e foram os mais perigosos até ao descanso. Os “leões” somaram seis remates, quatro deles enquadrados, neste período, e marcaram por Bruno Fernandes, num livre directo. O melhor em campo era, precisamente, o médio, com um GoalPoint Rating de 6.6, muito por culpa do tento que fez em dois remates (ambos enquadrados) e do passe para finalização que realizou.

  • Grande entrada do Sporting no segundo tempo, a chegar rapidamente ao 2-0. Abdoulaye Diaby fugiu de dois jogadores “arsenalistas” e, quando entrou na área, foi carregado por Claudemir. Bas Dost (50′), na cobrança do castigo máximo, não desperdiçou.
  • Bom jogo de Borja. O colombiano registava o segundo rating mais elevado à passagem da hora de jogo, um 6.2, fruto da grande consistência defensiva que patenteava. Ao todo somava nove acções defensivas, entre elas quatro desarmes, o valor máximo do jogo.

  • Colectivamente, o Sporting estava agora mais na expectativa, com 44% de posse, dando a iniciativa ao Braga. No entanto, ia fechando os caminhos para a sua baliza, pelo que os minhotos não registavam remates desde o intervalo.
  • O “leão” passou a jogar nas transições e, num desses lances, chegou ao 3-0, aos 68 minutos. Bruno Fernandes fugiu pela direita, chegou à linha e cruzou atrasado. Bas Dost foi mais lesto que os centrais bracarenses e só teve de encostar para o fundo da baliza. Ao décimo remate, sexto enquadrado, o Sporting marcava de novo e arrumava praticamente a questão do vencedor.

  • O jogo estava totalmente controlado pelos “leões” que, mesmo tendo menos bola, chegaram aos derradeiros dez minutos da partida com mais remates (6) do que o Braga (3) no segundo tempo e muito melhor nos duelos individuais desde o intervalo (61% ganhos). Mas precisando de fazer muito menos do que na primeira metade.

O Homem do Jogo 👑

Grande jogo de Bruno Fernandes, mais um do médio leonino, que se encontra em grande forma e carrega a formação de Alvalade para a frente. Mais uma vez, o médio facturou, de livre directo superiormente cobrado na primeira parte. Depois, na segunda, fez a assistência para o 3-0, chegando ao final da partida com um GoalPoint Rating de 8.9. Para além da participação directa nestes dois tentos, Bruno Fernandes somou quatro remates, três deles enquadrados, fez três passes para finalização, completou as três tentativas de drible e realizou quatro desarmes.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Bas Dost 7.0 – O holandês regressou aos golos e às boas exibições. Começou por desperdiçar uma ocasião flagrante na primeira parte, mas na segunda marcou por duas vezes, uma de penálti, outra a concluir um passe de Bruno Fernandes. O avançado fez quatro remates e enquadrou três, ganhando também cinco de sete duelos aéreos ofensivos.
  • Cristián Borja 7.0 – Este domingo a actuar mais como central do que lateral, o colombiano foi o reflexo da exibição competente dos “leões”. Ao todo registou 14 acções defensivas, cinco delas desarmes e seis alívios, e ainda ganhou dois de três duelos aéreos defensivos.
  • Stefan Ristovski 6.2 – O macedónio foi um autêntico médio-direito e aproveitou para deixar a sua marca na partida, em especial nos momentos ofensivos. Para além de uma ocasião flagrante criada, Ristovski fez três passes para finalização e completou dois de três cruzamentos.
  • Tiago Sá 6.2 – O melhor do Braga foi o seu guarda-redes. Perante a avalanche ofensiva dos “leões” na primeira parte, o português opôs-se bem, só não evitando o golo de livre de Bruno Fernandes. Ao todo somou quatro defesas, uma delas ao ângulo superior da baliza.
  • Tiago Ilori 5.6 – O central esteve muito certo nas acções defensivas. Sem deslumbrar, o português conseguiu, mesmo assim, ganhar quatro de seis duelos aéreos defensivos e ainda somou cinco intercepções.