GoalPoint-Sporting-Braga-Liga-NOS-201920-Ratings
Clique para ampliar

O Sporting alcançou a primeira vitória na temporada 2019/20. Numa difícil recepção ao Sporting de Braga, os “leões” entraram muito fortes no jogo, marcaram cedo, por Wendel, e em cima do intervalo por Bruno Fernandes, mas permitiram a reacção dos minhotos, que causaram muito perigo e reduziram a desvantagem – por Wilson Eduardo. Porém, uma grande exibição de Renan Ribeiro acabou por segurar a preciosa vantagem de 2-1, que garantiu os três pontos aos homens de Alvalade. Os minhotos podem queixar-se de falta de eficácia atacante, pois terminaram a partida com 2,5 expected goals (xG), contra 1,4 dos “leões” e só marcaram um golo.

Resumo 📺

O jogo explicado em números 📊

  • Entrada autoritária do “leão” na partida, a chegar ao primeiro quarto-de-hora com 70% de posse de bola, quatro remates, dois deles enquadrados, e os melhores lances de ataque. Os bracarense, por seu turno, apostavam no passe longo para chegarem rapidamente à frente ofensiva, mas com apenas um disparo, desenquadrado.
  • Não espantou, portanto, o 1-0, aos 16 minutos. Ao quinto remate leonino, terceiro enquadrado, Wendel abriu o activo de forma oportuna na grande área, na conclusão de uma boa combinação com Luiz Phellype.

  • O Braga reagiu de pronto e passou a estar mais tempo no meio-campo contrário, aumentando para 36% a posse de bola. Em termos ofensivos registava quatro disparos à meia-hora, um deles com boa direcção – não passando de um expected goals (xG) de 0,4, contra o 0,8 dos “leões”.
  • Para além do golo apontado, Wendel destacava-se também por registar 100% de eficácia nos 26 passes que realizara até então, tendo também concluído as duas tentativas de drible. Liderava, assim, os ratings, com 6.8.

  • Por volta dos 40 minutos já os “arsenalistas” registavam mais remates que os homens da casa (9 contra seis) e dois enquadrados, o último numa ocasião flagrante de Hassan que teve resposta de alto nível de Renan Ribeiro, na pequena área.
  • Mas quem tem Bruno Fernandes arrisca-se a ser mais competente na frente, e o médio fez o 2-0 aos 44 minutos, após um excelente lance individual concluído com um remate indefensável.

  • Intervalo Vantagem importante do “leão” chegado o descanso, alicerçada numa entrada forte e dominadora, num golo cedo e, aquando da reacção bracarense, numa consistência que lhe permitiu manter o adversário em branco e ampliar a vantagem ao cair do pano, graças a um tento de grande qualidade de Bruno Fernandes. O médio era o melhor ao intervalo, com um GoalPoint Rating de 7.1, fruto do golo, dos três remates que realizou, todos enquadrados, e também de três desarmes.

  • Os minhotos reentraram em campo transfigurados, a dominar o desafio com 66% de posse de bola no primeiro quarto-de-hora do segundo tempo, três remates contra um (um enquadrado) e muitas jogadas pelos flancos a solicitar os muitos jogadores que colocavam na grande área.

  • Por volta dos 70 minutos, os bracarenses registavam já seis remates, dois enquadrados (3-1 para os “leões”), para além de 58% de posse desse o intervalo. Os lances de perigo junto à área de Renan Ribeiro iam-se sucedendo, mas os espaços na retaguarda começavam a ser aproveitados pelos homens da casa.
  • O golo visitante acabaria mesmo por surgir, aos 73 minutos. Bom trabalho de Ricardo Horta, a rematar ao poste, e na recarga, Wilson Eduardo atirou a contar frente à antiga equipa. Ao oitavo remate no segundo tempo terceiro enquadrado (17-6 no total), os minhotos chegavam ao golo.

  • Até final, o Braga lutou em busca do empate, mas começaram a faltar forças e alguma clarividência, pelo que os lances de ataque não apresentavam o perigo que se verificara até então. O Sporting acabou por segurar a vantagem, registando a primeira vitória da temporada.

O melhor em campo GoalPoint👑

O jogo parecia bem encaminhado para o “leão” ao intervalo, mas o Braga reagiu no segundo tempo e causou muitos problemas à formação de Alvalade. Em cena surgiu então Renan Ribeiro, que ia mostrando estar particularmente e realizou algumas defesas de vulto. O guarda-redes leonino foi o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 8.2, fruto de seis defesas, cinco a remates na grande área, quatro a disparos aos ângulos superiores. Uma prestação fundamental para os três pontos do Sporting.

Jogadores em foco 🔺🔻

  • Wendel 7.4 – Belo jogo do médio brasileiro, muito comprometido com os vários momentos do jogo da sua equipa. Para além do golo que apontou, registou 93% de eficácia de passe (51 certos de 55), completou as quatro tentativas de drible e recuperou 12 vezes a posse de bola, de longe o valor mais alto do jogo.
  • Sebastián Coates 7.2 – A subida do Braga no terreno obrigou a atenção redobrada por parte da defesa leonina, e Coates esteve particularmente bem. O uruguaio ganhou os cinco duelos aéreos em que participou (três defensivos) e somou nada menos que 20 acções defensivas, metade delas alívios.
  • Bruno Fernandes 6.7 – Excelente golo do médio leonino, a recuperar uma bola a Claudemir, antes de passar Bruno Viana para um belo remate, perto do intervalo. Bruno rematou por quatro vezes e enquadrou três dessas tentativas, fez três passes para finalização e somou dois bloqueios de cruzamento e três de passe.
  • Matheus 6.3 – O guardião bracarense também teve muito trabalho. Não evitou dois golos, mas terminou o jogo com quatro defesas, todas as remates na sua grande área, e uma saída ao solo eficaz.
  • Wilson Eduardo 6.0 – O atacante fez novamente golo à sua antiga equipa, terminando o jogo com dois remates enquadrados nas duas únicas tentativas. Curiosamente destacou-se com dois duelos aéreos defensivos ganhos (em dois) e registou dois desarmes.
  • Ricardo Horta 5.8 – O médio-esquerdo bracarense esteve infeliz no momento do remate, contribuindo com 0,7 para o xG elevado dos minhotos, embora não tenha marcado. Ricardo fez seis disparos, enquadrou um e acertou uma vez no ferro (lance que acabou em golo de Wilson), e ainda fez dois passes para finalização.