Sporting 🆚 Famalicão | “Leão” volta a tremer e vê Porto a 6 🔥

-

GoalPoint-Sporting-Famalicao-Liga-NOS-202021-Ratings
Clique para ampliar

TotoRating Banner

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou verdadeiramente. Os visitantes, a realizarem um grande campeonato desde a chegada de Ivo Vieira, conseguiram anular as principais qualidades ofensivas dos “leões”, não dando espaço para a velocidade dos seus executantes, pelo que acabou de somar um ponto surpreendente. Pedro Gonçalves e Anderson Oliveira marcaram os golos de uma partida que deixou o Sporting com seis pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Porto.

[ O Sporting criou mais perigo, mas o Famalicão aproveitou bem a sua melhor ocasião ]

GoalPoint-Sporting-Famalicao-Liga-NOS-202021-xG
Clique para ampliar

Resumo 📺

O jogo explicado em números 📊

  • Rúben Amorim promoveu duas mexidas em relação à equipa que empatou 1-1 em Moreira de Cónegos, com a saída de Gonçalo Inácio e Daniel Bragança para as entradas de Luís Neto e Tiago Tomás. Já Ivo Vieira reforçou o meio-campo, lançando Gustavo Assunção, para a saída de Heriberto.
  • Boa entrada do Sporting em campo, embora longe de criar lances de verdadeiro perigo. Nos primeiros 15 minutos o “leão” teve 62% de posse de bola e os únicos três remates, todos desenquadrados. No passe esteve muito bem, com 92% de eficácia, 77% do que toca ao passe vertical, e com registo de quatro acções defensivas no meio-campo contrário, contra nenhuma dos visitantes.

  • O líder da Liga estava a ter facilidade em explorar as costas dos laterais do Famalicão, muito subidos, e aos 25 minutos acabou mesmo por marcar. Erro de Iván Jaime, que proporcionou a recuperação da bola por parte de Pedro Gonçalves. A bola sobrou para Paulinho que, perante Luiz Júnior, passou atrasado para “Pote”, que rematou a contar para a baliza deserta. Mas a reacção do Famalicão foi imediata.

  • Aos 27 minutos, jogada pela esquerda, Iván Jaime redimiu-se do erro anterior e assistiu Anderson Oliveira. O ponta-de-lança brasileiro, no coração da grande área, não desperdiçou e voltou a marcar, mostrando-se em grande forma. Foi o quinto golo do atacante nos últimos quatro encontros da Liga.

  • O Sporting sentiu o empate e, nos minutos seguintes, não conseguiu evitar uma sequência de ataques do “Fama”, que registou três cantos consecutivos. À meia-hora a posse de bola leonina já tinha caído para 58%, somando a equipa da casa quatro remates, um enquadrado, oito acções com bola na área contrária. Os forasteiros tinham um remate só, mas cinco acções com bola na área do Sporting, e sempre perigosos.

  • Intervalo O Sporting começou melhor o jogo, mandão, mais acutilante no ataque, a explorar bem as costas da defesa famalicense, e chegou ao golo, por Pedro Gonçalves. Mas o tento do Famalicão, logo de imediato, por Anderson Oliveira, teve o condão de abalar a habitual consistência defensiva dos “leões”, com os visitantes a aproveitarem para pressionar praticamente a todo o campo e a conseguir atacar mais e criar perigo. O melhor em campo ao intervalo era Pedro Gonçalves, com um GoalPoint Rating de 7.1, graças ao golo marcado, mas também a 84% de eficácia de passe e três acções com bola na área contrária.

  • Aos 56 minutos uma enorme perdida para Tiago Tomás, que na direita da grande área, com tudo para marcar, perdeu tempo precioso e viu o seu remate interceptado por Rúben Vinagre. O “leão” reentrou na partida forte e dominador, chegando aos 76% de posse de bola no primeiro quarto-de-hora do segundo tempo, quatro remates, dois enquadrados, contra nenhuma tentativa forasteira. E aos 63, Iván Jaime quase marcou, com um remate em jeito que Adán defendeu (para canto) com a cabeça.

  • O “Fama” conseguiu estancar um pouco a pressão leonina nos minutos seguintes, ainda assim, o Sporting chegou aos 70 minutos com 70% de posse desde o intervalo, mas só mais um disparo do que à hora de jogo. A partida estava numa fase de indefinição, apesar de os homens da casa terem um maior domínio.

  • O Sporting voltou a assumir a necessidade de marcar, para evitar o segundo empate consecutivo, pelo que nos últimos dez minutos o jogo pertenceu-lhe, passando o Famalicão a tentar esporádicos contra-ataques, sob a batuta de Iván Jaime. E nos descontos, Jovane Cabral, à entrada da pequena área e com tudo para facturar, atirou ao lado, na melhor ocasião do segundo tempo.

  • O líder isolado, com dez pontos há duas jornadas, empatou duas vezes seguidas a uma bola e viu, assim, o segundo classificado Porto aproximar-se perigosamente, estando agora a seis pontos, com o Benfica mais longe, a nove. Terá a discussão do título sido relançada?

[ Muitas trocas de bola na defesa leonina, perante a boa organização do “Fama” ]

GoalPoint-Sporting-Famalicao-Liga-NOS-202021-pass-network
Clique para ampliar

O melhor em campo GoalPoint👑

O Sporting esteve menos inspirado no ataque e, quando tal acontece, não são raras as vezes em que Sebastián Coates se assume como líder de uma espécie de “revolta”. Voltou a acontecer, terminando como o melhor em campo, com um GoalPoint Rating de 7.7. Desta feita o central não marcou nem ajudou a equipa a vencer, mas os seus números são de grande qualidade. O uruguaio criou uma ocasião flagrante em três passes para finalização, fez quatro passes ofensivos valiosos, completou 78 passes (máximo do jogo), teve sucesso em oito de dez passes longos, eficácia em 18 passes progressivos, somou o máximo de acções com bola (98), completou as duas tentativas de drible, ambas no último terço, e ganhou quatro de cinco duelos aéreos defensivos.

Jogadores em foco 🔺🔻

  • Pedro Gonçalves 7.6 – O goleador leonino voltou a facturar, respondendo a Haris Seferovic, juntando-se ao suíço do Benfica com 16 golos na Liga. Além do tento, “Pote” completou as duas tentativas de drible, recuperou oito vezes a posse de bola e registou cinco desarmes, máximo do jogo, a par de Pedro Porro.
  • Luiz Júnior 6.7 – O Sporting foi mais incisivo no ataque, pelo que o guardião do Famalicão acabou por ter algum trabalho, e esteve sempre muito bem, terminando com o melhor rating da equipa visitante. O brasileiro somou quatro defesas, três a remates na sua grande área, e assinou três saídas pelo solo eficazes.
  • Pedro Porro 6.4 – O espanhol voltou a ser uma fonte de futebol ofensivo. Além de dois remates, um enquadrado, fez dois passes para finalização, cinco passes ofensivos valiosos, registou oito recuperações de posse e os tais cinco desarmes.
  • Daniel Bragança 6.4 – Para não variar, o jovem médio entrou, ao intervalo, e voltou a jogar bem, completando 94% dos passes que fez e somando cinco recuperações de posse e três desarmes.
  • Paulinho 6.2 – O ponta-de-lança leonino voltou a ser um poço de trabalho e inteligência. Excelente a decisão de, perante Luiz Júnior, fazer um passe atrasado para Pedro Gonçalves, muito melhor colocado, o que permitiu o golo leonino. O ex-Braga foi, a par de Nuno Mendes, o mais castigado em falta, quatro vezes, duas em zona de perigo.
  • Anderson Oliveira 5.9 – O ponta-de-lança brasileiro está em grande forma e voltou a marcar, aquele que foi o seu quinto golo nos últimos quatro encontros. Em Alvalade facturou no único remate que realizou, numa de apenas duas acções com bola na área leonina. 

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.