Sporting | Luíz Carlos de “leão” ao peito?

A imprensa desportiva aponta Luiz Carlos ao Sporting, oriundo do Sporting de Braga onde é aposta regular. Como se compara o médio com Adrien?

O jornal Record dá a notícia: o Sporting estará interessado no experiente médio-centro bracarense Luíz Carlos, uma escolha regular de Paulo Fonseca mas cujo contrato com os “guerreiros” termina em Junho deste ano.

Verdade ou mero rumor habitual em momentos de renovação nada como comparar o desempenho do brasileiro com a referência leonina na posição, Adrien Silva, que atravessa provavelmente a sua época de maior rendimento de sempre e cuja saída para outras paragens tem sido tema habitual nos últimos dois verões. Eis os resultados:

Liga NOS | Luiz Carlos no Sporting?
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Comparação injusta? Só assim é possível perceber os méritos de um eventual reforço, sobretudo caso Adrien siga outro destino que não a continuidade em Alvalade. O comparativo é difícil, não apenas nesta selecção de variáveis que lhe apresentamos mas em muitas outras que avaliámos, mas ainda assim se percebe que o brasileiro não compromete na circulação (perde aliás menos uma posse apesar de fazer em média mais seis tentativas de passe que o português, a cada jogo) embora seja praticamente inexistente no plano ofensivo, quando comparado com o “leao”. Só para que se perceba a diferença: Adrien soma quatro assistências em 30 passes para ocasião nesta Liga contra zero em apenas 18 passes para oportunidade, pelo brasileiro.

A maior surpresa (para alguns) poderá advir dos registos defensivos de Adrien, nomeadamente a desarmar, interceptar e recuperar a posse (Adrien recupera cerca de 5.4 posses por jogo, Luíz Carlos atinge as 7.1, única variável onde suplanta o “leão”). Números elevados que não nos surpreendem, tendo em conta que já haviamos referido a qualidade (e até maiores índices de produtividade defensiva) com que Adrien havia substituido William Carvalho durante a sua ausência, no início da época.

Conclusões? Caso Adrien se mantenha em Alvalade dificilmente Luíz Carlos terá um papel relevante e mesmo caso isso suceda não se pode esperar do brasileiro o mesmo efeito ofensivo catalizador que é oferecido por Adrien embora os “leões” ganhem mais uma máquina de trabalho especialmente eficaz nas tarefas de recuperação e circulação… certinha. O melhor é mesmo esperar pois notícias destas não vão faltar, num defeso que prevemos particularmente movimentado, a nível interno e externo.