Sporting 🆚 Marítimo | Bruno embala “leão” 🦁

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]

GoalPoint-Sporting-Maritimo-LIGA-NOS-201819-Ratings

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]

GoalPoint-Sporting-Maritimo-LIGA-NOS-201819-MVP

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]

GoalPoint-Sporting-Maritimo-LIGA-NOS-201819-90m

[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Sporting mantém-se na perseguição aos lugares cimeiros da tabela da Liga Nos ao bater o Marítimo por 2-0, em Alvalade. Bruno Fernandes, de grande penalidade, abriu o marcador logo a abrir, dando desta forma uma resposta cabal às críticas de que vinha a ser alvo, com Fredy Montero a ampliar a vantagem ainda antes do intervalo. Na segunda parte, os “leões” decaíram de produção, mas nem assim o Marítimo foi capaz de discutir a partida, tendo ameaçado a baliza sportinguista apenas por uma vez ao longo dos 90 minutos.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Bom início de partida dos “leões”, que se adiantaram no marcador ao minuto 12, numa grande penalidade convertida por Bruno Fernandes após falta do guarda-redes Amir sobre Raphinha. A vantagem madrugadora parecia justificar-se, já que o Sporting chegava ao minuto 15 com três remates, um deles enquadrado, outros tantos pontapés de canto, 63% de posse e 80% de eficácia na distribuição.

  • A equipa do Marítimo demonstrava enormes dificuldades para sair a jogar, não contabilizando um único toque na área contrária nos primeiros 25 minutos do encontro. O lateral Fábio China era de longe o jogador insular com maior envolvimento na partida, liderando a sua equipa em passes (13), toques (24), duelos (quatro, três deles com sucesso) e intercepções (duas).
  • O Sporting acabou por tirar o pé do acelerador com o golo marcado, não fazendo um único remate entre os minutos 20 e 30. A posse de bola estava agora mais equilibrada (54%-46%), assim como a percentagem de acerto nos passes (77%-74%).

  • E foi então que, do nada, o Sporting “tirou um coelho da cartola”. Na sequência de um livre batido na direita, a bola ressaltou em dois defesas maritimistas e ficou à mercê de Fredy Montero, que apenas teve de encostar para fazer o golo naquele que era o seu primeiro remate enquadrado do desafio, após duas tentativas anteriores sem sucesso.
  • Intervalo Resultado perfeitamente ajustado a uma primeira parte de sentido único, em que o Marítimo nunca foi capaz de incomodar o guarda-redes do Sporting, Salin, embora até tenham tido quase tanta bola quanto os da casa. De destacar ainda a eficácia máxima dos “leões”, que marcaram nos dois únicos remates à baliza durante os primeiros 45 minutos. No regresso aos balneários, o protagonista era Bruno Fernandes, que, com o golo apontado e com os seus dois passes para finalização, liderava os GoalPoint Ratings, com nota 6.1.

  • O Marítimo entrou na segunda parte mais determinado e somou, em 10 minutos, mais remates do que os que fizeram durante o primeiro tempo. Aproveitando alguma passividade do Sporting, os visitantes completaram o primeiro quarto-de-hora do segundo tempo com mais posse de bola (52%-48%) e maior eficácia na distribuição (75%-73%) do que os “leões”.

  • Montero tentou impor a sua presença junto da área contrária, sem sucesso:  chegou aos 70 minutos a liderar a sua equipa em duelos disputados (13), mas desses apenas vencera quatro. Era pelo ar que o colombiano mostrava maiores dificuldades, vencendo uma de sete disputas nas alturas – uma tarefa que normalmente compete ao “gigante” Bas Dost.
  • Aos 78 minutos, o Marítimo já somava seis passes para finalização, mais um do que a equipa do Sporting, ainda que os madeirenses só tivessem efectuado um remate à baliza de Salin. De salientar, contudo, que Bruno Fernandes era “rei e senhor” neste capítulo, com quatro ocasiões de remate criadas, mais duas do que qualquer outro jogador.

  • O Sporting entrou no período de descontos sem um único remate desde o minuto 65 (ou desde o minuto 57, se apenas considerarmos disparos de dentro da área). Se a isto juntarmos a baixa posse de bola (43%) e eficácia nos duelos (37%), percebe-se o porquê de alguns assobios escutados em Alvalade durante a reta final do desafio, a que as alterações introduzidas por José Peseiro não conseguiram dar resposta. Diaby e Carlos Mané, lançados já no fim da partida, nem sequer tocaram na bola.

O Homem do Jogo 👑

Bruno Fernandes acabou por ser um dos poucos destaques pela positiva numa partida sombria e com muitos poucos rasgos de criatividade. Para além do golo apontado, que abriu caminho à vitória dos “leões”, o médio português foi o autor de cinco dos seis passes para finalização da sua equipa, a qual por vezes carregou às costas. Bruno Fernandes somou ainda 74 acções com bola, um drible eficaz e oito recuperações de posse, terminando a partida com nota 6.7 nos GoalPoint Ratings.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Acunã 5.7 – Não rematou nem fez nenhum passe para finalização, mas deu nas vistas na retaguarda com nove recuperações de posse, três desarmes, outras tantas intercepções e ainda um corte decisivo.
  • Jovane 5.4 – O jovem extremo liderou a partida em tentativas de drible (sete, das quais três foram bem-sucedidas). Sofreu três faltas, duas delas em zona de perigo.
  • Montero 5.4 – Fez o segundo golo da sua equipa, no único remate à baliza da sua autoria. Disputou oito duelos aéreos ofensivos, vencendo apenas um, e cometeu quatro faltas. Foi travado em falta em três ocasiões, duas em zona de perigo.
  • Danny 4.5 – Noite para esquecer internacional português, que não fez nenhum remate, falhou 13 dos 38 passes que efectuou e perdeu a bola 18 vezes.
  • Amir 2.5 – O guarda-redes iraniano somou a nota mais baixa da Liga NOS até ao momento nesta época. Sofreu dois golos, um deles na sequência de uma grande penalidade por ele cometida, e efectuou apenas uma defesa, incompleta. Dos oito passes longos que fez, apenas dois tiveram sucesso. 

GoalPoint-T-shirts-2017-banner

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR