Sporting 🆚 Rio Ave | Triunfo em Dia de São Patrício

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”GoalPoint Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Sporting-Rio Ave-LIGA-NOS-201617-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”Melhor em Campo ” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Sporting-Rio Ave-LIGA-NOS-201617-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”45m” tab_id=”1465571624614-ba177b16-4154″]
GoalPoint-Sporting-Rio Ave-LIGA-NOS-201617-45m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”90m” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Sporting-Rio Ave-LIGA-NOS-201617-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Sporting venceu pela margem mínima em casa o Rio Ave, por 1-0, num jogo em que marcou um golo numa das poucas oportunidades de que dispôs e beneficiou de uma clara falta de capacidade de concretização de um adversário muito afoito. Rui Patrício, no seu jogo 400 pelo Sporting, foi a grande figura, ao evitar o tento vila-condense em diversas ocasiões, em especial na primeira parte.

O Jogo explicado em Números 📊

  • Início atrevido do Rio Ave, que aos 13 minutos registava já quatro remates, três deles enquadrados (Sporting apenas um, e para fora), com Gil Dias e Krovinovic a terem boas oportunidades para marcar. Isto apesar dos 54% de posse de bola dos “leões”. Valeu Rui Patrício nas duas ocasiões, no seu jogo 400 pelo Sporting.
  • Porém, aos 20 minutos, Alan Ruiz fez golo para o Sporting, em recarga a um primeiro remate de Gelson Martins. O Rio Ave não marcou, acabou por pagar caro.
  • Mas o espectáculo decorria na outra baliza. Aos 25 minutos, Rui Patrício somava já cinco defesas, tantas quantos os remates enquadrados do Rio Ave, em sete tentativas. Quatro das intervenções de Patrício aconteceram a remates dentro da grande área leonina. Os vila-condes chegaram mesmo aos 28 minutos com mais posse de bola (52%).

  • Por volta dos 35 minutos o Rio Ave registava seis passes para ocasião, o Sporting apenas um. Um claro indicador de como se desenrolara a partida até então.

  • Intervalo Estatísticas interessantes ao descanso. O Rio Ave chegou ao intervalo com 45,5% de posse de bola, oito remates, cinco deles enquadrados, contra cinco disparos dos “leões”, três deles à baliza. Também nos passes para ocasião os visitantes lideravam, com seis contra três. Valeu ao Sporting a maior eficácia de concretização e… Rui Patrício, que ao intervalo liderava o GoalPoint Rating, com 7.4, fruto de cinco defesas importantes, quatro delas a remates dentro da sua grande área.
  • Sporting entrou melhor no segundo tempo, com 54% de posse à meia-hora e mais critério no ataque. Ainda assim apenas um remate nestes 15 minutos, e desenquadrado. O mais rematador nesta altura era o vila-condense Rúben Ribeiro, com três disparos, dois deles com boa direcção, e também sete recuperações e 88% de passes certos.
  • A um quarto-de-hora do fim o jogo estava relativamente repartido, com algum ascendente leonino (54% de posse), mas igualdade nos remates na segunda parte (um para cada lado, ambos desenquadrados). Nesta altura, Krovinovic falhara apenas um dos seus 28 passes, William e Adrien eram os jogadores com mais passes certos (37), embora com mais eficácia por parte do primeiro (93%).

  • Segunda parte morna, sem oportunidades de golo, a um ritmo mais lento. Algo que beneficiou os intentos leoninos, ao reduzir a intensidade da partida, o que retirou espaços aos homens de Vila do Conde. O Rio Ave terminou à procura do empate, mas o Sporting soube ocupar bem os espaços, sem problemas em terminar a etapa complementar com menos posse de bola (49%) que o seu adversário e menos remates no total (6-11).

O Homem do Jogo 👑

Rui Patrício atingiu uma marca histórica e foi homenageado pelo clube no final da partida. Só por isso poderia considerar-se o guarda-redes como a figura maior do encontro, mas Patrício fez questão de o merecer, com uma exibição de grande nível, em especial na primeira parte. Terminou com seis defesas (cinco delas nos primeiros 25 minutos do jogo), cinco com as mãos, quatro a remates na sua grande área e registou um GoalPoint Rating final de 7.7.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • William Carvalho 6.9 – Esteve na génese do lance do único golo da partida, ao passar a bola a Gelson, autor do primeiro remate, e terminou como o segundo melhor em campo, fruto de dois passes para ocasião, 90% de passes certos (em 49), nove recuperações de bola e cinco desarmes.
  • Rúben Ribeiro 6.8 – Salpicou a melhor exibição vila-condense com alguns pormenores de pura técnica. Foi o segundo mais rematador do jogo (três, dois enquadrados), fez sete recuperações e um passe para ocasião. Sempre muito activo.
  • Krovinovic 6.1 – Foi dos mais esclarecidos do jogo. O croata terminou com 92% de passes certos (de 38), foi quem mais rematou, com quatro disparos, dois enquadrados, fez dois passes para ocasião, nove recuperações, mas desperdiçou uma ocasião flagrante, que o penalizou.
  • Bas Dost 6.4 – A notícia é que o holandês não marcou. Mas ganhou oito de 15 duelos aéreos, sendo que disputou 17 duelos no total. Definitivamente, o “rei” das alturas em Alvalade.
  • Alan Ruiz 6.1 – Fez o golo e pouco mais. Saiu aos 66 minutos para dar lugar a Podence, registando dois remates, um passe para ocasião, mas ganhou apenas dois de nove duelos.

Resumo💻

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR