GoalPoint-Sporting-Tondela-LIGA-NOS-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Tondela-LIGA-NOS-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Tondela-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar

O Sporting mantém o seu registo 100% vitorioso no campeonato ao bater, por 2-0, o Tondela, no Estádio de Alvalade. Numa partida de sentido único e na qual Rui Patrício não fez uma única defesa, os “leões” só conseguiram levar de vencida os beirões graças a dois “tiros” de meia-distância, de Jérémy Mathieu e daquela que tem sido a sua principal figura, Bruno Fernandes, que já soma cinco golos na Liga NOS.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Bom início de partida dos “leões”, que chegaram ao golo aos 12 minutos num “disparo” indefensável de Jérémy Mathieu, na cobrança de um livre. Primeiro golo ao serviço do Sporting por parte do defesa francês, que desbloqueou um período inicial sem grandes oportunidades (apenas um remate até então, e dos visitantes) e com o Tondela mais preocupado em não sofrer, como comprova a sua baixa eficácia de passe (39%).

  • Ao contrário do que seria de esperar, o golo pouco de bom trouxe ao Sporting, que se limitou a fazer a gestão da vantagem obtida. Aos 30 minutos, a equipa “verde-e-branca” tinha apenas dois remates (tantos quanto o Tondela), ainda que dominasse outros factores, como posse de bola (67%-33%), eficácia na distribuição (87%-56%) e número de passes (190-94). Bruno Fernandes era, por esta altura, o “maestro” de serviço na equipa “leonina”, com 100% de eficácia de passe no meio-campo contrário.

  • Ainda antes do intervalo, Alan Ruiz rematou forte para defesa incompleta de Cláudio Ramos. Na recarga, Bruno Fernandes ainda atirou à barra, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo do médio português – que terminaria a primeira parte sem nenhum remate.
  • Intervalo Como seria de esperar, o Sporting foi melhor em diversos aspectos do jogo ao longo da primeira parte, período no qual fez mais remates (4-3, 2-0 em disparos enquadrados), teve mais bola e maior lucidez na distribuição na mesma. Após os primeiros 45 minutos, Mathieu surgia à cabeça dos  GoalPoint Ratings, com 7.0, em grande parte devido ao golo apontado, mas também por conta de 47 passes certos, sete recuperações de posse e ainda quatro acções defensivas. Logo abaixo, com 6.1, surgia o melhor do Tondela, o defesa Ricardo Costa, com sete acções defensivas e ainda quatro duelos ganhos em outros tantos disputados.

  • O segundo tempo começou como havia terminado o primeiro – jogo muito mastigado de parte a parte e sem ocasiões de golo. Nos 15 minutos iniciais, não houve um único remate e a posse de bola esteve repartida (55%-45%), o que levou Jorge Jesus a fazer duas alterações, colocando em campo Battaglia e Gelson Martins.
  • Com o passar do tempo, a partida tornou-se mais aberta – com todos os perigos que isso acarreta. A equipa “leonina” mostrava dificuldades para chegar junto da baliza contrária, pelo que teve de ser Bruno Fernandes, de meia-distância, a furar a muralha do Tondela com mais uma “bomba”, chegando ao quinto golo no campeonato e deixando para trás Bas Dost.

  • Até ao apito final ainda houve mais duas ocasiões de golo para o Sporting, ambas pertencentes a William Carvalho, que viu Cláudio Ramos e o poste negarem-lhe o golo – seria a “cereja” no topo do bolo, após mais uma exibição bem conseguida, com uma assistência, 97 passes certos, 123 toques e nove acções defensivas.

O Homem do Jogo 👑

Os adjectivos começam a faltar para descrever a fantástica história que Bruno Fernandes está a escrever em Alvalade. Este sábado, o médio português rubricou mais uma grande exibição, coroada com mais um (excelente) golo. Para além do disparo “do fundo da rua”, Bruno Fernandes foi o autor de quatro passes para finalização, 49 passes certos, 90 toques e 11 bolas colocadas na área contrária. Tudo somado, Bruno Fernandes arrecada o título de homem do jogo  GoalPoint Ratings, com nota 7.8.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Mathieu 7.5 – Marcou um “golaço” que abriu um pouco o jogo. Falhou apenas seis dos 88 passes que fez, tocou na bola 100 vezes e somou nove recuperações de posse e seis alívios.
  • Murilo 6.2 – Registou seis desarmes, um drible eficaz, nove duelos ganhos e outras tantas recuperações de posse. Pela negativa, perdeu a posse 27 vezes, foi desarmado em cinco ocasiões e ainda controlou mal a bola quatro vezes.
  • Iuri Medeiros 5.3 – Fez um remate (desenquadrado), falhou as cinco tentativas de dribles e acertou 15 dos 23 passes que fez (eficácia de 65%). Ajudou nas tarefas defensivas com dois desarmes e dois alívios.
  • Alan Ruiz 5.2 – Foi o autor de um dos dois remates enquadrados do Sporting no tempo em que esteve em campo. Falhou só seis dos 41 passes que realizou, mas venceu apenas dois dos seis duelos que disputou e acabou por ser desarmado três vezes.
  • Hélder Tavares 4.2 – Teve a nota mais baixa da noite, muito por culpa das oito faltas cometidas. Para além disso, falhou 15 dos 28 passes que fez, venceu dois dos 12 duelos em que esteve envolvido e perdeu a bola 18 vezes.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner