Stat da Semana | Otávio entre os mais “valiosos” da Europa

-

O leitor mais atento já terá reparado no destaque que vimos dando a uma variável que nem sempre fez parte da nossa análise. Falamos do passe valioso, ou passe ofensivo valioso, que habitualmente – e por ser um dado “novo” – acompanhamos com uma explicação, para uma mais rápida disseminação (e assimilação) do conceito. De forma resumida, trata-se de passes ofensivos eficazes realizados a menos de 25 metros da baliza adversária.

Este parâmetro tem como ideia matriz valorizar e reforçar a influência que estas entregas realizadas nos últimos metros do terreno de jogo têm nos processos ofensivos das equipas, indo além da importância que naturalmente atribuímos aos passes para finalização. Assim, tipicamente, os passes ofensivos valiosos são passes certos que acontecem nessas zonas e que aproximam sempre a equipa do golo, algo valorizado, independentemente de ser ou não o último passe para remate ou golo – saindo, assim, do “obscurantismo” aquelas entregas que não criam uma situação de finalização.

Com esta variável conseguimos (nós e quem nos segue) identificar o nível de contribuição dos jogadores para o aproximar da sua equipa da baliza contrária em zonas decisivas. Neste pormenor (embora o consideremos um “pormaior”), são maioritariamente os jogadores de maior nomeada em cada Liga a atingirem médias mais elevadas destes lances. O mesmo acontece na Liga NOS.

GoalPoint-Top5-Passes-Valiosos-LigaNOS-202021
Clique para ampliar

Os cinco jogadores com média mais elevada de passes ofensivos valiosos são todos dos “três grandes”. Otávio Monteiro também aqui mostra a sua preponderância no jogo do FC Porto. Não só dá equilíbrios defensivos e muitas opções tácticas, como contribuiu com 6,5 passes valiosos por 90 minutos esta época. A seguir o seu colega de equipa, Jesús Corona, com os benfiquistas Pizzi e Rafa Silva logo atrás e o também “dragão” Wilson Manafá a completar o lote.

Uma variável de craques

Para termos uma ideia do “talento” de Otávio neste particular (e da importância desta variável), basta referir que o brasileiro do Porto é o 11º jogador – com mais de 630 minutos (metade do total possível no campeonato português) – com melhor média de passes valiosos nas principais Ligas europeias. E os jogadores à sua frente são “fraquinhos”: Lionel Messi (9,1), Josip Iličić (8,7), Jadon Sancho (8,0), Jack Grealish (7,4), David Silva (7,4), Neymar (7,4), Bruno Fernandes (7,1), Domenico Berardi (6,9), Ousmane Dembélé (6,8) e Mohamed Salah (6,7).

Por falar em Jack Grealish, o inglês do Aston Villa era, até hoje, o recordista de passes ofensivos valiosos na Premier League 2020/21, com 16. Porém, esta quinta-feira, o senegalês Sadio Mané igualou o feito pelo Liverpool frente ao Burnley, ao mesmo tempo que emulou o número mais alto de passes para finalização, que pertencia, isolado, ao ex-Sporting, Matheus Pereira (9). Incrivelmente, os “reds” perderam em casa, 1-0 (primeiro desaire da equipa de Jürgen Klopp em Anfiled na Liga inglesa após 68 jogos), pelo que Mané não contribuiu sequer para qualquer golo. Contudo, a forma como aproximou o campeão inglês da baliza contrária é aqui fortemente valorizada, pelo que foi mesmo o melhor em campo.

A partir de agora, vai olhar para os passes ofensivos valiosos da mesma maneira?

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.